Projeto Profissões da Segurança apresenta Bope para alunos da capital

Alunos da Escola Duque de Caxias, localizada no bairro Belo Jardim, tiveram uma experiência diferenciada com o policiamento do Acre.

Por Mágila Campos 

Participaram da visita cerca de 25 alunos do 5º ano (Foto: Mágila Campos/See)

Os alunos puderam conhecer as instalações do Batalhão de Operações Especiais (Bope), ao acompanhar algumas das principais ações realizadas pela tropa acreana.

A visita faz parte das atividades do Projeto Profissões da Segurança, da Polícia Militar do Acre (PMAC), em parceria com a Secretaria de Estado de Educação e Esporte (SEE). A iniciativa visa incutir valores cívicos e morais com foco na prevenção, mostrando na prática como funcionam os trabalhos da segurança do Estado.

Para o estudante Ruan Brito, a visita ao batalhão foi especial e aflorou nele o desejo de seguir a carreira militar. “Antes eu já queria ser policial militar, mas agora quero ser do Bope, porque o trabalho deles é muito legal, trabalham com cachorro e tudo”, conta.

De acordo com o tenente-coronel Douglas Thomaz, coordenador de Policiamento Comunitário (Cpcom), setor responsável pelo projeto, comportamentos como o de Ruan são uma das ideias principais da iniciativa, que já está em sua sexta edição.

“Buscamos aproximar a comunidade escolar do policiamento e mostrar aos estudantes as várias opções de profissões voltadas à área da segurança e, assim, apagar a visão negativa do policial que só repreende, porque, além disso, trabalhamos com a prevenção”, explica Thomaz.

Participaram da visita cerca de 25 alunos do 5º ano, mas desde que se iniciou já passaram por essa experiência aproximadamente 180 estudantes da capital. A meta, de acordo com o coordenador, é beneficiar as 215 escolas estaduais e municipais da rede pública.

Durante a visita, os estudantes conheceram a estrutura do batalhão, suas funções constitucionais para a sociedade, e ainda puderam acompanhar o treinamento dos cães que são usados nas operações de patrulha e farejamento de drogas.

Telejornal 3 de Julho 13ª Edição

Veja nesta edição as principais noticias da semana: Entre elas, Prefeito Tião Flores tenta distorcer a verdadeira imagem do município de Epitaciolândia, no Centro tudo limpo e iluminado, já nos Bairros a realidade é outra, o homicídio ocorrido em Epitaciolândia e também na cidade de Cobija, Curta a nossa página do Facebook e se inscreva no nosso canal do YouTube e lembre-se de ativar as notificações clicando no sininho.

Governo oferta cursos técnicos para comunidade da Cidade do Povo

Mais de 70 mil jovens fizeram alguma formação na educação profissional.

Por Sabrina Nascimento

Salas, carteiras, canetas, uniformes e o sorriso no rosto dos alunos e professores representam a rotina do Instituto Dom Moacyr (IDM). Todos os dias, alunos da Cidade do Povo que estão cursando o ensino médio saem de casa para se profissionalizar em cursos como eletrotécnica, design, informática básica e outros na nova sede do instituto, o Centro de Educação Profissional e Tecnológica em Serviços Campos Pereira.

O IDM não atende apenas cursos técnicos, mas também os de curta duração. “Queremos formar pessoas com mais qualidade para o mercado de trabalho. Hoje estamos com mais de cinco mil alunos só em cursos técnicos nos vinte e dois municípios do estado”, afirma a diretora-presidente Rita Paro.

Segundo dados da Organização Internacional do Trabalho (OIT), o desemprego no Brasil apresentou em 2016 uma taxa de 7,7%. Isso significou que cerca de 700 mil pessoas perderam o emprego. O cenário agora em 2018 somente se agravou, pois o índice passou para 12,2%, resultando em 12,7 milhões de pessoas sem ocupação.

Por isso essas oportunidades de profissionalização são importantes, pois têm a função de ajudar pessoas economicamente ativas a ingressar mais rápido no mercado de trabalho por meio da qualificação.

