Hemoacre pede doadores para reforçar estoque em banco de sangue

Para atender demanda, o Hemocentro vai funcionar durante os feriados do Natal e Ano Novo. Campanha de doação de sangue quer aumentar estoque no período do fim do ano.

Para reforçar o estoque de sangue neste fim de ano, o Centro de Hematologia e Hemoterapia do Acre (Hemoacre) pede aos doadores que procurem a unidade para fazer doações. Para atender a demanda, o hemocentro vai funcionar durante os feriados do Natal e Ano Novo, com exceção dos domingos.

Com a meta de 35 doações por dia, a unidade recebe em torno de 15 a 25 doadores diariamente. A preocupação, segundo a enfermeira responsável pela Captação, Quésia Nogueira, é que esse número diminua por causa dos feriados.

“Estamos preocupados porque, a partir da semana que vem, o foco das pessoas muda para o Natal, para as férias e o recesso. Estamos divulgando imagens nas redes sociais para que as pessoas compareçam para doar”, reforça a enfermeira.

A gerente do centro, Elba Luiza, ressalta que todos os tipos sanguíneos são necessários para garantir que o estoque possa atender as necessidades durante o período.

“Para a gente manter um número confortável, queremos manter ao menos 75 bolsas por três dias em estoque, sem ser aqueles liberados para as agências”, explica a gerente.

Após fazer a coleta das doações, o Hemoacre faz os exames necessários para saber se o sangue pode ser doado e em seguida é feita a estocagem. Após liberação, as doações são encaminhadas para as agências receptoras, que preparam o sangue para o paciente.

Em Rio Branco, recebem as agências receptoras são: Hospital das Clínicas; o completo do Hospital Infantil e Maternidade Bárbara Heliodora; Hospital de Urgência e Emergência de Rio Branco (Huerb) e ainda o Hospital Santa Juliana. Segundo Elba, as agências liberam o sangue para o paciente conforme prescrição médica.

O Hemoacre vai estar com uma unidade nesta sexta-feira (15) em frente ao Batalhão da Polícia Militar, no Centro da cidade, das 8h30 às 11h30. No próximo dia 21, a unidade móvel vai estar no município de Plácido de Castro para fazer a captação dos doadores.

Para doar, os interessados devem procurar o Hemocentro e apresentar carteira de identificação válida em todo o país. Menores de idade também podem fazer doações, desde que estejam acompanhados dos pais ou responsáveis.

O Hemoacre funciona das 7h às 19h e as doações começam a ser captadas a partir das 7h15 até as 18h30. O hemocentro fica na Avenida Getúlio Vargas, n 2.787. Para mais informações, o Hemoacre disponibiliza o telefone (68) 3228-1494.

Saúde disponibiliza 24 mil doses de vacina contra a gripe no Acre

Acre deveria vacinar 90% do público-alvo, mas só conseguiu 70%. Vacinas vão estar disponíveis a partir da próxima segunda-feira (18) nas unidades de Saúde de todo o estado.

Sem atingir a meta determinada pelo Ministério da Saúde, a Secretaria de Saúde do Acre (Sesacre) vai disponibilizar 24 mil doses da vacina contra a gripe para a população de todo estado acreano. As doses vão estar disponíveis nas unidades de saúde a partir de segunda-feira (18). A meta do Ministério da Saúde era imunizar 90% do público-alvo, porém, apenas 70% do público prioritário foi atingido.

O Acre foi um dos primeiros estados brasileiros a iniciar a campanha de vacinação contra a gripe. A imunização começou em abril deste ano e deveria terminar em maio. Devido à baixa procura, o Ministério da Saúde decidiu prorrogar a vacinação até o dia 9 de junho.

O público-alvo da campanha era crianças de seis meses a menores que cinco anos, gestantes, puérperas (mulheres que estão no período de até 45 dias após o parto), idosos (a partir de 60 anos), profissionais da saúde, povos indígenas, pessoas privadas de liberdade e funcionários do sistema prisional, além de portadores de doenças crônicas e outras doenças que comprometam a imunidade.

Em entrevista ao Jornal do Acre 2ª edição, o diretor de Vigilância em Saúde do Acre, Moisés Viana, explicou que a vacina vai estar disponível nas unidades até fevereiro de 2018. Ele aconselhou que quem ainda não se vacinou procure uma unidade de saúde na cidade que mora e tome a vacina.

