Deputado anti-LGBT renuncia após ser flagrado em ralação homossexual em seu gabinete

O deputado estadual republicano do estado de Ohio (EUA), Wes Goodman, um dos principais críticos do movimento LGBT.

O mesmo renunciou ao cargo de deputado após ter sido supostamente flagrado em meio a uma relação homossexual em seu gabinete.

Goodman, conhecido como "a consciência do movimento conservador" e por "pregar os valores da família" teria renunciado, segundo a mídia local, por "conduta inapropriada".

Segundo um porta-voz do partido republicano, Brad Miller, o homem não era funcionário ou deputado da assembleia legislativa, e que, embora o encontro tenha sido consensual, foi uma "atividade inapropriada para um representante estadual".

"Tornou-se claro que sua renúncia era a conduta mais apropriada para ele, para sua família, para seus eleitores e para esta instituição", disse Miller.

A mulher de Goodman é diretora-assistente da Marcha pela Vida, que promove anualmente um evento contra o aborto.

Por brasil247.com

Juiz de 1ª instância condena Renan Calheiros a perder o mandato e direitos políticos

Juiz em Brasília também suspende direitos políticos do peemedebista por oito anos, em caso que envolve pagamento de pensão a uma filha com Mônica Veloso. 

A Justiça do Distrito Federal condenou o senador Renan Calheiros (PMDB-AL) por improbidade administrativa, atribuindo como pena a perda do mandato e a suspensão de seus direitos políticos por oito anos. O parlamentar, no entanto, pode recorrer da decisão sem ter que deixar o cargo.

A sentença foi assinada pelo juiz Waldemar Carvalho, da 14ª Vara Federal de Brasília, na quinta-feira passada (16/11), mas foi revelada pela imprensa brasileira somente neste sábado.

O peemedebista, segundo o documento, foi condenado por enriquecimento ilícito e recebimento de vantagem patrimonial indevida. O processo, sob segredo de Justiça, estaria relacionado à pensão supostamente paga com valores ilícitos a uma filha de Renan com a jornalista Mônica Veloso.

Em nota, o senador declarou que vai recorrer com "serenidade" da decisão e se disse "surpreso" com o fato de a sentença ter vindo de um juiz de primeira instância. Segundo o jornal Folha de S. Paulo, Renan ainda lembrou que o Supremo Tribunal Federal (STF) já analisou o caso e decidiu não levá-lo adiante por falta de provas.

O senador se referia a uma ação, de caráter criminal, enviada ao Supremo que o acusa de uso de documento falso, falsidade ideológica e peculato, em referência ao mesmo episódio. No ano passado, a Corte decidiu não aceitar a matéria por falta de provas, mas o processo ainda tramita na Justiça.

Em 2015, uma outra ação judicial, de caráter civil, havia sido aberta pelo Ministério Público por improbidade administrativa. Foi esse processo que resultou na atual condenação.

Em 2007, Renan, então presidente do Senado, foi acusado de ter usado sua influência no governo para favorecer a construtora Mendes Júnior, que, em troca, pagava pensão à filha que o senador teve com Veloso, num caso extraconjugal.

O senador sempre negou as acusações e chegou a apresentar notas referentes à venda de gado para comprovar que tinha renda para as despesas com a criança, mas a Polícia Federal encontrou indícios de que elas eram falsas.

Na ocasião, Renan quase teve o mandato cassado em razão do escândalo, mas foi absolvido em votação no plenário. Meses mais tarde, a pressão acabou levando o peemedebista a renunciar ao cargo de presidente do Senado, como estratégia para evitar a cassação do mandato.

O juiz Waldemar Carvalho ainda condenou Renan e a empreiteira Mendes Júnior, bem como o lobista da empresa, Cláudio Gontijo, a pagarem juntos uma multa civil de quase 247 mil reais. Segundo a sentença, esse foi o valor que teria sido repassado pela construtora ao senador.

Além desse caso, Renan ainda é investigado em ao menos oito inquéritos no âmbito da Operação Lava Jato, e responde a outros três casos perante o Supremo Tribunal Federal.

