Acre realiza 30º transplante de fígado e salva nova vida

Um novo transplante de fígado foi realizado na noite da última sexta-feira, 1 no Hospital das Clínicas (HC) de Rio Branco.

O órgão foi doado pela família de uma mulher de 46 anos, vítima de Acidente Vascular Cerebral Hemorrágico (AVCH), de Mato Grosso do Sul, e transportado por uma aeronave da Força Aérea Brasileira (FAB) de Campo Grande para a capital acreana.

De acordo com a coordenadora da Central de Transplantes do Acre, Regiane Ferrari, o órgão foi disponibilizado para o Acre, pois o procedimento não é realizado na cidade de Campo Grande. “Nós recebemos a notificação pelo sistema nacional de que havia sido disponibilizado o órgão e tomamos todas as providências para que o transplante fosse realizado com sucesso”, disse.

O receptor do fígado tem 51 anos e sofria de cirrose hepática, e desde junho deste ano aguardava na fila de transplante. A operação foi conduzida pelo cirurgião hepático Tércio Genzini, uma das maiores referências em transplantes de fígado no Brasil, responsável pelas equipes de transplantes do Acre e do grupo Hepato de São Paulo.

Ao todo, o Acre já promoveu mais de 600 transplantes. Desses, cerca de 300 foram efetivados via Tratamento Fora de Domicílio (TFD). Os outros procedimentos foram realizados no Hospital das Clínicas a partir da criação da Central Estadual de Transplantes.

O Acre é único estado da Região Norte com programa de fígado ativo, chegando, com este último procedimento, ao 30º transplante do órgão.

Esta notícia está na categoria Saúde. Marcar o link.