Greve de fome de integrantes presos no Acre já dura 48 horas

Os mais de 600 detentos integrantes do Comando Vermelho continuam em greve de fome no pavilhão A do presídio estadual Francisco D’Oliveira Conde, em Rio Branco.

Em protesto contra a decisão do ministro Alexandre de Moraes, do STF, de impedir o retorno de presos membros de facções a seus Estados de origem. Eles estão em greve desde ontem. O movimento é nacional.

“Eles recusam toda comida da instituição, porém eles comem tudo que chega dos visitantes: biscoito, refrigerante, arroz, feijão, farofa, salada, tudo que for de fora que for permitido entrar por uma pessoa visitante.

Eles rejeitam apenas comida oferecida pelo Estado”, conta um agente penitenciário, que pede para não ter seu nome divulgado. Esse alimento entra na unidade nas quartas e domingos, que é o dia de visitas.

Esta notícia está na categoria Geral. Marcar o link.