Bebê é transferido via UTI aérea para tratamento fora do estado

O bebê, transferido, estava internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital da Criança.

“Nessa hora a gente não mede esforços.” A afirmação do gerente-geral do Complexo Regulador, Kennedy Nasserala, horas depois da transferência via UTI área da pequena Maitê Rossetto, de apenas três meses de vida, para o Hospital Pequeno Príncipe, no Paraná, retrata bem o compromisso e a importância desse serviço na saúde pública do Acre.

Maitê nasceu com má formação no intestino, tendo passado por duas cirurgias na unidade. A criança foi diagnosticada com dismotilidade intestinal grave, o que impossibilitou a aceitação de dieta enteral (pela boca), permanecendo, desse modo, sob nutrição parenteral exclusiva.

O gerente-geral do Complexo Regulador, setor responsável pelo Tratamento Fora de Domicílio (TFD), explica que a transferência da pequena Maitê via UTI aérea, contratada pela Secretaria de Estado de Saúde (Sesacre) e cujo valor ficou em R$ 106,7 mil, levou pouco mais de vinte dias, a contar da data de entrada do processo no setor.

“Ao dar entrada no TFD, nós prontamente buscamos todos os esforços junto à equipe, a gestão da Sesacre, na pessoa do secretário Rui Arruda, para que conseguíssemos a disponibilidade da vaga para a paciente ser assistida fora do estado. A princípio, tivemos dificuldade por conta da situação clínica do bebê, nesse diagnóstico de dismotilidade intestinal, que não é atendida pela Central Nacional de Alta Complexidade, e que, portanto, necessitou de uma mobilização maior da nossa equipe para conseguir a vaga junto à unidade executora”, destaca Nasserala.

Nessas situações em que há a necessidade de TFD, é a Central de Regulação Nacional do Ministério da Saúde que fica responsável por direcionar o paciente. Mesmo assim, devido à gravidade na maioria dos casos, o que justifica o transporte por meio de UTI aérea, o Complexo Regulador da Sesacre não deixa de entrar em contato com os hospitais habilitados, na tentativa de agilizar a disponibilidade da vaga para que o paciente seja transferido o mais rápido possível e dê continuidade ao tratamento.

O transporte de pacientes por UTI aérea é mais um importante serviço realizado pelo governo do Estado no suporte ao TFD. Somente em 2018, a Sesacre já investiu R$ 723 mil para ajudar a salvar a vida de sete pacientes que não podiam viajar em voos comerciais, sem auxílio médico e equipamentos necessários, como maca e cilindro de oxigênio, além de medicamentos de acordo com o quadro clínico.

Plantão 3 de Julho Notícias 13ª Edição

PF faz buscas na casa de candidato em Brasiléia; suspeita é de compra de voto. A Polícia Federal fez buscas, na casa do candidato a deputado estadual Joaquim Lyra, após uma denúncia de suposta compra de voto. Após as buscas na residencias, o candidato prestou depoimento na sede da PF em Epitaciolândia.

Hospital de Barretos no Acre será entregue em outubro

O Hospital de Amor, antigo Hospital de Câncer de Barretos, está com quase tudo pronto para iniciar suas atividades no Acre.

Reforçando os serviços já existentes no estado com prevenção ao câncer e exames diagnósticos como mamografia,  ultrassonografia, biópsia e preventivo do câncer do colo do útero, o Hospital de Amor, antigo Hospital de Câncer de Barretos, está com quase tudo pronto para iniciar suas atividades no Acre.

O complexo, que também contará com atendimento móvel por meio de carretas que irão percorrer quase todo o Acre promovendo prevenção e diagnóstico, tem capacidade para ofertar mais de 700 atendimentos por dia.

“O Hospital de Amor vem para reforçar os serviços de assistência às mulheres. Vai trabalhar com foco na prevenção ao câncer de colo do útero e de mama. Vamos ter uma equipe multidisciplinar para atender a comunidade”, destaca João Paulo Silva, gerente do Departamento de Ações Programáticas e Estratégicas (Dape) da Secretaria de Estado de Saúde (Sesacre).