PT e PSOL afastam deputados que votaram pela soltura de Picciani e seus colegas

Andre Ceciliano, do PT, e Paulo Ramos, do PSOL, passarão por processo disciplinar e devem ser expulsos de suas legendas.

O PT e o PSOL anunciaram, na noite desta sexta-feira (17), que os deputados estaduais Andre Ceciliano (PT-RJ) e Paulo Ramos (PSOL-RJ) serão afastados e passarão por processos disciplinares, o que deve fazer com que sejam expulsos de suas respectivas legendas. Isso por que ambos votaram, na sessão desta sexta-feira, pela soltura do ex-presidente da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj), Jorge Picciani, e seus colegas do PMDB.

“Ao se colocar ao lado destas máfias, Paulo Ramos perdeu completamente as condições de permanecer nas fileiras do nosso partido. Diante destes fatos, a Executiva Nacional do PSOL, em conjunto com a Executiva Estadual do PSOL-RJ, decidem pelo imediato afastamento do deputado estadual Paulo Ramos das fileiras do partido e inicia junto à Comissão de Ética seu processo de expulsão”, escreveu a Executiva Nacional do PSOL em nota.

O PT informou sobre o afastamento de Ceciliano pelo Twitter oficial da legenda. “O deputado Estadual Andre Ceciliano PT/RJ, que votou pela soltura de Picciani, está suspenso por 6 meses do PT e afastado da Bancada. Há um processo disciplinar em curso que será ao ser concluído submetido a direção”.

Picciani, Paulo Melo e Edson Albertassi foram presos nesta quinta-feira (16), por determinação unânime do Tribunal Regional Federal da 2ª Região (TRF2), após terem sido denunciados na Operação Cadeia Velha, que investiga a corrupção entre parlamentares e empresas de ônibus, com recebimento de propinas. O esquema consistiria na organização de uma “caixinha” da Fetranspor, que seria, na verdade, propina para favorecer as empresas de ônibus do Estado. Eles são todos do PMDB.

Por 39 votos a favor da soltura, 19 pela manutenção da prisão e uma abstenção, a Alerj, no entanto, reverteu a decisão da Justiça e os peemedebistas agora responderão ao processo em liberdade.

Por revistaforum.com

André Maia vai ter que detalhar como está gastando o dinheiro do Fundeb

Maia já havia sido orientado pela Corte de Contas a individualizar isso, mas não obedeceu a determinação.

O prefeito de Senador Guiomard, André Maia (PSD), foi notificado pelo Tribunal de Contas do Acre (TCE/AC) sobre a prestação de contas da educação, que tem sido enviada junto ao relatório financeiro geral da Prefeitura da cidade. 

O pedido para notificar André Maia é da conselheira Naluh Gouvêia, que está colocando na ponta do lápis, de novo, todas as contas das prefeituras que estão sob sua fiscalização. Antes, Maia chegou a enviar documento ao TCE/AC, mas ao invés de questionar a decisão do Colegiado, apenas explicou porque não estava fazendo o que fora mandado.

“É necessário esclarecer que o processo foi autuado com a finalidade de ‘Apurar Responsabilidade pelo não envio das despesas com pessoal, referente ao quinto bimestre de 2016, em descumprimento à Resolução TCE nº 102/2016’, por parte do Fundeb de Senador Guiomard. Entretanto, o autor se baseou nas dificuldades enfrentadas quando ao envio das informações”, relatou Naluh Gouvêia.

A situação é tão grave, que sem a individualização da prestação de contas, o TCE/AC tem dificuldade para entender como e quanto está sendo gasto do dinheiro que vem do Ministério da Educação (MEC) para a manutenção de escolas e serviços educacionais realizados no âmbito do município acreano.

Com a passagem do comando para as mãos de André Mais, a questão não foi resolvida e, agora, pode acarretar punições aos gestor do município. Entre janeiro e junho, por exemplo, o primeiro semestre do ano, nenhuma prestação de contas foi enviada regularmente.