“Eu faço esse curso porque é uma oportunidade de vida que recebemos, sendo muito importante no campo de trabalho, pelo motivo de ser uma preparação para o mundo que vivemos hoje. É fundamental saber aproveitar cada chance para ter no futuro uma vida melhor e dar uma estabilidade aos nossos pais, irmãos, filhos e para nós mesmos”, comentou a aluna do curso de técnica de computação gráfica Isaele Lima.

Sobre o IDM

O Instituto Dom Moacyr prioriza o ensino técnico. Com uma marca de quase 100 mil jovens formados em cursos profissionalizantes, passou a ter nova residência durante o governo Tião Viana: o Centro de Educação Profissional e Tecnológica em Serviços Campos Pereira, localizado na Cidade do Povo, oferecendo 25 salas, 12 laboratórios de pesquisa, auditório para 200 lugares e 150 vagas de estacionamento.

Hoje, o IDM contabiliza mais de cinco mil alunos só em cursos técnicos em várias áreas como saúde, gastronomia, serviços na área da cultura, design e outros. Possui ainda parcerias com instituições como o Tribunal de Justiça do Acre (TJ/AC), Ministério Público (MP), Corpo de Bombeiros Militar (CBMAC), Defensoria Pública (DPE/AC), Associação Comercial, Empresa de Água Boa Boa (ACEAB) e outros.

3 de Julho Entrevistas 3ª Edição

Veja a entrevista com o Presidente da Câmara de Vereadores de Brasileia, Rogério Pontes que conta um pouco sobre sua trajetória política e sobre os trabalhos do Poder Legislativo. Curta a nossa página do Facebook e se inscreva no nosso canal do YouTube e lembre-se de clicar no sininho, assim você estará ativando as notificações e terá mais facilidade de acessas nossos conteúdos.

Estudantes do Ifac participam de expedição na APA do Lago do Amapá

A aula de campo viabilizou um passeio pela trilha da APA do Lago do Amapá, com direito a paradas para contemplação da fauna e flora.

Por Maria Meirelles 

Rica em biodiversidade de fauna e flora, a Área de Proteção Ambiental (APA) do Lago do Amapá, situada em Rio Branco, é um dos redutos de pesquisa acadêmica. Nesta semana, estudantes do curso de Agroecologia do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Acre (Ifac) realizam aula prática na unidade de conservação.

Gerida pela Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema), a APA do Lago do Amapá também atrai os amantes de atividades ao ar livre. O coletivo Travessias na Floresta, por exemplo, promove trilhas no local, a fim de proporcionar maior integração entre meio ambiente e pessoas, ao mesmo tempo em que fomenta o turismo ecológico.

Os alunos estiveram acompanhados, dos docentes do Ifac, conheceram a dinâmica da gestão da UC, sua criação, implantação e legislação. A expedição passou pelo encontro das águas dos rios Acre e Rola, onde existe a extração de areia – principal atividade econômica da APA.

A aula de campo viabilizou um passeio pela trilha da APA do Lago do Amapá, com direito a paradas para contemplação da fauna e flora. A proposta é que as observações e ponderações sobre a UC, dos alunos e professores, sejam discutidas na sala de aula.

“Estamos abertos a parcerias para fomento de pesquisas, que gerem informação tanto para as instituições quanto para a gestão da APA”, destacou a gestora da Área de Proteção Ambiental, Mirna Caniso, salientando ainda que “esses momentos nas UCs reforçam os potenciais desses territórios, como laboratório natural, influenciando na formação de mão de obra qualificada, por meio das aulas práticas.”

3 de Julho Entrevistas 3ª Edição

Veja a entrevista com o Presidente da Câmara de Vereadores de Brasileia, Rogério Pontes que conta um pouco sobre sua trajetória política e sobre os trabalhos do Poder Legislativo. Curta a nossa página do Facebook e se inscreva no nosso canal do YouTube e lembre-se de clicar no sininho, assim você estará ativando as notificações e terá mais facilidade de acessas nossos conteúdos.

Mais de 38 mil candidatos devem fazer o Enem no Acre, aponta Inep

Região Norte teve mais de 600 mil inscrições, segundo balanço divulgado pelo Inep. O Enem será realizado em dois domingos, nos dias 4 e 11 de novembro.