Após a entrega das obras, que já estão como mais de 80% concluídas, o governo do Estado assinará convênio com o Hospital de Amor, administrado por gestores de Barretos (SP), para a prestação dos serviços no Acre.

Os custos de pessoal, manutenção e operação das unidades fixa e móvel do Hospital de Amor terão contrapartida financeira do Estado do Acre, por meio do Programa de Rastreamento do Colo do Útero e Mama junto à Sesacre.

Conforme o cronograma de operacionalização do hospital, a unidade fixa de prevenção em Rio Branco inicia as atividades em outubro próximo.

Outro diferencial na chegada do Hospital de Amor ao Acre são as unidades móveis que vão percorrer os municípios do interior, realizando exames de mamografia e Papanicolau, promovendo saúde preventiva.

“Além do prédio em Rio Branco, são mais três carretas – duas vão funcionar como unidades móveis no interior e nos bairros de Rio Branco e uma que funciona mais na prevenção com a realização de palestras, games ilustrativos, como foco na saúde educativa”, explica Silva.

O Hospital de Amor se iniciou em Barretos e é uma referência mundial no tratamento do câncer, atendendo 100% pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS). A construção da unidade em Rio Branco está avaliada em mais de R$ 30 milhões, por meio de parceria entre o governo do Acre, o Ministério Público do Trabalho e a diretoria do hospital.

Plantão 3 de Julho Notícias 13ª Edição

PF faz buscas na casa de candidato em Brasiléia; suspeita é de compra de voto. A Polícia Federal fez buscas, na casa do candidato a deputado estadual Joaquim Lyra, após uma denúncia de suposta compra de voto. Após as buscas na residencias, o candidato prestou depoimento na sede da PF em Epitaciolândia.

Mutirão já realizou 66 cirurgias de hérnia e vesícula em Sena Madureira

O governo do Estado tem realizado uma ação de extrema importância para quem mora nos municípios de interior.

A Secretaria de Estado de Saúde (Sesacre), por meio de mutirões de cirurgias eletivas, tem conseguido diminuir as filas de espera por alguns procedimentos cirúrgicos, e o que é melhor, proporcionando aos pacientes a oferta do serviço em seus municípios, fazendo com que quem precise passar por uma cirurgia não tenha que se deslocar até Rio Branco.

Em Senador Guiomard, o mutirão realizou 500 cirurgias eletivas em um período de dois meses. A campanha também já foi realizada em Brasileia e Cruzeiro do Sul, onde foram feitas cirurgias de lábio leporino. A regional do Juruá também já promoveu o serviço em Tarauacá e Feijó.

A proposta é inverter a logística pensando no conforto dos pacientes. Em vez de quem precisa das cirurgias vir até a capital, Rio Branco, a Sesacre leva os profissionais até os municípios e usa a estrutura dos hospitais do interior para realizar os procedimentos.

Atualmente, o mutirão de cirurgias eletivas está sendo realizado em Sena Madureira. Os profissionais aproveitam os fins de semana para fazer as cirurgias dos pacientes que necessitam das cirurgias. Já foram realizados 66 procedimentos cirúrgicos de hérnia e vesícula no Hospital João Câncio Fernandes.

O feriado prolongado – Dia da Amazônia e Independência do Brasil – está sendo aproveitado para a realização de mais cirurgias. “Essa é uma ação que só temos que agradecer. Como gestor da unidade, recebemos essa equipe de médicos com muita satisfação porque nós, que estamos no interior, temos a dimensão da importância que é esse mutirão para a saúde pública”, explica Michael Kelles, diretor do hospital de Sena Madureira.