Diante do quadro, a conselheira votou para que André Maia seja notificado, de imediato, sobre o não reconhecimento do recurso apresentado por ele ao TCE/AC. Além disso, ele pediu que André “envie os dados da folha de pagamento e controle de atos de pessoal do Fundeb separadamente, sob pena de responsabilidade em caso de descumprimento”, disse ao explicar que, após isso, o processo poderá ser arquivado.

Procurado pela reportagem, o prefeito André Maia não atendeu nem retornou as varias ligações que foram realizadas para seu celular. O espaço está garantido para o gestor municipal, caso ele queira apresentar sua versão sobre a contestação da prestação de contas realizada pelo TCE Acre.

Por João Renato Jácome / Ac24horas

CUT/Vox: Lula tem 42%, Jair Bolsonaro em segundo, com 16% e Marina Silva aparece com 7%

A pesquisa revela ainda que os ex-presidente Lula tem atualmente tem a menor taxa de rejeição entre os nomes testados na nova Pesquisa.  

Levantamento realizado pelo instituto Vox Populi a pedido da Central Única dos Trabalhadores (CUT) mostra que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva ultrapassou os 40% de preferência dos eleitores brasileiros para retornar à Presidência da República.

Segundo os dados, divulgados pela revista Carta Capital, Lula tem 42% de intenções. O deputado Jair Bolsonaro (PSC) aparece em segundo, com 16%. A ex-ministra Marina Silva (Rede) aparece com 7%, seguida de Geraldo Alckmin (PSDB), com 5%, Ciro Gomes (PDT) com 4% e Álvaro Dias (Podemos) e Luciana Genro (PSOL) com 1%. O apresentado Luciano Huck não chega a 2%.

Os dados foram divulgados pela revista Carta Capital, que circula neste fim de semana. A pesquisa CUT/Vox Populi foi feita com 2 mil brasileiros, em 118 municípios, entre 27 e 30 de outubro. A margem de erro é de 2,2 pontos percentuais.

Lula tem menor rejeição. Tucanos lideram

A pesquisa revela ainda que Lula tem atualmente a menor taxa de rejeição entre os nomes testados. São 39% aqueles que não votariam no ex-presidente. A repulsa a Bolsonaro chega a 60%. Os tucanos João Doria e Geraldo Alckmin têm os piores índices, com 72% de rejeição.

O Sudeste é a região que mais rejeita Lula: 51% dos entrevistados se recusariam a votar nele se as eleições fossem hoje. No Nordeste, o percentual é de apenas 20%.

Lula vence todos no segundo turno

Lula venceria no segundo turno todos os adversários testados na pesquisa. Os oponentes mais competitivos neste momento seriam:

Enquanto moradores tampam buracos vereadores de Cruzeiro do Sul aprovam venda de Patrulha Mecanizada

Em meio a buracos na cidade, Câmara de Cruzeiro do Sul aprova venda de patrulha mecanizada.

A Câmara Municipal de Cruzeiro do Sul aprovou na noite dessa terça-feira (14) a venda de metade da patrulha mecanizada do município. Os vereadores ignoraram o clamor popular e, agora, o prefeito Ilderlei Cordeiro (PMDB) poder vender quase a metade do patrimônio.

O curioso é que isso ocorre justamente no momento em que as ruas da cidade se encontram em condições precárias, com a população reclamando constantemente por causa dos transtornos causados pelos buracos. Na manhã de ontem, nossa reportagem flagrou, moradores cansados de esperar pelo prefeito, tampando por conta própria, os buracos na tradicional avenida Copacabana.

Durante a sessão, o vereador Ronaldo (PDT), questionou se não sairia mais barato a prefeitura recuperar o maquinário que está sendo vendido. Outra contradição, ainda segundo ele, encontra-se no fato de a prefeitura alugar máquinas de empresários locais para executar os serviços. Informações dão conta de que, por conta disso, o município já contraiu uma dívida no valor de R$ 1 milhão “Esse maquinário que está sendo vendido poderia ser consertado por valor ínfimo”, completou.

