Coluna do Crica

O ânimo na oposição é elevado para a disputa do governo na eleição do próximo ano.

As pesquisas internas têm reforçado a hipótese entre seus dirigentes, inclusive, a mais recente realizada pelo instituto DATA-CONTROL. “O Gladson Cameli vai ganhar a eleição não somente nos municípios do interior, mas também na Capital”, diz o presidente do PP, José Bestene. O seu otimismo é grande com os números das pesquisas, apoiado em um ponto: “O senador Gladson Cameli ainda nem começou a campanha em Rio Branco, onde vai crescer mais ainda”. Bestene diz que, não se trata de nenhum otimismo exagerado, mas que se baseia em projeções registradas pelas pesquisas. Na sua avaliação, o momento é do candidato refazer várias pontes que estavam quebradas, reativando parcerias. “Ele já está fazendo isso em todo Estado”, afirmou ontem à coluna. Sobre a última pesquisa do DATA-CONTROL disse ser mais para consumo interno e servir de parâmetro para os marqueteiros que conduzirão a campanha. “O momento é de aglutinar, somar forças”, enfatizou um entusiasmado Bestene.

CANDIDATURA CONFIRMADA

O ex-deputado José Bestene (PP) confirmou ontem, oficialmente, que será candidato a uma vaga na Assembléia Legislativa, na próxima eleição, embalado nas muitas adesões que vem recebendo dos mais diversos setores. Ressalva que, só tratará da campanha no próximo ano.

PRB ASSUME O COMANDO

Com o PDT inclinado a ter chapa própria de deputado federal, o dirigente do PRB, Diego Rodrigues, me disse ontem que, o seu partido assumirá a coordenação da chapa formada pelas demais siglas menores da FPA. Garantiu que, a “chapinha” não vai acabar pela decisão do PDT.

TAUMATURGO NO PDT

O ex-deputado federal do PT, Taumaturgo Filho, deverá ser candidato a deputado federal pelo PDT. As conversas com o partido, segundo o presidente Luiz Tchê, estão bem avançadas. Hoje estará apresentando a sua carta de desfiliação do PT, partido pelo qual militou e foi expoente.

SITUAÇÃO INTERESSANTE

Dentro do novo contexto partidário, Taumaturgo Filho, deverá ter o apoio de familiares do PT, como o deputado Jonas Lima (PT) e o prefeito de Mâncio Lima, Isac Lima (PT). Seja como deputado estadual ou como deputado federal, Taumaturgo sempre foi defensor xiita do PT.

É MUITO PROVÁVEL

Como o ex-deputado Taumaturgo Filho se aproximou muito do senador Gladson Cameli (PP), que inclusive, bancou a sua nomeação para comandar a Delegacia Regional do Trabalho, no Acre, é bem provável que venha a lhe apoiar na disputa do governo, na eleição do próximo ano.

ANOTEM PARA CONFERIR

A coligação PPS-SOLIDARIEDADE- PTB, pela sua composição de candidatos a deputado estadual, poderá fechar a eleição com dois parlamentares eleitos. A maioria já foi candidato com votação razoável e até boa. É uma chapa onde não tem ninguém com mandato.

NÃO ACREDITA MUITO

Estive conversando ontem com o dono de um dos mais respeitáveis institutos de pesquisa do Acre. Traçou o seguinte quadro: a eleição para o Senado continuará embolada um bom tempo. Para o governo, não crê na terceira via, acha que o máximo que o candidato a governador, Coronel PM Ulysses Araújo (PATRIOTA) chegará ao final da campanha será em 10% demaceitação.

PRATICAMENTE DEFINIDO

O quadro para o governo me parece definido entre os candidatos Marcus Alexandre (PT) e Gladson Cameli (PP). Só acontecendo, um fato muito atípico poderá mudar esta polarização. Estou analisando o fato do momento, porque numa campanha, nada pode ser descartado.

QUESTÃO DE FÉ

O prefeito Marcus Alexandre se batizou ontem na Igreja Batista do Bosque. Eu não discuto religião, cada um professa a fé que lhe convier e a religiosidade é algo pessoal e assim deve ser respeitado. E mesmo porque o prefeito é evangélico praticante há bastante tempo.

FOSSO APROFUNDOU

O vereador Gilson da Funerária (PP) aprofundou ontem ainda mais o fosso que o separa do prefeito de senador Guiomard, André Maia, ao comandar a derrubada do projeto que autorizava o aumento da taxa de iluminação pública. Todas as pontes entre ambos foram quebradas.

BEM MELHOR

A vereadora Lene Petecão (PSD) cumpre um mandato bem mais participativo e crítico em relação aos atos do prefeito Marcus Alexandre de que no mandato anterior. Lene cumpre com firmeza o seu papel de oposição. Não pode ir além, a sua bancada é minoritária na Casa.