Mais de 38 mil candidatos devem fazer o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2018 no Acre. Na região Norte o certame recebeu mais de 600 mil inscrições, conforme o balanço divulgado na terça-feira (29) pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep).

O Enem será realizado em dois domingos, nos dias 4 e 11 de novembro. Em todo o Brasil, 5,5 milhões de candidatos se inscreveram. O Acre registrou uma redução de 29,6% no número de inscritos. Em 2017, de acordo com o Inep, mais de 54 mil pessoas se inscreveram.

Mudanças nas finalidades da prova podem explicar a queda registrada nas duas últimas edições: desde o ano passado, o Enem deixou de servir para certificação de conclusão do ensino médio.

Além disso, esta é a primeira edição do Enem em que a solicitação de isenção de taxa foi feita antes da inscrição. Além disso, os participantes que estavam isentos e faltaram no certame anterior tiveram que justificar a ausência para obter novamente a gratuidade.

Conforme o Inep, dos mais de 2 milhões de ausentes no Enem 2017, mais de 1,69 milhão, cerca de 83% estavam isentos. Dos 222.132 ausentes reincidentes, 206.100, ou seja, mais de 92% não tinham pagado para fazer o exame. Apenas 4.345 conseguiram justificar a ausência.

Perfil dos participantes

As mulheres representam a maioria dos candidatos do Enem 2018 representando 59,1% dos inscritos. Sobre a faixa etária, a que mais concentra participantes é a dos 21 aos 30 anos (33,8% do total).

Em relação à situação escolar, 58,6% já concluíram o ensino médio, 29,7% se formarão em 2018 e 10,6% são treineiros e concluirão após este ano.

Acerca da localização geográfica dos inscritos, 37% estão no Sudeste e 33%, no Nordeste. O restante está no Norte e no Sul, com 11%, cada, e no Centro-Oeste, que concentra 8% dos participantes.

Datas das provas

O Enem acontecerá em dois domingos, nos dias 4 e 11 de novembro:

04/11: 45 questões de linguagens, 45 de ciências humanas e redação.
Duração: 5h30

11/11: 45 questões de ciências da natureza e 45 de matemática.
Duração: 5h (30 minutos a mais do que em 2017)

Calendário

13/10/18: divulgação do cartão de confirmação

4 e 11/11/18: provas do Enem

14/11/18: divulgação dos gabaritos

17/01/19: resultados

Horários das provas

Abertura dos portões: 12h – (horário de Brasília)

Fechamento dos portões: 13h – (horário de Brasília)

Início das provas: 13h30 – (horário de Brasília)

Encerramento das provas: 19h (primeiro dia) e 18h30 (segundo dia) – (horário de Brasília)

3 de Julho Entrevista 2ª Edição

Veja a entrevista com o senhor Antônio Muniz, ele que é coordenador da Casa de acolhimento Caminho de Luz, localizada no km 23 da Estrada do Pacífico, instituição de caridade esta sem fins lucrativos, mas que está disposta a ajudar os que a população juga não ter mais jeito, são pessoas que fazem uso abusivo de bebidas alcoólicas, dependentes químicos e pessoas que fazem uso de outras drogas, como por exemplo o cigarro.

Brasileia Sedia Conferência Intermunicipal de Educação

A secretaria municipal de educação, Ramiege Rodrigues, falou a respeito do evento.

Brasiléia sediou nesta terça-feira, 22, a Conferência Intermunicipal de Educação, composta por representantes dos municípios de Xapuri, Assis Brasil, Epitaciolândia e Brasiléia, com o objetivo de revisar os planos municipais de educação da Regional Alto Acre.

Nesta atividade, também foram escolhidos 2 delegados de cada município e sairão propostas que serão encaminhadas à Conferência Estadual de Educação.

A secretaria municipal de educação, Ramiege Rodrigues, falou a respeito do evento. “O nosso foco hoje é a discussão a respeito do plano municipal de educação, reconhecendo os nossos avanços onde já estamos executando as metas elaboradas em 2015 pelo plano nacional de educação”, informou Ramiege.

Este ano a Conferência Nacional de Educação (CONAE), será realizada em dezembro, tendo como tema "A consolidação do Sistema Nacional de Educação e o Plano Nacional de Educação".