A vereadora Mariazinha (PHS), reclama que os vereadores não tiveram acesso ao projeto, e nem foi explicado a destinação dos recursos arrecadados com o leilão. Para manifestar sua contrariedade, a parlamentar postou um vídeo nas redes sociais em que deixa clara sua posição.

A prefeitura deve agora lançar um edital para credenciar eventuais interessados na compra e, em seguida leiloar, os bens, que, segundo pesquisa feita pelo Portal Acre Real, custaria em torno de  R$ 13 milhões, para a prefeitura comprar equipamentos similares aos que está se desfazendo no leilão.

A votação

Entre os presentes, apenas os vereadores Ronaldo (PDT) e Mariazinha (PHS) votaram contra o projeto. Em favor votaram Marivaldo Figueiredo (PMDB), Antônio Cosmo (PMDB), Mazinho (PMDB), Lucila Brunetta (PMDB), Clodoaldo Rodrigues (PR), Ocenir Maciel (PDT) João Keleu (PDT), e Chaguinha Silva (PDT). Elenildo da Pesca (PP), Leandro Candido (sem partido), e Franciney Mello (PT), não participaram da sessão. O presidente da “Casa”, Romário Tavares (PMDB), conforme prevê o regimento, não votou.

Por acrereal.com

MP-AC investiga ex-prefeito Padeiro do Bujari por irregularidades em prestação de contas

Prestação de contas da cidade do Bujari do ano de 2012 é alvo de investigação do MP acreano. Parecer do TCE-AC aponta irregularidades.

Ministério Público do Acre (MP-AC) instaurou um procedimento preparatório para investigar o ex-prefeito de Bujari, João Edvaldo Teles de Lima (o Padeiro), sobre irregularidades na prestação de contas da prefeitura da cidade referente ao ano de 2012.

A portaria, publicada no Diário Eletrônico do MP, é assinada pelo promotor de Justiça Luis Henrique Corrêa Rolim. 

O MP enfatiza na portaria que o Tribunal de Constas do Estado do Acre (TCE-AC) considerou irregular a prestação de contas da Prefeitura de Bujari no exercício orçamentário e financeiro de 2012.

Com base no parecer do TCE, o Ministério Público determinou que a prefeitura preste esclarecimentos, em um prazo de 20 dias, sobre a contratação de 26 empresas sem processo de licitação à época em que Padeiro era responsável pelo Executivo Municipal.

Além da notificação da prefeitura para esclarecimentos, a portaria também determinou que diligências fossem feitas para coleta de informações sobre o caso. As diligências vão ser feitas para anexar dados complementares à investigação.

Secretário de Ilderlei viaja para o outro lado do mundo para comprar incinerador de lixo e lâmpadas de LED

Ele quer investir na geração de energia renovável e realiza vistas a fábricas chinesas para possível compra de lâmpadas de LED, placas de energia solar e uma usina de plasma que gera energia a partir do lixo.

Se depender do prefeito Ilderlei Cordeiro (PMDB) Cruzeiro do Sul não ficará conhecida apenas pela boa farinha que produz. Seguindo a mesma linha de preocupação do governo do Acre com as questões ambientais, o gestor acaba de enviar Tárcito de Oliveira Batista, Controlador Interno do Município, para prospectar negócios na China. 

A decisão para investir em um incinerador de lixo teria acontecido após uma reunião entre os secretários de Ildelei Cordeiro e a Promotoria do Meio Ambiente para acabar com o lixão de Cruzeiro do Sul. Tárcito de Oliveira usou uma reportagem da Rede Globo sobre o incinerador de lixo para justificar a viajem à China, destacando a possibilidade de o município passar de consumidor a fornecedor da Eletrobras Distribuição Acre. A queima do lixo geraria energia que num futuro próximo poderia ser vendida para a concessionária estatal.

O secretário de Ilderlei Cordeiro vem documentando, detalhadamente, toda sua viagem em fotos e vídeos que estão sendo postados em sua página no facebook. O périplo de Tárcito de Oliveira começou no dia oito de novembro, com uma escala em Toronto, no Canadá, “só eu e Deus, rumo a Pequim – China, com escala em Toronto, buscar investimentos e oportunidades para Cruzeiro do Sul”. O gestor voltou a fazer comentários que ficaria com saudade do gelado Canadá, informando a chegada ao aeroporto de Pequim: “Cansado, mas chegando bem”.