Gratidão

Mas satisfação mesmo tem quem já passou pela cirurgia e se recupera em casa, sem ter precisado se ausentar de seu município. Um desses pacientes é o professor Raimundo Borges de Oliveira, que fez as duas cirurgias – hérnia e vesícula – de uma vez. Aos 45 anos, ele, que  sentia dores insuportáveis no peito e nas costas, elogia o mutirão. “Eu sentia dores em várias partes do corpo e agora estou aqui, me recuperando na minha casa, deitado na minha rede. Se tivesse que ir pra Rio Branco ia ser muito difícil, já que não tenho parentes e não conheço quase ninguém por lá.”

No bairro do 2º Distrito, em Sena Madureira, quem também se recupera bem de uma cirurgia de hérnia é Francisco de Souza, 47 anos. Vivendo da agricultura familiar e da pesca, a doença o impedia de trabalhar e já prejudicava o orçamento familiar. Depois do procedimento cirúrgico, ele só pensa em voltar ao trabalho o mais rápido possível. “Eu só tenho coisa boa para falar desse pessoal que veio fazer essas cirurgias aqui em Sena. Estou em casa esperando me recuperar e voltar ao trabalho”, diz.

A expectativa é de que sejam realizadas mais de 100 cirurgias em Sena Madureira.

“Essa é uma determinação do governador Tião Viana para que possamos usar a estrutura desses hospitais do interior e promover os mutirões, ampliando a oferta desse tipo de cirurgias. Nosso objetivo é sempre proporcionar mais conforto e comodidade aos pacientes. É preciso agradecer também aos profissionais que deixam suas casas e suas famílias em Rio Branco e vão aos municípios atender a população”, explica Rui Arruda, o secretário de Estado de Saúde.

Hemoacre ganha reforço com entrega de novo veículo

O Hemoacre estima que o ideal seria uma média de 40 doações ao dia, mas esse número quase nunca é alcançado.

Por Agnes Cavalcante

Na manhã desta quarta-feira, 5, o Hemoacre ganhou uma importante ajuda para auxiliar nas ações de coleta de sangue e, caso necessário, em situações de emergência com os usuários da unidade, quando o secretário de Estado de Saúde, Rui Arruda, entregou uma caminhonete à unidade.

“Ficamos felizes por fazer mais uma entrega ao Hemoacre, um setor vital para saúde. Estamos buscando investir cada vez mais, além de tentar conscientizar as pessoas sobre a importância desse gesto de solidariedade humana que é a doação de sangue”, afirma Arruda.

Saluá Pinheiro, gerente administrativa do Hemoacre, destaca que o investimento na aquisição da caminhonete – R$ 138 mil – é extremamente importante para a unidade. “Não medimos esforços para manter o setor de captação de sangue do Hemoacre com bolsas em quantidade suficiente para atendermos as demandas que recebemos. Com essa caminhonete, poderemos ser mais ágeis com as possíveis eventualidades, já que muitas vezes temos doares que não possuem transporte para ir fazer a doação.”

Trabalho que salva vidas

O Hemoacre é responsável por abastecer os estoques de bolsa de sangue de todas as unidades de saúde do Acre, sejam elas públicas ou privadas.

Quem mais necessita são os grandes hospitais, como o das Clínicas e o de Urgência e Emergência de Rio Branco (Huerb).

Infelizmente, a quantidade de doadores não é suficiente para suprir as demandas, mesmo com quatro mil doadores cadastrados, já que nem todos doam com frequência.

O Hemoacre estima que o ideal seria uma média de 40 doações ao dia, mas esse número quase nunca é alcançado.

Na saúde, a tecnologia tem melhorado e criado possibilidades que antes eram inimagináveis. Mas o sangue humano é insubstituível e a alternativa para quem ainda luta pela vida e precisa de uma transfusão é contar com a solidariedade do próximo.

Telejornal 3 de Julho Noticias 16ª Edição

Veja nesta edição do Telejornal: Apreensão de entorpecente em Brasileia, prisão de agressor em Epitaciolândia, briga generalizada na cavalgada de Epitaciolândia, inauguração do Hospital Regional do Alto Acre e outros.