Participaram da Conferência o Secretário de Finanças Tadeu Hassem, no ato representando a Prefeita de Brasiléia, Suely Bayum e Virgínia Gonsalves do Conselho Estadual de Educação, Ana Luce da UNDIME, Ramiege Rodrigues Secretária de Educação de Brasiléia, Cleomar Portela Secretário de Educação de Epitaciolândia, Fernanda Abreu Secretária de Educação de Xapuri, além dos educadores da regional.

Colégio Militar do Acre é o único do país a possuir sala de atendimento

Aluno com deficiência auditiva acompanha as aulas com auxílio de um intérprete. Dom Pedro II, construído no Acre, é o primeiro colégio militar do país a oferecer à comunidade estudantil.

Por Thais Farias 

João Vitor Almeida tem 11 anos, é morador do loteamento Santo Afonso e percorre o caminho de casa para a escola sozinho, desde que recebeu um novo vizinho, o Colégio Militar Dom Pedro II, gerido pelo Corpo de Bombeiros Militar do Acre (CBMAC). Diagnosticado com mielomeningocele, hidrocefalia e pé torto congênito, sonha em se tornar bombeiro militar e conta com a ajuda de uma cadeira de rodas para auxiliar em seu deslocamento e tarefas diárias.

Sua mãe, a dona de casa Maria Erlande, não escondeu a emoção durante o primeiro dia de aula do filho na sala de Atendimento Educacional Especializado (AEE) da própria escola, quando o colégio foi oficialmente inaugurado, na última quarta-feira, 16.

“A educação nos dias de hoje é muito importante para as crianças, com ou sem alguma necessidade especial. Não é fácil encontrar pessoas que cuidem tão bem dos nossos filhos e aqui nós encontramos. Vi que ele está se desenvolvendo muito bem com os cuidados e o ensinamento que recebe. Todos os dias ele chega em casa com atividades para fazer, está sempre ocupado com alguma tarefa da escola. Às vezes, alguém do colégio ou da própria Secretaria [de Educação] me liga para saber como ele está em casa. Vejo que a sala de AEE aqui é fundamental, tanto para mim quanto pra ele”, destaca a mãe.

O Dom Pedro II, construído no Acre, é o primeiro colégio militar do país a oferecer à comunidade estudantil uma sala exclusivamente destinada ao atendimento de crianças e adolescentes com necessidades especiais de aprendizagem.

A instalação da sala de AEE no Colégio só foi possível por meio do empenho do governo do Estado e da Secretaria Estadual de Educação e Esporte (SEE), que viabilizaram a assinatura do convênio para a construção dos dois colégios militares do Acre: Tiradentes, gerido pela Polícia Militar, e Dom Pedro II, gerido pelo Corpo de Bombeiros.

A instituição de ensino atende, atualmente, 12 alunos com necessidades especiais, entre surdez, Síndrome de Down, hidrocefalia, etc. Possui, ainda, cinco crianças em fase de observação. Ao todo, são 569 alunos matriculados na escola, destes, apenas 92 são filhos de militares. A coordenadora do colégio, Angélica Batista, considera a oferta do AEE na escola Dom Pedro II um marco na educação militar do estado.

“Esse é o nosso diferencial. Sabemos que é um modelo positivo, oriundo da parceria da SEE com o Corpo de Bombeiros, sendo exemplo a nível nacional. Achamos muito bem vindo inserir essa realidade do ensino especial na educação militar, já que o Acre é referência na educação inclusiva, dentro da nossa realidade”, afirma.

Todos os alunos de AEE são amparados por um cuidador especializado, como Antônio José, que acompanha o processo de ensino-aprendizagem de João Vitor no ambiente escolar. “Falo para ele, todos os dias, que ele é um aluno normal, como qualquer outro e tem todas as condições de seguir uma vida estudantil e profissional brilhante”, conta.

De acordo com a coordenação do Colégio Militar, todos os alunos de AEE, inclusive os que ainda não eram alfabetizados, apresentam significativa melhora no rendimento escolar. “Fazemos o possível para que eles sejam os melhores dentro do que eles podem ser. E notamos que eles se desenvolveram amplamente. Com a introdução das aulas do AEE, nossos alunos estão bem adiantados, se compararmos com a situação em que eles chegaram aqui. Isso para nós é gratificante”.