"Oferecemos essa vacina na nossa última campanha a público específico, conforme orientação do Ministério da Saúde. Temos no estoque e a gente precisa garantir a imunização das pessoas. Foi uma decisão do estado que oferece para toda população e todos os municípios começaram a receber as doses e estão prontos para imunizar a população", comentou.

Ainda segundo Viana, os municípios estão empenhados em garantir a vacinação para que não haja desperdício das doses. O diretor alertou ainda para os cuidados que precisam ser tomados contra a gripe.

"A gente espera aplicar essas 24 mil doses em toda a população. Estratégias estão sendo montadas para isso. Não podemos correr o risco de um desperdício. Sabemos que a gripe é uma doença que parece ser comum, mas temos registros de óbito esse ano no Acre", finalizou.

D o G1 Acre

Capacitação em saúde bucal abre vagas para profissionais

A programação contará com aulas práticas, aulas de fluxo e processamento odontológicos, sendo desinfecção e esterilização de aparelhos.

A Secretaria de Estado de Saúde (Sesacre) realiza na quinta-feira, 14 e sexta-feira, 15, por meio do Departamento de Atenção Primária Políticas e Programas Estratégicos e a Divisão de Saúde Bucal, uma capacitação em biossegurança para técnicos e auxiliares em saúde bucal.

A capacitação, que está na segunda etapa, acontece no auditório da Sesacre, e tem como objetivo atualizar e capacitar profissionais que atuam na área e fazem parte da atenção básica, saúde bucal e unidades de pronto atendimento de Rio Branco.

A boa notícia é que auxiliares e técnicos que atuam na área e fazem parte da estratégia Saúde da Família nos municípios do interior também vão poder participar da capacitação.

Quem tiver interesse, basta fazer sua inscrição no dia do evento, com previsão para iniciar às 08 horas. Os profissionais que participarem, vão receber certificados.

Prefeitura de Epitaciolândia realiza Dia “D” do Combate a Dengue

O Objetivo é cumprir um Plano de Ação de 20 dias  combatendo o Mosquito.

A Prefeitura de Epitaciolândia através da Secretaria de Saúde realizou na última sexta=feira (08), o Dia “D” de combate a Dengue, transmitido pelo Aedes Aegyti, mosquito também transmissor do Zika e Chikungunya. Na última Sexta (08)  foi realizado Panfletagem orientando os comerciantes sobre a infestação do Mosquito.

A ação de visitas as casas com entrega de Sacos de Lixos e repelente para idosos e mulheres grávidas estão acontecendo através do trabalho dos Agentes de Endemias, limpeza de ruas e retirada de entulhos através da Secretaria de Obras e a coleta de Lixo através da Secretaria de Meio Ambiente; todos visando a questão da Conscientização da importância de manter o quintal limpo para o não acumulo de água em vasos, pneus e calhas.

 Segundo o LIRA (Levantamento Rápido do Indice de Infestação por Aedes Aegytpi), os Bairros Centro e Pôr do Sol estão com risco alto de infestação do Mosquito. Esta semana o trabalho de combate a dengue continua.

Acre realiza 30º transplante de fígado e salva nova vida

Um novo transplante de fígado foi realizado na noite da última sexta-feira, 1 no Hospital das Clínicas (HC) de Rio Branco.

O órgão foi doado pela família de uma mulher de 46 anos, vítima de Acidente Vascular Cerebral Hemorrágico (AVCH), de Mato Grosso do Sul, e transportado por uma aeronave da Força Aérea Brasileira (FAB) de Campo Grande para a capital acreana.

De acordo com a coordenadora da Central de Transplantes do Acre, Regiane Ferrari, o órgão foi disponibilizado para o Acre, pois o procedimento não é realizado na cidade de Campo Grande. “Nós recebemos a notificação pelo sistema nacional de que havia sido disponibilizado o órgão e tomamos todas as providências para que o transplante fosse realizado com sucesso”, disse.

O receptor do fígado tem 51 anos e sofria de cirrose hepática, e desde junho deste ano aguardava na fila de transplante. A operação foi conduzida pelo cirurgião hepático Tércio Genzini, uma das maiores referências em transplantes de fígado no Brasil, responsável pelas equipes de transplantes do Acre e do grupo Hepato de São Paulo.

