Coluna do Crica

PSDB confirma o médico Eduardo Veloso para vice na chapa de Gladson Cameli

Em reunião da sua executiva regional, o PSDB referendou a indicação do médico Eduardo Veloso (PSDB) para ser o vice na chapa ao governo do senador Gladson Cameli (PP). O partido resolveu reassumir a discussão, mesmo após o presidente deputado federal Major Rocha (PSDB) garantir que, os tucanos estavam fora desde tipo de debate. O que o levou a mudar de idéia foram dois pontos: na última reunião dos partidos de oposição esta semana, o candidato ao governo, senador Gladson Cameli (PP), foi textual e público ao dizer que “o deputado Rocha indicará o vice” e, também, por Veloso ter se articulado junto aos demais partidos oposicionistas, inclusive, na direção do PP, partido de Cameli, de quem também ancorou apoio. Há ainda a questão de ser o médico Eduardo Veloso (foto) da simpatia do senador Gladson Cameli (PP). E também um nome novo e sem mácula. O que reforçou ainda mais a sua escolha foi o fracasso da “Comissão de Notáveis”, em não conseguir convencer o ex-prefeito Tião Bocalon (DEM) a desistir do apoio ao Coronel PM Ulysses Araújo (PATRIOTA) e em troca ser o candidato a vice-governador. Com sua negativa resposta Veloso ficou sacramentado.

DATA-CONTROL FECHA O ANO

O instituto Data-Control iniciou a sua última pesquisa do ano sobre os candidatos a governador e para o Senado. A coleta de dados começou por Rio Branco e deve atingir os municípios do interior de maior colégio eleitoral. Abrangerá duas mil entrevistas, sendo que, mil na Capital.

UNIVERSO MAIS AMPLO

Mil pesquisados em Rio Branco é um universo muito ampliado. Até aqui os demais institutos de pesquisas se limitaram a ouvir na Capital duzentas pessoas A pesquisa deverá ser concluída nos próximos 15 dias. Seu resultado servirá para se ter uma nova noção do momento político.

GRATA SURPRESA

Pela oposição, neste período legislativo que caminha para o recesso, quem vem se constituindo em uma grata surpresa é o deputado Nelson Sales (PP), por fazer denúncias calçadas em fatos e sem ser espetaculoso. Não faz ataques pessoais e sempre se limita a criticar as falhas. Como dizia Che Guevara: pode-se se endurecer, ser perder a ternura.

QUESITO QUE NÃO PODE RECLAMAR

O deputado Jesus Sérgio (PDT) falou a verdade quando disse que o deputado Gehlen Diniz (PP) não pode posar de vítima do deputado Daniel Zen (PT), porque muitas vezes foi desrespeitoso com os colegas com a tribuna. Diz o ditado popular que, o pau que bate em Chico bate em Francisco.

MOTIVO IGNORADO

Não se sabe o motivo do choro do presidente do PDT, Luiz Tchê, habilidoso nos bastidores e que não dá prego sem estopa, quando da oficialização da candidatura do secretário Emylson Farias (PDT) a vice-governador. Se era pela segunda secretaria que vai ganhar ou pensando num espaço maior que pode conseguir, caso vença o candidato ao governo, Marcus Alexandre.

“O HOMEM DO TRATOR VERMELHO”

Dirigentes de partidos nanicos estão reclamando do dirigente do PT, Cesário Braga, chamado de o “Homem do Trator Vermelho”, que vem atropelando a todos na busca de conseguir completar a chapa de deputado estadual do PT. O mais inusitado é que, só atropela os aliados.

LÁBIA DE DERRUBAR AVIÃO

“O Cesário tem uma lábia de derrubar avião, chega com uma conversa que o PT fará oito deputados e que o convidado, mesmo sem qualquer chance estará entre os eleitos. E alguns abestados ainda acreditam nisso, Crica!” Desabafo de um presidente de partido nanico.

ATÉ A MEDULA

Encontrei ontem com o advogado Edinei Muniz, sempre um bom papo. Explicou que continua sendo contra o PT e que o seu apoio ao candidato ao governo, prefeito Marcus Alexandre, é pelo perfil de gestor. Nada contra, é da democracia o cidadão escolher em quem vai votar.

POSIÇÃO DEFINIDA

O ex-prefeito Tião Bocalon (DEM) definiu que será candidato a deputado federal na disputa do próximo ano. Se na última eleição tivesse tomado esta decisão hoje estaria na Câmara Federal. É saber se a coligação PATRIOTA-DEM-LIVRES terá uma chapa competitiva para Federal.

POUCO ALARDE

O prefeito Marcus Alexandre é de pouco alarde, mas se sabe que no município que chega adota uma prática que é a mais acertada em candidaturas majoritárias: procura atrair para a sua campanha lideranças dos adversários. Cada voto conseguido se conta dobrado.