A introdução da educação inclusiva no âmbito militar garante a oportunidade a alunos com necessidades especiais também seguir uma carreira militar. Emocionado ao relembrar os desafios que já enfrentou para conseguir estudar, o pequeno João Vitor ressaltou sua paixão pelo aprendizado. “Estou achando muito legal estudar aqui, e o que mais gosto é de aprender coisas novas. Vim para aprender e não para ser excluído. Aqui me sinto mais a vontade e mais feliz. Não sinto diferença com os outros colegas e, como quase todos aqui, quero ser Bombeiro quando eu crescer”, assegurou.

Telejornal 3 de Julho 11ª Edição

Veja nesta Edição: Jogador Valder Melo mais conhecido por cabeção do time Revolução Clube fez o gol mais bonito até o momento do Campeonato Regiçaneo Moura de Brito; Abertura dos Jogos Escolares 2018 em Brasileia tem início no Ginásio poliesportivo Eduardo Lopes Pessoa, Ministério Público vai apurar supostas irregularidades na aquisição de merenda escolar em Epitaciolândia,Policia Militar de Assis Brasil prende quatro indivíduos acusado de tráfico de entorpecente com emprego de arma de fogo para resguardar a boca de fumo e outras, curta a nossa página do Facebook e inscreva-se no nosso canal do YouTube.

Acre está entre os 13 estados com maior taxa de analfabetismo

Estado tem taxa de 12,1%, acima da taxa estipulado pelo PNE, que é de 6,5%. Números são da PNAD Contínua.

Dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílio (PNAD Contínua) mostram que o Acre está entre os 13 estados com as maiores taxas de analfabetismo no Brasil. Com isso, o estado é um dos que não atingiu a meta, que é de 6,5%.

Os números foram divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) nesta sexta-feira (18). A taxa do estado acreano é de 12,1%

No Brasil, a taxa de analfabetos com mais de 15 anos ou mais caiu em 2017 para 7,0% em relação a 2016, que era de 7,2%. Porém, o país continua do índice determinado em 2015 pelo Plano Nacional de Educação (PNE).

Em números, isso significa dizer que ainda existem mais 11,5 milhões de pessoas sem saber ler e escrever.

Os dados mostram ainda que 14 estados conseguiram alcançar a meta estipulada pelo PNE. Das regiões brasileiras, o Nordeste tem a maior taxa de analfabetismo, 14,5%, seguido do Norte (8%), Centro-oeste (5,2%), Sudeste (3,5%) e Sul (3,5%).

O estado com menor taxa de analfabetos é o Distrito Federal. Lá, apenas 2,5% são analfabetas.

Telejornal 3 de Julho 11ª Edição

Veja nesta Edição: Jogador Valder Melo mais conhecido por cabeção do time Revolução Clube fez o gol mais bonito até o momento do Campeonato Regiçaneo Moura de Brito; Abertura dos Jogos Escolares 2018 em Brasileia tem início no Ginásio poliesportivo Eduardo Lopes Pessoa, Ministério Público vai apurar supostas irregularidades na aquisição de merenda escolar em Epitaciolândia,Policia Militar de Assis Brasil prende quatro indivíduos acusado de tráfico de entorpecente com emprego de arma de fogo para resguardar a boca de fumo e outras, curta a nossa página do Facebook e inscreva-se no nosso canal do YouTube.

Do G1 Acre

Professora casada é condenada por fazer sexo com três alunos

Tiffany Eichler, de 36 anos, professora de Edução Física em escola de ensino médio de Canton (Ohio, EUA), foi condenada por ter feito sexo com três alunos menores de idade, entre janeiro e março deste ano.

A professora fez sexo na sua sala de aula, no banco traseiro do seu carro e no porão da casa dos pais. Em uma das ocasiões, a professora, que era casada, levou um dos alunos a um estacionamento, onde os dois fizeram sexo enquanto acontecia na escola uma reunião entre pais e mestres.

As idades dos menores não foram divulgadas, de acordo com reportagem do “News5Cleveland”.