ALTO PREÇO

A última safra de prefeitos é para servir de exemplo de como não se conduzir um município. Boa parte foi presa, alguns ainda estão presos, e os que escaparam tiveram bens bloqueados, foram condenados a pesadas multas ou respondem processos por várias acusações.

CHAPÃO DO PT

O destino da deputada Maria Antonia (PROS) deverá mesmo disputar a reeleição pelo chapão do PT. Nenhum partido médio da FPA aceitou a sua filiação, sob a alegação de que, aonde entrar fica com uma vaga. Maria tem estrutura de campanha e uma forte base eleitoral.

QUEM NÃO OUSA NÃO AVANÇA

O deputado Eber Machado (PSDC) deixa uma reeleição com alta chance, para entrar numa disputa de deputado federal, em que a campanha será mais apertada. Na política, quem não usa, estaciona. E mesmo porque ninguém é dono dos votos.

NÃO DEIXEM DE FORA

Em qualquer simulação sobre a eleição para o governo no próximo ano é bom não deixar de fora o poder da máquina estatal e da PMRB. Foram azeitadas nas duas últimas décadas para ganhar eleição. Uma prova é o que vem acontecendo nas duas últimas décadas.

SINAL DE ALERTA
Uma cratera no meio da rua de acesso ao Jardim Tropical poderá causar sérios acidentes.

GRANDE EXPECTATIVA

Respeito a convicção do deputado federal Major Rocha (PSDB) de ser contra a Reforma da Previdência. Mas depois que o PSDB fechou questão a favor, não aposto um centavo furado que, se votar contra, permaneça no comando do partido, no Acre. Ele é um dirigente regional.

NÃO FICARÁ NA COTA

Se votar contra e for sacado da presidência regional do PSDB, Rocha não poderá debitar a medida na cota da perseguição, quem está num partido tem que se submeter às suas regras.

PENSÃO DE GOVERNADOR

Ainda sobre o deputado federal Major Rocha (PSDB). O seu maior foco a partir do próximo ano será derrubar as pensões de ex-governadores do Acre. Para isso foi buscar apoio na OAB.

A NOVELA DA SOJA

Vamos situar sem partidarismo esta multa de mil reais aplicada pelo IMAC contra o empresário Assuero Veronês. Não pode alegar ignorância da legislação que exige a licença ambiental para o plantio de culturas como o milho, soja e cana, por exemplo, por um motivo: ele integra o Conselho Estadual de Meio ambiente. Simples: poderia ter tirado a licença. Por isso, não transformemos o fato num caso de perseguição política. Por não ser verdadeiro. E ponto!

DEIXANDO BEM CLARO

Vamos deixar claro que sou totalmente favorável ao agronegócio e ao plantio de soja, não se gera riqueza vendendo óleo de copaíba. Comento só o alarde por uma multa da qual se pode recorrer ou até pagar por ser uma quantia irrisória para o produtor rural em questão.

ASSINARIA EMBAIXO

Na postagem da primeira-dama Marlúcia Candida, sobre esta questão de falso racismo do médico Giovani – aliás, uma das acusações mais toscas que já vi – e concordo com ela, no pleno.

BANDIDOS BEM ARMADOS

Quase todo dia a Polícia Militar apreende drogas e armas. Os bandidos continuam bem armados. Ainda ontem foram presos marginais até com uma submetralhadora. Com essa fronteira que é uma peneira é aprendendo armas e drogas e chegando mais. Puxadores de votos Deputado Jairo Carvalho (PSD) e ex-vereador Pedrinho Oliveira (PSD) deverão ser os principais puxadores de votos da chapa de deputado estadual da coligação PSD-PMN- PR.

CAMPANHA PUXADA

O PSD tem que fazer uma campanha forte para eleger o atual presidente do BASA, Marivaldo Melo, por não ser um nome conhecido nos grotões do Estado e, também, pelo fato de que o chapão da oposição para a Câmara Federal é fortíssimo, muitas cobras criadas. O Petecão tem de levar ele numa daquelas viagens de 15 horas num barco com motor de rabeta, para ver se quer mesmo entrar na política partidária.

TODO PESO DA MÁQUINA

É prioridade para o PT reeleger os deputados federais Léo de Brito (PT), Raimundo Angelim (PT) e Sibá Machado (PT). A máquina estatal estará toda centrada na eleição do trio. Na política é assim mesmo, cada partido joga todas as suas cartas para eleger os seus. E ponto. O principal problema do PT é que não conseguiu convencer os aliados a formarem numa só chapa. E fora os três parlamentares federais não existem outros nomes de densidade no PT.

:: Textos publicados nesta página são de inteira responsabilidade do colunista. Não refletem a opinião do Jornal.

.

Esta notícia está na categoria Crica. Marcar o link.