Coluna do Astério

Padre sugere fechar igrejas em protesto contra violência

O Padre Massimo Lombardi sugeriu numa bela entrevista ao “Bar do Vaz”, que ainda vai ao ar, que num domingo a ser estabelecido não se faça nenhuma celebração nas igrejas de Rio Branco, numa forma de protesto contra a violência reinante na Capital, e como meio de despertar as autoridades e a família para a grave questão. Não seria a primeira vez que um ato desta natureza aconteceria, já ocorreu durante a fase de ação do “esquadrão da morte”, por uma determinação do Bispo Dom Moacy Grechi. Não deixaria de ser um ato de peso ante à situação. Não sei se o Bispo Dom Joaquin Pertinez, conservador, colocaria em prática a ideia.

PROS CONTINUA SEM MUDANÇA

Não aconteceu mudança oficial na direção regional do PROS. Roberto da Princesinha continua na presidência. O que há são démarches para que o médico Carlos Beirute vir a assumir o comando do partido. A decisão do imbróglio deve ocorrer na próxima semana, em Brasília.

TUDO PODE ACONTECER, OU NADA

A situação do PROS hoje é que tudo pode acontecer em relação à mudança da direção, ou nada. Foram alertar e agora o Tião Viana joga suas fichas para segurar o partido na FPA.

MAL ATENDE OS NOSSOS

A Secretaria de Saúde do Acre tem deficiência no atendimento aos pacientes acreanos na rede pública estadual de saúde. E ainda quer firmar parcerias com as prefeituras de Boca do Acre, Pauini e Envira, que são do Amazonas, recebem recursos específicos da Saúde, para dar assistência aos moradores dos três municípios? E com as prefeituras entrando a custo zero.?

FAÇAM O DEVER DE CASA

O governo acreano tem que primeiro fazer o dever de casa. As críticas pipocam com as deficiências na rede de saúde. Não fazemos o dever de casa na sua plenitude e ainda queremos assumir um papel que diz respeito aos municípios amazonenses? Brincadeira!

COISA MAIS LOUCA!

As prefeituras do Amazonas recebem recursos para a saúde é querem que o Acre banque no 0800 o atendimento aos seus moradores? Vão arrumar uma lavagem de roupa!

CERVEJA, CHUCRUTE E SALSICHÃO

A equipe do governo que embarcou para a Alemanha não vai ter que se queixar do quesito culinária alemã. São famosas as iguarias joelho de porco, chucrute, salsichão, sem falar na cerveja e no bem conceituado vinho branco da Região do Reno. E ainda dá para esquiar! Brincadeira à parte, eu espero que de fato consiga os mais de 100 milhões de recursos prometidos do governo alemão para o governo do Acre.

ATRAVESSADO NA GARGANTA

Há na cúpula do PMDB uma forte indisposição com o fato do DEM fincar o pé em ter chapa própria para deputado federal. As farpas são direcionadas ao Tião Bocalon. O comentário do ex-prefeito Vagner Sales, na última coluna, sobre o papel do DEM, foi mordaz e irônico.

RASGANDO RAMAIS

O prefeito de Epitaciolândia, Tião Flores, está beneficiando o Ramal do Prata, um dos mais importantes do município, que há anos não era recuperado e seus produtores tinham dificuldade de trazer a produção para a cidade. Estão sendo beneficiadas mais de 70 famílias.

NÃO É DE SE ADMIRAR

Não é para ninguém se admirar se o DEM acabar por apoiar a candidatura do Coronel PM Ulisses (PATRIOTAS) para governador. Existem conversas iniciadas nesta direção política. Ambos se afinam num ponto: ser contra o PT e apoiar Jair Bolsonaro à presidência.

ACOMPANHADO DE PERTO

Ontem, na gravação do “Bar do Vaz”, onde foi gravar, o Coronel Ulisses chegou acompanhado do Tião Bocalon e toda cúpula do DEM. Um bom sinal de que estão se acertando na aliança.

VISITA MARCADA

O candidato à presidência, Jair Bolsonaro (PATRIOTAS), deverá visitar Rio Branco no próximo dia 21 de março. Na ocasião fará o lançamento da candidatura do Coronel Ulisses a governador.

“Muito bem cotado”

Perguntei ontem a uma figura influente do PP, sobre a candidatura do médico Eduardo Veloso (PSDB), para ser o vice na chapa ao governo do senador Gladson Cameli (PP), eis a resposta: “é um nome muito bem cotado”. Continua a decisão de só anunciar o nome do vice em 2018.

AGORA SÃO RÉUS

Todos os envolvidos no escândalo da EMURB viraram réus. Ainda não se conhece o teor completo da delação premiada de dois acusados e a extensão: se ficará no grupo ou vai além.

NINGUÉM SABE O QUE VEM

Com as operações que já aconteceram, as que estão previstas acontecer e os seus desfechos, é muito cedo para avaliar a que ponto,elas terão efeitos devastadores no quadro da disputa política do próximo ano. Este é um componente que não pode ficar de fora em qualquer análise.

CONTRA A MODERNIDADE

O Fórum dos Movimentos Sociais prepara um protesto contra as reformas trabalhistas, que não tirou o direito básico dos trabalhadores. Será um protesto contra a modernidade e sem peso para influir no que já foi aprovado no Congresso. Na área trabalhista saímos do jurássico.

DIREITO FERIDO

A candidatura do locutor do Formigão, Lira Xapuri (PRTB), deve ser vista como todas as demais, por isso não pode ser boicotada pelos institutos de pesquisas, como foi na última Vox Populi, assim como o nome do Coronel PM Ulisses (PATRIOTAS). Lira tem de mudar o antigo chavão de ser uma candidatura contra a burguesia. Com a crise econômica : burguês, sumiu!.

SEIS NOMES E DOIS DESTINOS

Serão seis os candidatos às duas vagas de senador na eleição do próximo ano: Sérgio Petecão (PSD), Márcio Bittar (PMDB), Jorge Viana (PT), Ney Amorim (PT), Sanderson Moura, e o nome ainda a ser lançado pela sigla Rede Sustentabilidade. Um bom leque de opções ao eleitorado.

PEDRINHO OLIVEIRA

O ex-vereador Pedrinho Oliveira (PSD) deverá disputar uma vaga de deputado estadual, integrando o grupo do senador Sérgio Petecão (PSD). Terá o apoio da vereadora Lene (PSD).

PROCESSO COMPLICADO

Não será fácil para os réus por supostos desvios na EMURB. O Juiz do caso fatiou o processo e aceitou as mais de dez denúncias apresentadas pelo Ministério Público. Será muito difícil e improvável que venham a ser absolvidos em todos os processos. Os delatores por enquanto são peixes miúdos. O problema é saber se as cabeças, na medida em que forem sendo condenadas, não abrirão a boca para fazer uma delação premiada. Este é o grande perigo. Hoje, deverá haver novas divulgações sobre novas fases do processo. Ninguém sabe aonde este processo vai parar. Mas deverá, com certeza, ser tema de campanha no horário eleitoral.

:: Textos publicados nesta página são de inteira responsabilidade do colunista. Não refletem a opinião do Jornal.

.

Esta notícia está na categoria Crica. Marcar o link.