Os casos foram descobertos depois que um dos alunos envolvidos começou a chantagear a professora. Ele dizia que a irmã havia descoberto o relacionamento e que exigia dinheiro em troca do silêncio. Tiffany entrou em contato com o responsável pela segurança da escola, que, por sua vez, acionou imediatamente a polícia.

Um dos jovens teria desenvolvido doença venérea após relação sexual com a professora. Ele escreveu a ela dizendo que precisava comprar antibiótico.

Com informações do Extra

Abertura dos Jogos Escolares de Brasileia é realizada no Ginásio

A fase municipal de Brasileia dos Jogos Escolares 2018 iniciou na manhã de sexta-feira (18), no ginásio esportivo Eduardo Lopes Pessoa.

A cerimônia de abertura contou com a presença da Prefeita Fernanda Hassem, apresentações das equipes que disputarão em cinco modalidades.

A competição esportiva estudantil é a maior do Estado e em Brasiléia terá duração de 2 dias, com equipes de Futsal, Handebol, Vôlei de Areia, Basquete e Vôlei, nos naipes masculino e feminino, de 12 a 14 anos e de 15 a 17 anos.

A Prefeita Fernanda Hassem falou da importância da participação dos jovens nas atividades esportivas e o quanto Brasileia tem se destacado na realização de competições esportivas. “As atividades esportivas no município tem superado as nossas expectativas, desde já quero agradecer a organização da equipe de Gerencia de Esportes, a direção das Escolas Estaduais e principalmente aos estudantes que são os protagonistas desse evento. Fico muito feliz em poder proporcionar uma melhor qualidade de vida, isso que o esporte faz, aos nossos jovens e ver essa alegria e movimentação no nosso ginásio”, destacou Fernanda Hassem.

Participaram também a Deputada Estadual Leila Galvão, vereadores Rozevete e Zé Gabriele, Júnior Rodrigues da Secretaria de Estado de Esporte, Gerente de Esportes Clebson Venâncio, alunos atletas, gestores e professores das escolas IOP, Manoel Fontinele de Castro e Kairala José Kairala.

Alunos visitam exposição itinerante ‘5 Décadas da Justiça Acreana’

Atividade destaca a história da Justiça Estadual e iniciou em Plácido de Castro no início do mês.

A exposição itinerante que destaca a história da Justiça Estadual, ‘5 Décadas da Justiça Acreana’, recebeu a visita de vários alunos durante exibição no Fórum Desembargador José Lourenço Furtado Portugal, no município de Plácido de Castro.

A atividade se desenvolve por meio de imagens fotográficas, documentário e textos que revelam os principais capítulos da história do Poder Judiciário Acreano, condensados em 10 painéis.

Muitos dos alunos visitantes ressaltaram nunca adentrarem no fórum e a oportunidade de participar da exposição foi considerada por eles gratificante. Os alunos são no ensino médio da Escola João Ricardo.

O interesse pela história do Tribunal de Justiça do Acre foi tanta que o documentário será exibido na unidade escolar para os demais alunos e professores.

Mas, além dos alunos, a atividade itinerante também causou nostalgia a alguns servidores que viveram momentos importantes e de destaque na história do Poder Judiciário Acreano.

A abertura da ‘5 Décadas da Justiça Acreana’, em Plácido de Castro, ocorreu no dia 8 de maio. A exposição já percorreu os municípios de Xapuri e Brasileia.

Telejornal 3 de Julho 10ª Edição

Veja nesta edição: Médico do município de Brasileia vai a óbito após sofrer um acidente em São Paulo; Marcha Para Jesus leva multidão às ruas de Rio Branco; Prefeitura de Brasileia realiza festa do Dia das Mães ; Município de Epitaciolândia cedia a 4ª edição do movimento viver ciência; Operação apreende quatro traficantes em Epitaciolândia; Prefeita Fernanda Hassem participa de reunião com Ministro da Educação; Excesso de velocidade resulta em acidente na Marinho Montes, em Brasileia; Em menos de 12 horas 4 jovens foram executados em Rio Branco; Trabalhador luta com 4 criminosos e funcionários da limpeza são quem atende na recepção do hospital de Brasileia, curta a nossa Página do Facebook e se inscreva no nosso canal do YouTube.

Fonte: tjac.jus