Hospital Regional do Alto Acre já registra mais de 300 atendimentos

Uma das maiores unidades de saúde da Amazônia, já registra mais de 300 atendimentos entre emergência e ambulatório.

Por Agnes Cavalcante

Inaugurada na última sexta-feira, 31, a primeira etapa do Hospital Regional do Alto Acre Wildy Viana, em Brasileia, uma das maiores unidades de saúde da Amazônia, já registra mais de 300 atendimentos entre emergência e ambulatório.

Com capacidade de atender moradores de toda a região do Alto Acre, e também do Peru e da Bolívia, o complexo hospitalar realiza diversas ações de saúde durante esta semana.

A diretora de Atenção à Saúde, Jiza Lopes Cezar, da Secretaria de Estado de Saúde (Sesacre), destaca o início das atividades do hospital, que será referência no suporte de média e alta complexidades para os municípios daquela região.

“Nesta primeira etapa, inauguramos com 11 leitos de observação, setor de urgência e emergência, laboratório, raio-x digital de última geração, consultórios de psicologia e serviço social, além de ambulatórios de especialidades. Desde segunda-feira [3] estamos com diversos atendimentos, neurologia, ginecologia e ultrassonografia. Amanhã, quinta-feira, haverá atendimento de ortopedia e na sexta, 7, cardiologia”, ressalta.

Ainda de acordo com a diretora de Atenção à Saúde, novos atendimentos especializados estão sendo preparados para os próximos dias, como é o caso de reumatologia, otorrinolaringologia e endodontia – especialidade odontológica.

“Estamos implantando um ambulatório de especialidade odontológica, um para urgência e emergência, outro de endodontia para fazer canal. Hoje, além da demanda de pacientes internados, nós também atendemos a demanda externa que vem de municípios da Regional. Um novo conceito de saúde pública, com conforto, qualidade e equipamentos de última geração”, observa Jiza.

Fruto do empenho do governador Tião Viana, o Hospital Regional de Brasileia, cujo investimento em infraestrutura e equipamentos ultrapassa mais de 80 milhões de reais, é o terceiro maior hospital do Acre com uma área construída de 12 mil metros quadrados e vai gerar economia aos cofres públicos com o Tratamento Fora de Domicílio (TFD), disponibilizando ao todo 91 leitos para atendimento emergencial e internações, com vagas que já estão disponibilizadas à população desde a última sexta, 31.

O novo hospital, que está com 90% de suas instalações concluídas, inaugura no fim deste mês a segunda fase do projeto. O espaço contará, a partir daí, com leitos cirúrgicos, clínicos, obstétricos, de pneumologia sanitária e pediátricos, oferecendo espaços para procedimentos de média e alta complexidades, além de exames laboratoriais e tomografias.

“Nessa nova estrutura do hospital, temos aparelhos modernos para garantir a vida do paciente, respiradores mecânicos de última geração e monitor cardíaco, entre outros equipamentos e serviços de suporte avançado. A proposta é que dia 30 deste mês a gente venha com toda a outra parte assistencial que ficou no hospital Raimundo Chaar, como obstetrícia e parte da internação. O restante está funcionando normalmente no Hospital Wildy Viana”, conclui Jiza.

Telejornal 3 de Julho Noticias 16ª Edição

Veja nesta edição do Telejornal: Apreensão de entorpecente em Brasileia, prisão de agressor em Epitaciolândia, briga generalizada na cavalgada de Epitaciolândia, inauguração do Hospital Regional do Alto Acre e outros.

Ministério da Saúde vem ao Acre conhecer trabalho dos Jovens Multiplicadores

Depois de ser escolhido por duas vezes como uma das melhores práticas de saúde para os jovens de todo o país, o “Se Liga Aí” de novo desperta a atenção do Ministério da Saúde (MS).

