Polícia Militar evita assalto e prende quatro menores em Tarauacá

A polícia militar recebeu a informação que uma dupla sairia da “estrada do Igarapé Preto” numa motocicleta de cor preta para assaltar um comércio em Tarauacá.

Provavelmente a loja do Senhor Ademir Camilo (centro) ou o Supermercado Girassol do Bairro da Praia. Logo foi montada uma estratégia com homens apaisana em veículo descaracterizado nas proximidades dos comércios.

Por voltas das 17:30 os PMs que estavam em frente o supermercado Girassol avistaram, dois rapazes passando numa moto com as mesmas características. Ao se aproximarem do local e descerem da moto , um deles foi logo tirando a escopeta de dentro da camisa.

De imediato os policiais saíram da viatura e mandaram os bandidos colocarem as mãos na cabeça. Um deles ainda tentou esboçar uma reação na tentativa de atirar contra a polícia, quando foi alvejado por um disparo de arma de fogo na perna efetuado por um policiai, evitando assim que atirasse nos homens da lei. Os policiais socorreram o bandido ferido e levaram para o hospital enquanto os demais prendiam o outro envolvido.

Os assaltantes são os menores A.B.S.A, 17 anos do Seringal Vitória Nova, Rio Murú e T.K.S.M. , 14 anos, de Rio Branco. Os dois que já haviam cometido um outro assalto mais cedo num pequeno comércio no Bairro Luis Madeiro, não sabiam que estavam sendo monitorados pela polícia, foram flagrados na hora em que iam cometer o crime.

Segundo informou a policia militar, o menor A.B.S.A. que foi alvejado com um tiro na perna havia sido preso na última quinta feira, nas proximidades do mercado público, de posse de uma arma e um capuz pronto para praticar assaltos. Solto, já estava na atividade novamente.

Depois de evitar o assalto os policiais foram até a residência dos meliantes e lá encontrou mais três comparsas da dupla e prendeu todos. Com eles foram apreendidas duas escopetas, mochilas, moto, celulares, capacetes e roupas.

Assaltantes, comparsas e material apreendido foram entregues na delegacia e o acaso agora está sob a responsabilidade da polícia civil. 

Por portaltarauaca.com