A reportagem de ac24horas entrou em contato com o presidente da Câmara de Vereadores de Cruzeiro do Sul, Romário Tavares (PMDB) para verificar se a prefeitura teria apresentado projetos aos vereadores que justificassem a viagem de um de seus secretários para prospectar negócios entre o município e fábricas chinesas. Tavares foi enfático: “Até o momento nada chegou na Câmara de Vereadores. Sobre essa viagem, quem autoriza é o próprio executivo, nós só autorizamos as viagens internacionais do prefeito”, informa o vereador.

Numa rápida pesquisa na internet, a reportagem constatou que o município de Boa Esperança, em Minas Gerais, não precisou recorrer aos chineses para a primeira usina do país que gera energia elétrica a partir do lixo. Detalhe, segundo reportagem do portal da Globo, a energia será gerada por meio de um processo que vai utilizar a gaseificação a leito fluidizado, uma tecnologia 100% nacional, que emite menos poluentes que outros processos já existentes, como é o caso das usinas instaladas na China, que serviram de inspiração para Ilderlei Cordeiro.

No Brasil também há vários de lâmpadas de LED e placas de energia solar, o que pode gerar um questionamento sobre os gastos da prefeitura com uma viagem internacional para verificar preços de produtos do outro lado do mundo. Segundo informações obtidas pela reportagem, Tárcito de Oliveira recebeu mais de R$ 11,3 mil referente a 18 diárias. Sem incluir os valores de passagens, hospedagem, deslocamento e alimentação do secretário que foi incumbido da missão de “buscar investimentos e oportunidades para Cruzeiro do Sul”, visitando várias cidades chinesas.

Procurado pela reportagem, o prefeito Ilderlei Cordeiro não atendeu nem retornou as varias ligações que foram realizadas para seu celular de número (68) 99953-57**. Por telefone, a assessoria de comunicação da prefeitura não soube informar detalhes da viagem de um dos assessores próximos ao gestor municipal para o outro lado do mundo. O espaço está garantido para o prefeito peemedebista, caso ele queira apresentar sua versão e os valores que a prefeitura de Cruzeiro do Sul está desembolsando com a viagem à China.

Por Ray Melo, ac24horas

Governo do Acre em exercício Ney Amorim cumpre agendas em Bujari

O governador do Acre em exercício, Ney Amorim, cumpriu agendas do governo no Bujari nesta quarta-feira, 15.

Os compromissos se iniciaram com café da manhã com o prefeito Romualdo Araújo, sua equipe e convidados. Ney Amorim visitou as obras da Nova Escola Municipal Edmundo Pinto localizada no Residencial Açaí, que acolherá a comunidade com novas e modernas instalações para proporcionar uma educação de melhor qualidade.

Logo após, o governador participou da reunião da Frente Popular do Acre que contou a presença do prefeito Marcus Alexandre, do secretário de Estado de Desenvolvimento Florestal, da Indústria, do Comércio e dos Serviços Sustentáveis (Sedens), Sibá Machado, deputado federal Moisés Diniz, os deputados estaduais Jonas Lima, Lourival Marques e Jenilson Leite, o diretor do DEPASA, Edvaldo Magalhães, o diretor do Deracre, Cristovam Pontes, o coordenador Seaprof no município, Jairo Pinheiro, gerente do Núcleo de Educação no município, Toin matias, e o gerente municipal do Depasa, Cleiton Teixeira.

Além dos citados, estavam também servidores e vereadores, o presidente da Câmara do Bujari, Raimundinho, e os ex-prefeitos do município, o Clovis, Padeiro, Tonheiro e Michel Marques.

Para encerrar a manhã de compromissos, foi realizada uma partida de futebol com os Amigos do Marcus Alexandre e Ney Amorim contra o time Amigos do Bujari, no campo de Futebol Categão.