Criado em 2015, com o objetivo de levar aos jovens acreanos a promoção da saúde sexual e reprodutiva e informações para o enfrentamento ao uso do álcool e outras drogas, o projeto “Se Liga Aí” já formou mais de 300 jovens multiplicadores e está presente em Brasileia, Cruzeiro do Sul, Manoel Urbano, Mâncio Lima, Rio Branco, Rodrigues Alves, Sena Madureira, Santa Rosa do Purus, Tarauacá e Xapuri.

Apontado como um dos responsáveis pela diminuição dos índices de gravidez na adolescência no Acre, o projeto a cada dia que passa ganha reconhecimento em todo o país. 

Durante três dias, a coordenação e alguns dos multiplicadores receberam em Sena Madureira uma equipe do MS para a gravação para contar as narrativas dos adolescentes acreanos que fazem parte do projeto.

O “Se Liga Aí”, ao lado de experiências em Mato Grosso, Pernambuco e Pará, foi escolhido para mostrar não só a importância dessas iniciativas, mas a representatividade da pluralidade da juventude brasileira.

“A gente está pensando em equidade com este material. Queremos trazer a fala daqueles que têm pouco espaço, que têm pouca visibilidade. Quando a gente iniciou esse projeto, já pensamos em ouvir essa diversidade e não apenas os jovens do eixo Rio-São Paulo como na maioria das vezes acontece”, explica Tatiany Volker Boldrini, do Ministério da Saúde.

As entrevistas vão resultar em materiais multimídias com vídeo, áudio e fotos.  “A ideia é falar com a juventude em várias linguagens. Queremos oferecer um cardápio bem diverso a partir de questões que os próprios jovens nos apresentam”, destaca Boldrini.

Foram convidados jovens multiplicadores dos municípios de Sena Madureira, Mâncio Lima, Rodrigues Alves, Cruzeiro do Sul e Manoel Urbano que tiveram a oportunidade de contar suas vivências no “Se Liga Aí” e como por meio das ações realizadas, principalmente, nas escolas estão ajudando a mudar a vida de outros adolescentes.

Uma das jovens é Ana Carolina Serra, 18 anos, de Mâncio Lima. “Eu me sinto grata por fazer desse projeto. É muito orgulho ajudar outras pessoas. Eu me sinto uma heroína, pois eu tenho certeza que colocamos na vida de outros adolescentes o conhecimento que é uma coisa muito importante. Saber que a nossa ajuda salvou um jovem de entrar no mundo das drogas ou evitar uma gravidez indesejada não tem preço”, afirma.

De Rodrigues Alves, também no Vale do Juruá, foi convidada a jovem multiplicadora Estefane de Jesus Almeida, 18 anos. “Eu estou desde 2016 no ‘Se Liga Aí’ e é muito bom levar conhecimento aos outros jovens. No meu caso, o maior orgulho é levar informação para os jovens da zona rural, já que onde moro 70% da população mora na zona rural.”

Para a coordenadora do programa, Karoline Soster, a vinda da equipe do Ministério da Saúde é mais uma comprovação do quanto o projeto tem dado certo no Acre. “O mérito é todo desses jovens. Eles são comprometidos, e isso faz toda a diferença. Nós capacitamos, mas o segredo do sucesso é a vontade deles em ajudar outros adolescentes”, explica.

A previsão, segundo a equipe do Ministério da Saúde, é começar a publicar os conteúdos no fim de outubro.

Telejornal 3 de Julho Noticias 16ª Edição

Veja nesta edição do Telejornal: Apreensão de entorpecente em Brasileia, prisão de agressor em Epitaciolândia, briga generalizada na cavalgada de Epitaciolândia, inauguração do Hospital Regional do Alto Acre e outros.

Saúde inicia programação do Setembro Amarelo

Definido pela Organização Mundial de Saúde (OMS), dia 10 de setembro é o Dia Mundial de Prevenção ao Suicídio.

Durante todo este mês de setembro, as unidades de saúde se mobilizam e desenvolvem programações para falar sobre saúde mental e prevenção ao suicídio.

