Coluna do Amaral

JORGE “DUBUASSU” VIANA

No discurso feito no Senado (10), Jorge Viana (PT), descreveu sua experiência de ter participado do Festival Mariri Yawanawa (Aldeia do Mutum) com os povos da floresta e ter sido batizado (ritual espiritual) com o nome de um guerreiro importante da cultura indígena, denominado “DUABUSSU”. E aproveitou para reforçar para o presidente da mesa Dário Berger (PMDB – SC), que poderia ser conhecido também por este nome. Na TV Senado, apesar de dizer que é uma coisa séria e que pretende registrar, ainda lhe constrange a palavra que falou de forma pausada e sorrindo. Mas, pode-se dizer que foi uma bela homenagem na Semana Internacional do Índio. Fato é que o Duabussu está fazendo suas andanças de forma intensa pra garantir os votos de sua velha rota conquistada em fins dos anos 90.

Descrédito

A política já anda pra lá de desacreditada com a roubalheira dos congressistas e suas legislaturas em benefício próprio ou dos lobbyes das grandes empresas, agora querem mudar as regras das eleições para mais uma vez beneficiar e perpetuar as oligarquias das 5 regiões do Brasil.

O “Distritão” foi aprovado em “Comissão Especial”

O modelo eleitoral “distritão” foi aprovado na madrugada desta quinta-feira (10) pelos deputados que compõe a comissão especial da Câmara que analisa a reforma política (PEC 77/03) com uma vitória apertada por 17 votos a 15.

E como ficam as candidaturas pobres?

Na prática poderá piorar ainda mais a situação dos candidatos pobres e das pequenas legendas com o aumento dos custos das eleições. Quem conseguir mais dinheiro pra campanha sai na frente na corrida eleitoral. Afinal, vence quem tiver mais votos no “distrito” (estado ou município).

As zebra podem acontecer

É possível que um candidato sem afinidade nenhuma com a política como o caso mais clássico do Tiririca passe a ganhar vagas com frequência. Cantores, artistas de novela, apresentadores de programas de televisão, dentre outros. Mas, o pano de fundo é que junto da boiada os caciques e oligarcas passam despercebidos tanto na lista fechada como na eleição do distritão.

Wagner Sales (PMDB) amarelou

Depois do Márcio Bittar fazer suas lambanças dentro do PSDB, vai para o PMDB e dá um chega pra lá no Wagner Sales. Está bem confiado nas pesquisas que fizeram pra isolar o Ney Amorim (PT) e projetar seu nome em primeiro pra bagunçar a já bagunçada oposição.

LIVRES pela força

Empresário Rodrigo Pires e Emerson Jarude tomaram o Partido Social Liberal – LIVRE, de domínio de Pedro Longo. Se ele quiser manter sua candidatura a deputado estadual vai ter que procurar outra legenda.