Fábrica de sapatos acreana tem boas perspectivas para 2018

Empresário aposta em produção de botas no Acre com geração de vários postos de trabalho. Dodos os calçados recebem o selo de segurança Certificado de Aprovação (CA), emitido pelo Ministério do Trabalho.

 Por Marcelo Torres / Assessoria 

Subir de 150 para 1.500 pares de botas produzidas ao dia. Esta é a expectativa que a primeira fábrica de sapatos do Acre, a BootNorte, tem para os próximos anos. Instalada há um ano no Parque Industrial de Rio Branco, a empresa mantém 100% do processo de fabricação em solo acreano, do corte do couro à embalagem do produto, e gera atualmente 25 empregos diretos.

Segundo o empresário Esmerino do Vale, conhecido como Pataco, a empresa é fruto de um investimento de R$ 4 milhões, aplicados na construção da indústria e a aquisição de maquinários. “Estamos produzindo 150 pares de botas por dia, mas temos capacidade de chegar até 1.500 pares de sapatos confeccionados diariamente”, explicou.

Para Pataco, a produção atual da fábrica é impactada pela crise financeira que o país enfrenta. Mas ele está apostando no reaquecimento, em 2018, do setor da construção civil para alavancar as vendas e ampliar a produção. “Temos uma expectativa que a partir do ano que vem o nosso número de vendas aumente, pois boa parte dos nossos clientes é da construção civil, e esse setor voltando à normalidade as nossas vendas irão aumentar”, explica.

Segundo o empresário, a BootNorte está estudando outros modelos para entrar em produção no próximo ano, o que vai possibilitar a contratação de aproximadamente 100 pessoas para trabalhar exclusivamente na confecção dos calçados. “Atualmente, além do comércio local, exportamos nossos produtos para Rondônia, Mato Grosso e Roraima, mas queremos negociar com outros estados e em mais comércios acreanos”, adiantou.

Natural de Minas Gerais e empresário em outros segmentos, Esmerino do Vale resolveu montar a fábrica no Acre porque viu potencial na região. “Aqui fui bem recebido, já trabalhei como produtor de gado, mas tinha vontade de construir uma fábrica de sapatos utilizados em obras, hospitais, e também por profissionais que trabalham com agropecuária. Um dos meus incentivadores foi o governador Tião Viana, que apresentou o espaço para construir a fábrica”, declarou.

A BootNorte trabalha atualmente com três qualidades de couros, sendo eles: vaqueta preta e relax, grupom/sintético. Sapatos estilo bota para militares e sapatos para unidades hospitalares entraram recentemente em produção. Todos os produtos da fábrica recebem o selo de segurança Certificado de Aprovação (CA), emitido pelo Ministério do Trabalho, que garante a qualidade e funcionalidade dos equipamentos de segurança.

Oportunidade

O ex-pedreiro Alessandro Lima diz que a fábrica foi uma oportunidade para mudar de vida. Natural de Sena Madureira, ele conta que veio para Rio Branco em busca de oportunidades e, graças à BootNorte, conseguiu mudar de profissão.

“Comecei a trabalhar na BootNorte desde sua construção, e naquela época já pensava em ser funcionário da fábrica”, relatou. Lima, que é um dos primeiros funcionários contratados pela empresa, disse que passou por um processo seletivo, recebeu treinamentos e hoje comemora o fato de compor a equipe de produção. “Agradeço muito por essa fábrica existir no estado em que moro, espero que outras pessoas tenham a mesma oportunidade de emprego que eu tive”, comentou.

Esta notícia está na categoria Geral. Marcar o link.