Neste ano não vai ser diferente. Entre as ações destaca-se a “II Jornada de Prevenção e Valorização da Vida”. Organizada pela Secretaria de Saúde do Estado (Sesacre), por meio do Núcleo de Prevenção ao Suicídio do Hospital de Urgência e Emergência de Rio Branco (Huerb), a jornada já conta com aproximadamente 500 inscritos até o momento e acontece de 10 ao 12 de setembro, no auditório da Faculdade da Amazônia Ocidental (FAAO).

Serão três dias de programação contando com palestras e mesas-redondas falando sobre temas como suicídio na comunidade LGBT, estratégia de prevenção e valorização da vida, prevenção de suicídio na saúde indígena, entre outros. O melhor é que qualquer pessoa pode participar, realizando a inscrição gratuitamente pelo site https://www.sympla.com.br/ii-jornada-de-prevencao-de-suicidiohuerb__328304 .

Outra ação importante é a parceria com o Cine Clube Opiniões na realização da II Mostra de Saúde Mental. Durante os sábados deste mês na Filmoteca Acreana, localizada na Biblioteca Pública, serão realizadas exibições de filmes com temas como o suicídio. As sessões contam ainda com a presença de profissionais, como psicólogos, para troca de ideias sobre o assunto após o filme.

“É muito importante falar sobre suicídio, um tema delicado e considerado tabu ainda. Falando sobre as consequências, as possíveis causas e a prevenção, é que poderemos ajudar outras pessoas”, diz Andréia Vilas Boas, psicóloga do Huerb.

Telejornal 3 de Julho Noticias 16ª Edição

Veja nesta edição do Telejornal: Apreensão de entorpecente em Brasileia, prisão de agressor em Epitaciolândia, briga generalizada na cavalgada de Epitaciolândia, inauguração do Hospital Regional do Alto Acre e outros.

Campanha de vacina contra sarampo e poliomielite vai até 14 deste mês

Uma vez que a campanha não atingiu a maioria dos estados, o MS decidiu que a campanha vacinal contra o sarampo e a poliomielite será prorrogada até o próximo dia 14.

Após o segundo Dia D e o que seria o encerramento da campanha de vacinação contra o sarampo e a poliomielite no último sábado, 1, o Acre atingiu 83,45% de cobertura vacinal, quando a meta é imunizar 95% das crianças de 1 a menores de 5 anos.

Dados do Programa Nacional de Imunização do Acre revelam que apenas 12 municípios do estado atingiram a cobertura vacinal estabelecida pelo Ministério da Saúde (MS).

Santa Rosa do Purus foi o que mais vacinou, seguido por Jordão, Porto Acre, Brasileia, Epitaciolândia, Assis Brasil, Mâncio Lima, Porto Walter, Marechal Thaumaturgo, Plácido de Castro, Cruzeiro do Sul e Tarauacá.

O percentual que falta ser atingido no Acre corresponde a mais de 10,5 mil crianças que precisam ser vacinadas. O mais preocupante é a capital, Rio Branco, que tem mais de 7 mil crianças que não se imunizaram.

Em todo o país, apenas os estados do Espírito Santo, Santa Catarina, Pernambuco, Rondônia, Amapá, Sergipe e Maranhão atingiram a meta preconizada de 95% de cobertura vacinal do público alvo.

É importante lembrar que a vacina é segura e o único modo eficaz de prevenir contra o sarampo e a poliomielite, e também protege contra a rubéola e a caxumba.

Telejornal 3 de Julho Noticias 16ª Edição

Veja nesta edição do Telejornal: Apreensão de entorpecente em Brasileia, prisão de agressor em Epitaciolândia, briga generalizada na cavalgada de Epitaciolândia, inauguração do Hospital Regional do Alto Acre e outros.

Saúde encerra Agosto Dourado com seminário sobre amamentação

Tanto que foi criada uma semana, que logo passou a ser trabalhada durante todo o mês de agosto, intitulada Agosto Dourado – dedicado à amamentação.

