Após experiência no Japão, Maternidade planeja ações para 2018

O secretário elogiou a plataforma de gestão trazida pela profissional, que a princípio será implantada na maternidade de Rio Branco, mas que deve se estender às maternidades do interior.

Enfermeira apresenta ao secretário de Saúde certificado do curso no Japão (Foto: Júnior Aguiar/Sesacre)

A área materno-infantil da Maternidade Bárbara Heliodora, em Rio Branco, terá uma grande conquista no ano de 2018. Isso porque o Acre, um dos seis estados brasileiros com profissionais selecionados para fazer um curso no Japão, traz experiências exitosas obtidas na “Terra do Sol Nascente” e que serão implementadas nas ações que visam o fortalecimento do pré-natal e a diminuição da morte materna e fetal.

Na manhã desta quarta-feira, 27, a enfermeira Ana Beatriz Souza, após dois meses em Okinawa, no Japão, participando do curso em que foi selecionada – a única da Região Norte – pelo Japan International Cooperation Agency (JICA), órgão do governo japonês responsável pela implementação da Assistência Oficial para o Desenvolvimento (ODA), foi recebida pelo secretário de Estado de Saúde, Gemil de Abreu Júnior.

A enfermeira mostrou o certificado japonês e falou sobre o Plano de Ação montado com auxilio técnico dos profissionais do Japão que serão levados à maternidade da capital. “O foco é a melhoria do sistema, com treinamento dos profissionais durante um ano, que serão multiplicadores das ações que visam educação em saúde, diminuição da morte materna e neonatal, ampliação do pré-natal com enfermeiras obstetras, e uma maior oferta de exames e consultas, consequentemente, uma assistência melhor e mais colaborativa”, esclarece Ana Beatriz.

O secretário elogiou a plataforma de gestão trazida pela profissional, que a princípio será implantada na maternidade de Rio Branco, mas que deve se estender às maternidades do interior. “Fico muito feliz em saber que em todo país seis pessoas foram selecionadas para participar desse curso, e tivemos uma acreana nos representando, passando esses dois meses no Japão e trazendo essa experiência que será de grande importância para a saúde materno-infantil do nosso Estado”, ressalta Gemil.

Entre as ações do plano, será ofertado o curso “Café com Leite Materno”, destinado à gestante e seu cônjuge durante o pré-natal, que visa os cuidados durante a gravidez e após o nascimento do bebê. “Vamos fazer um curso preparatório, aulinhas com os pais, sobre banho do bebê, aleitamento, entre outros temas. Uma das coisas que a gente mais aprendeu no Japão, foi que antes de estar grávida, a mulher precisa saber o que é estar grávida, e isso é um ponto prioritário que vamos trabalhar durante o pré-natal”, conclui Ana Beatriz.

Esta notícia está na categoria Saúde. Marcar o link.