Moradores da Avenida Copacabana realizam protesto contra a prefeitura de Cruzeiro do Sul

Moradores da Avenida Copacabana decidiram realizar um protesto pacífico cobrando da Prefeitura de Cruzeiro do Sul queremos melhorias nas ruas. Diz moradores 

A bastante tempo essa Avenida vem sofrendo com os buracos e existe uma informação por parte da prefeitura de que a mesma será recapeada, mas até o momento, a obra que chegou a ser iniciada não foi finalizada.

O protesto que foi organizado de maneira espontânea pelos moradores, ocorreu no mesmo local onde dias atrás, nossa reportagem flagrou um morador tampando buracos por conta própria com cimento. Durante toda semana equipes da prefeitura também tentaram fazer obras paliativa, ao jogar cimento em partes dos buracos da avenida, o que não deu certo, pois foi levado pelas chuvas. Aliás foi o mesmo destino do serviço feito pelo morador.

Mesmo havendo o protesto, os moradores conseguiram deixar o trânsito trafegar normalmente na Avenida. A própria Polícia Militar esteve presente no local e após orientações ao grupo retirou-se deixando bem claro que não poderia haver danos ao patrimônio, nem ao direito de ir e vim do cidadão.

De acordo com os moradores esse é o primeiro passo, uma vez, que estão cansados e não veem outra alternativa a não ser realizar o referido protesto. Os mesmos afirmaram que, caso não haja um posicionamento por parte da prefeitura, posteriormente, irão fechar a rua definitivamente. O protesto foi intitulado “Jardim da Dona Rosa” em homenagem a secretária de Meio Ambiente, senhora Rosa Sampaio.

De acordo com o Presidente do Bairro da Floresta, Janderson Santos, a muito tempo a comunidade vem lutando por melhorias. O nome foi dado em homenagem a secretária de Meio Ambiente, em alusão ao polêmico projeto de resíduos sólidos, e a cobrança da taxa de coleta de lixo – TCL, aprovada recentemente pela câmara a pedido do prefeito.

“Sabemos que a Copacabana está passando por essa dificuldade a mais de 8 meses, depois que o Ilderlei assumiu, ele citou a empresa que foi licitada para realizar a obra e nós conversamos com eles, mas nada foi feito e só tem buraco. Nosso protesto é pacífico, deixamos tudo aberto para a passagem dos carros, o trânsito está normalizado. Mas, se não resolver vamos fechar tudo de uma vez só. Estamos cansados de esperar as promessas, então agora vamos agir. Hoje nosso protesto se chama “Jardim da Dona Rosa”, esse é o jardim da nossa secretária do Meio Ambiente. – Dona Rosa, esse é o seu Jardim.” enfatizou o mesmo.

Ueverton da Silva Lima, dono de uma distribuidora, também relata as dificuldades de trafegabilidade da via e os acidentes que acontecem diariamente no local.

“Está complicado a situação, não só por mim, mais pelo fato de que todos os dias tem acidente. Pessoas caem de moto. Já vi caminhão estourar pneu nesses buracos, entregador de pizza que estava indo fazer entrega bater no buraco e cair. Semana passada um moto táxi bateu no buraco e caiu com o passageiro e essa situação não é de agora. Nós até tentamos tapar os buracos com concretos mais não prestou, pois, a chuva vem e tira. Todos os dias a situação só piora. Semana passada vieram até a rotatória do Bar das Primas e de lá mesmo voltaram, essa semana vieram pela parte de cima mais realizaram os trabalhos até a Secretaria Municipal de Saúde, conhecida popularmente como “PAN” .” disse ele.

De acordo com os moradores a prefeitura informou que a avenida será recapeada, por isso não foi feito o serviço emergencial. Todavia, os mesmos também disseram que a empresa faliu e não concluíram os serviços iniciados.

“Eles trabalharam uns dias, quebraram a beira da rua para fazer as calçadas e não terminaram, não fizeram nada e ainda pioraram mais ainda a situação. O Prefeito disse que está entregue a empresa mais não está entregue a ninguém, pois a empresa sumiu. Ninguém olha para a gente e cada dia que passa piora mais ainda, está ficando mais difícil.” afirmou Ueverton Lima.

Realmente Cruzeiro do Sul não é mais uma cidade pacata, pois, nos últimos dias estamos tendo que conviver com racionamento de energia elétrica, dificuldade no abastecimento de água, problemas nos sinais de telefonia e internet e para a surpresa de todos os moradores de uma das primeiras avenidas da cidade resolveram plantar bananeiras e diversas árvores no meio da rua dificultando a normalidade do trânsito e cobrando da Prefeitura do município uma solução imediata para um único buraco que inicia na rotatória da Avenida São Paulo e vai até a Secretaria Municipal de Saúde.

O protesto pacífico realizado pelos moradores iniciou no final da tarde, e entrou pela noite. Depois de registrar a manifestação, os moradores desobstruíram a avenida e o transito foi liberado normalmente.

Foto e informações Lidiane Gaspar

:: Textos publicados nesta página são de inteira responsabilidade do colunista. Não refletem a opinião do Jornal.

.