Por Agnes Cavalcante

O que parece ser tão natural, vínculo afetivo e nutricional de extrema importância na vida de recém-nascidos, precisa estar sempre sendo incentivado por órgãos de promoção ao aleitamento materno. 

No Acre, a Secretaria de Estado de Saúde (Sesacre), por meio da Divisão e Coordenação da Criança e também do Comitê Estadual de Aleitamento Materno, promoveu nesta quinta-feira, 30, como encerramento das ações desenvolvidas durante o Agosto Dourado, o seminário Amamentação é a Base da Vida.

O evento, realizado no auditório da Federação do Comércio, em Rio Branco, tratou de temas importantes como colostroterapia, também conhecida como terapia colostral, fluído produzido pela mama antes do leite materno propriamente dito, como suplemento imunológico, diferente do nutricional, especialmente para os bebês de muito baixo peso ou prematuros. A colostroterapia é usada quando o bebê permanece em jejum, sobretudo nas primeiras 24 horas de vida.

“O seminário, como encerramento do Agosto Dourado, é um momento de pactuarmos temas importantes, reforçando a amamentação exclusiva e o aleitamento materno, além, é claro, de reforçar as parcerias com as mães que doam seu leite, esse líquido precioso essencial na recuperação de bebês prematuros”, destaca o presidente do Comitê Estadual de Aleitamento Materno, Hélio Pinto.

Segundo o Ministério da Saúde (MS), a amamentação é o principal fator de redução da mortalidade infantil. Toda mulher lactante é considerada possível doadora. A recomendação é que a mãe seja saudável e não esteja tomando remédios que interfiram no processo. Vale destacar que um pote de 300 ml de leite humano consegue alimentar até 10 recém-nascidos.

“Essas ações de promoção estratégicas, tanto no âmbito nacional quanto estadual, são justamente para resgatar a cultura da amamentação. Sabemos da importância do aleitamento materno, que previne doenças e reduz a mortalidade infantil. Por isso, as mães precisam ser incentivadas, orientadas e respeitadas para que amamentem seus bebês e também se tornem parceiras do Banco de Leite Humano”, observa Priscila Aguiar, gerente da Divisão de Coordenação Estadual da Criança.

O seminário, que reuniu representantes da Sociedade Brasileira de Pediatria, profissionais da saúde e mães lactantes, seguiu durante todo o dia com palestras e mesas-redondas. Aberto ao público, o evento também reuniu acadêmicos durante a abertura, no período da manhã.

Agosto Dourado: um mês brasileiro

Para marcar a 25ª Semana Mundial da Amamentação, em 2017, o Congresso Nacional Brasileiro instituiu, por meio da lei número 13.435, o Mês do Aleitamento Materno: o Agosto Dourado. A partir daí, o oitavo mês do ano é todinho dedicado a informar e debater sobre a importância de amamentar os bebês.

O dourado faz alusão à definição da OMS (Organização Mundial da Saúde) para o leite materno: alimento de ouro para a saúde dos bebês.

Amamentação exclusiva

Segundo especialistas, a amamentação exclusiva até os seis meses, sem a oferta de água, por exemplo, previne doenças e reduz a mortalidade infantil. Crianças alimentadas com leite materno até os dois anos também desenvolvem, em média, mais inteligência e têm maior escolaridade e renda.

Urgente: Plantão 3 de Julho Notícias

Vereador Mário Jorge retorna ao Legislativo e vereador Valadares volta a suplência.

Tribunal Superior Eleitoral decide cancelar afastamento de Mário Jorge, Valadares volta a ser suplente. Mário Jorge retoma sua vaga de vereador.

Telejornal 3 de Julho Noticias 15ª Edição

Veja nesta edição do Telejornal 3 de Julho noticias, as prisões e apreensões que aconteceram na Fronteira, Prefeita de Brasiléia Fernanda Hassem e Vereadores participaram de reunião em comunidade rural, Vereador Alcione pedindo providências quanto aos caos infraestrutural em Epitaciolândia e outros.