RELAÇÕES MUITO PRÓXIMAS

A visita ao governador Tião Viana pelo prefeito de Senador Guiomar, André Maia, teve apenas como capa uma conversa administrativa, na verdade o prato principal foi política e apoio à candidatura de Marcus Alexandre ao governo. Asa relações de André e o PT são próximas.

CHAPÃO PESADO

Colocado na balança nome por nome o chapão da oposição é bem mais encorpado que o da FPA. A oposição tem uma chapa completa, enquanto a FPA corre para conseguir completar.

NÃO SÃO DE ENFEITE

As mulheres candidatas no chapão de Federal da oposição, por exemplo, não serão mero enfeites. Tem a deputada Jéssica Sales, a Procuradora Vanda Denir, a ex-deputada federal Antonia Lúcia, todas já foram candidatas e sempre com uma votação acima da média.

”QUEM PARIU MATEUS……….

Falta legitimidade aos petistas e aliados quando disparam contra as ações do presidente Michel Temer. Foi escolhido vice da Dilma por eles. E, quem pariu Mateus, que embale.

REFORÇA A IMAGEM

Um aliado do PMDB do ex-prefeito de Cruzeiro do Sul, Vagner Sales, comentava esta semana na ALEAC, que quanto mais o prefeito Ilderlei Cordeiro (PMDB) se afundar na sua gestão, melhor será para a imagem do Vagner. E explicou: “Crica, as comparações serão naturais”.

NÃO CONFIRMA E NEM NEGA

O grupo do ex-prefeito Vagner Sales (PMDB) não confirma e nem nega que venha com candidatura própria para a prefeitura de Cruzeiro do Sul, na eleição de 2020. Até lá não deve fazer nenhum comentário público a respeito da gestão do Ilderley, ficará na arquibancada.

NÃO SERÁ SE DE SE ESTRANHAR

Caso o deputado federal major Rocha (PSDB) vier a ser muito bem votado em Rio Branco não será de se estranhar que apareça em 2020, como candidato a prefeito. É um nome em crescimento.

CORRENDO ATRÁS DE SUICIDAS

O PT está correndo atrás de candidatos dispostos a ir para o sacrifício para completar a sua chapa de deputado federal. O governador Tião Viana tem se empenhado nestes convites a secretários. Até aqui, o chapão só tem Angelim (PT), Léo de Brito (PT), Sibá Machado (PT), César Messias (PSB) e Perpétua Almeida (PCdoB). Só com estes nomes, só elegem dois.

TAREFA DIFÍCIL

A dificuldade está em achar quem aceite ser “homem- bomba” no chapão Federal do PT, principalmente, entre quem é secretário e que, neste caso teria que deixar o cargo em Abril

PERDEU O PROTAGONISMO

Um amigo da FPA explicou ontem o afastamento do Nepomuceno Carioca da ribalta política. “Ele está mais dedicado a montar às chapas majoritárias do PT. Com o prefeito Marcus Alexandre, perdeu o papel de destaque e influência que tinha com outros prefeitos petistas”.

ESTRANHO SERIA O CONTRÁRIO

As posições políticas do deputado federal Léo de Brito (PT) são as posições do seu partido. Por isso não vejo razões às criticas que vez por outra a oposição lhe dirige. O entranho seria defender as idéias dos partidos de oposição. Na política tem que se ter uma definição, o muro é a pior delas. Normais, pois, as defesas que o Léo faz do PT. Queriam que defendesse o PSDB?

FECHANDO NO EMPATE TÉCNICO

Todas as pesquisas feitas até o momento para o governo mostraram um empate técnico entre as candidaturas do senador Gladson Cameli (PP) e do prefeito Marcus Alexandre (PT). Mesmo não sendo um balizador definitivo, a campanha nem começou, as pesquisas mostram que, poderemos ter uma das eleições mais disputadas das duas últimas décadas entre a oposição e o PT. Muito embora tenha surgido como uma surpresa com 6% de intenções de votos na última pesquisa, ainda não dá para ser mensurada a candidatura alternativa do Coronel PM Ulysses Araújo (PATRIOTA). Não será uma tarefa fácil quebrar a polarização existente hoje entre os candidatos Marcus (PT) e Gladson (PP). O quadro só começará a ser pintado com cores mais fortes nas pesquisas do meado do próximo ano, quando todos os candidatos já estarão com as suas estruturas nas ruas. Até lá, não dará para se ter uma noção exata sobre quem despontará como favorito. Por enquanto, só palpites, ilações e nada mais do que isso.  

:: Textos publicados nesta página são de inteira responsabilidade do colunista. Não refletem a opinião do Jornal.

.

Esta notícia está na categoria Crica. Marcar o link.