O governador Ney Amorim aproveitou as agendas para agradecer à toda a população do Bujari que se fez presente, participou e acolheu a todos os que visitaram o município.

Nazareth Araújo discute integração de ações sociais do Estado e do governo federal

Ministro Osmar Terra se compromete encaminhar uma equipe ao Acre para tratar da integração.

 Por Concita Cardoso 

A governadora em exercício Nazareth Araújo cumpriu agenda em Brasília nesta terça-feira, 14, e tratou com o Ministro do Desenvolvimento Social, Osmar Terra, a integração das ações dos programas estaduais Primeira Infância Acreana (PIA), Asinhas da Florestania e o Criança Feliz, do governo federal.

A governadora foi acompanhada da coordenadora do PIA, Priscylla Aguiar, da diretora de Ensino da Secretaria de Estado de Educação (SEE), Rúbia Cavalcante, e da coordenadora do Criança Feliz, Daniele Macedo.

Na reunião, realizada a pedido do governador Tião Viana, Nazareth Araújo falou sobre a importância da integração das ações dos três programas como forma de otimizar recursos e potencializar as ações já desenvolvidas no estado.

Osmar Terra disse que a ideia do governo federal é desenvolver programas que revertam a desigualdade social no Brasil. Segundo ele, o Criança Feliz visa o desenvolvimento integral das crianças de baixa renda. “As ações são voltadas aos beneficiários do Bolsa Família, com idades entre 0 e 3 anos, e às crianças de até 6 anos que recebem o Benefício de Prestação Continuada (BPC).

As visitas domiciliares do programa já ocorrem em 290 cidades de 13 estados. Nos encontros, as famílias são orientadas sobre como estimular o desenvolvimento dos filhos, como foco em temas como saúde, educação, cultura e garantia de direitos. A ideia é integrá-lo às ações que já são desenvolvidas no Acre”, anunciou o ministro.

Atendimentos nos locais distantes

Nazareth Araújo disse que a integração vai possibilitar o cuidado integral das crianças atendidas pelos programas. “Essa é uma política pública em que o estado do Acre assume dar atenção à primeira infância, tão necessária para o combate à pobreza e por possibilitar a formação de um vínculo maior com as famílias”, disse.

E completou: “Por meio dos atendimentos ofertados pelo PIA temos percebido a importância do programa junto as famílias beneficiadas. Essa integração é fundamental para que a gente chegue mais longe com nossas ações de melhoria de vida da população”.

Reunião produtiva

Para Priscylla Aguiar a equipe do MDS foi receptiva à proposta apresentada pela governadora. Na oportunidade, ficou acertado que nos dias 14 e 15 de dezembro uma equipe do ministério virá ao Acre para que se possa desenhar como se dará essa integração.

Rúbia Cavalcante frisou que a reunião foi um empenho do Governo do Estado na busca por ampliar o atendimento às crianças de 0 a 6 anos. “Vamos aproveitar o modelo e a logística do Programa Asinhas da Florestania e chegar às comunidades mais distantes do Acre, com o intuito de promover o desenvolvimento integral das crianças”, frisou.

Criança Feliz

O Criança Feliz oferece às famílias condições de estimular o desenvolvimento integral nos primeiros mil dias de vida dos filhos. Pesquisas mostram que, ao receber os cuidados necessários nesta fase da vida, as crianças chegam à escola mais preparadas para aprender e têm acesso a melhores oportunidades no futuro.

PIA

O Programa Primeira Infância Acreana foi criado com o objetivo de fortalecer a Rede de Serviços destinada às crianças menores de seis anos em diversas regiões do estado. A iniciativa da Secretaria de Estado de Saúde pretende sensibilizar a sociedade e instituições públicas sobre a necessidade de implementar políticas públicas que garantam o desenvolvimento infantil integral.

Asinhas da Florestania

O programa é responsável por levar escolarização de qualidade para crianças que residem em comunidades ribeirinhas, indígenas e extrativistas, localizadas em zonas de difícil acesso no Acre é a principal diretriz do programa Asas da Florestania.