Brasileia terá dois hospitais: Raimundo Chaar e Wildy Viana

Com a entrega do novo Hospital Regional do Alto Acre Wildy Viana, Brasileia passará a ter duas unidades, pois o Hospital Raimundo Chaar continuará em atividade.

Por Agnes Cavalcante

O novo espaço terá uma complexidade de serviços que atenderá todos os municípios da região, incluindo pacientes dos países vizinhos Peru e Bolívia.

O secretário de Estado de Saúde, Rui Arruda, explica que na unidade Raimundo Chaar, que terá uma reforma parcial, vão permanecer atendimentos como os serviços de maternidade, centro cirúrgico e enfermarias. Já de imediato, o Hospital Regional tem início com os setores de ambulatório, urgência e emergência, e laboratório.

O grande hospital do Alto Acre

A equipe que vai atuar no Hospital Regional do Alto Acre Wildy Viana terá o compromisso, junto ao governo do Estado, de atender uma população de mais de 100 mil pessoas de toda a região. A unidade tem mais de 12 mil metros quadrados e está tendo um investimento de mais de R$ 80 milhões.

O governador Tião Viana explica que o hospital representa um grande salto na qualidade da saúde do Alto Acre, garantindo que a população tenha um atendimento mais humanizado. “Esta unidade está preparada para os próximos 30 anos e poderá servir como berço para um hospital-escola aqui em Brasileia.”

Quando estiver totalmente concluído, o Hospital Regional contará com ambulatório, urgência e emergência, leitos de terapia semi-intensiva, repouso dos funcionários, observação, radioimagenologia, laboratório, enfermaria, administração, refeitório, cozinha, apoio e serviços, medicamentos, abrigo de resíduos, centro obstétrico, centro cirúrgico e repouso, entre outros setores. Terá ainda 91 leitos (o atual Hospital Raimundo Chaar tem 42).

História de Wildy Viana

O Hospital Regional do Alto Acre presta uma homenagem a Wildy Viana, personagem histórico de Brasileia e da vida política acreana. Desde seus primeiros passos, sempre contribuiu para diversos setores, como agricultura e saúde do estado. “Nós queríamos um horizonte de dignidade”, dizia Wildy quando estava em um momento importante de sua trajetória.

Nascido em Brasileia, no seringal Paraguaçu, Wildy viveu os primeiros 23 anos de sua história no município, onde já trabalhava em prol da comunidade. Seu filho Tião Viana relata que ele esteve junto do padre Paolino Baldassari já na construção da igreja local e nos atendimentos ao longo dos rios e comunidades rurais.

“Tenho na lembrança que talvez ele tenha dado metade de tudo que ganhou na vida para ajudar os enfermos, no tempo em que não havia SUS [Sistema Único de Saúde] e quando o poder público não atendia comunidades rurais em ambulatórios ou serviços”, declara Tião Viana.

Wildy Viana foi vereador, deputado estadual e federal. Atuou sempre com dignidade e ética, chegando à vice-presidência da Comissão de Serviço Público da Câmara dos Deputados em 1982 e foi um dos autonomistas que ajudaram a elevar o Acre da condição de Território a Estado. Já em 1984 lutou pelas eleições diretas para presidente da República.

Urgente: Plantão 3 de Julho Notícias

Vereador Mário Jorge retorna ao Legislativo e vereador Valadares volta a suplência.

Tribunal Superior Eleitoral decide cancelar afastamento de Mário Jorge, Valadares volta a ser suplente. Mário Jorge retoma sua vaga de vereador.

Telejornal 3 de Julho Noticias 15ª Edição

Veja nesta edição do Telejornal 3 de Julho noticias, as prisões e apreensões que aconteceram na Fronteira, Prefeita de Brasiléia Fernanda Hassem e Vereadores participaram de reunião em comunidade rural, Vereador Alcione pedindo providências quanto aos caos infraestrutural em Epitaciolândia e outros.