Ao todo, o Acre já promoveu mais de 600 transplantes. Desses, cerca de 300 foram efetivados via Tratamento Fora de Domicílio (TFD). Os outros procedimentos foram realizados no Hospital das Clínicas a partir da criação da Central Estadual de Transplantes.

O Acre é único estado da Região Norte com programa de fígado ativo, chegando, com este último procedimento, ao 30º transplante do órgão.

Morador de Brasileia que é portador de vitiligo falam sobre preconceito

Com vitiligo desde os 17 anos, Abraão Benicio de Oliveira disse que venceu o preconceito.

A os 17 anos, surgiu uma manchinha de tonalidade diferente na mão do médico Abraão Benicio de Oliveira. Era uma mancha clara, mais tarde diagnosticada como vitiligo. Oliveira ainda não sabia, mas a doença, conhecida por causar a perda de coloração da pele, o faria passar por situações constrangedoras.

O vitiligo, explica o próprio médico, não tem uma causa para acontecer, mas é uma doença autoimune. Nesse caso, é uma luta do corpo contra o próprio corpo.

“Os melanócitos são as células responsáveis pela pigmentação da pele, pela cor do cabelo e cor dos olhos. Acontece que meu organismo de defesa enxerga o melanócito como um problema, então a defesa vai lá e destrói essas células”, explica o médico.

Apesar de uma causa específica para a doença ser desconhecida, Oliveira sugere que os portadores da doença tenham atenção redobrada nos cuidados com a pele. Além disso, há a possibilidade de tratamentos com pomadas, injeções para conter o avanço das manchas.

Preconceito

Além dos tratamentos para combater a doença, o preconceito entra para a lista como uma das lutas diárias para os portadores de vitiligo. Morando em Brasileia por tempo indeterminado, Oliveira conta sobre como sofreu por causa da doença.

“Sofri uma situação constrangedora com a minha filha quando ela tinha 4 anos. Ela queria ir para a piscina em um clube de Rio Branco e eu ia acompanhar, mas a pessoa que fez a minha avaliação para entrar na piscina não me deixou entrar porque achava que eu estava com lepra”, relembra.

Superação

Oliveira disse que chegou a usar base para cobrir as manchas, mas também deixou de fazer tratamento para combater o avanço da doença e confirma, está bem resolvido quanto a aparência. “Às vezes estou andando na rua e ficam me olhando estranho, mas hoje não me incomodo mais com isso”, conta o médico.

Com informação do G1

Prefeitura de Brasileia realiza campanha em alusão ao novembro azul

A Prefeitura de Brasiléia, através da Secretaria de Saúde, realizou, na unidade de Saúde, Fernando Azevedo Correia, atividades dedicadas à saúde do homem, em alusão ao Novembro Azul.

Essa ação é voltada para a campanha de conscientização realizada por diversas entidades no mês de novembro dirigida à sociedade e, em especial, aos homens, para conscientização a respeito de doenças masculinas, com ênfase na prevenção e no diagnóstico precoce do câncer de próstata.

A atividade realizada fora do horário de expediente da unidade de saúde contou com atendimento médico, atendimento de enfermagem, consulta odontológica, aferição do PA, vacinação, testes rápidos para sífilis, HB, HCV, e HIV, solicitações de exames, orientações e ações preventivas.

Pastor William Cruz,morador da zona urbana de Brasiléia falou da importância de se cuidar da saúde física.

“Esta atividade é muito importante para nos homens, que muitas vezes temos aquele tabu de não irmos ao médico, mesmo sabendo que é muito importante cuidar de nossa saúde física”, disse.

Anacleto Maciel, mora no km 59 na Reserva Extrativista, e  falou do trabalho feito pela nova gestão.

“Fico muito feliz em receber esse atendimento aqui na cidade, pois, há alguns meses atrás a Prefeita realizou um itinerante na zona rural, em minha residência na reserva que atendeu mais de 400 pessoas, então hoje o município de Brasiléia no meu ponto de vista está de parabéns”, disse.

O Secretário de Saúde, Francisco Borges, falou do trabalho realizado pela equipe.

“Uma ação importante voltada aos homens, e sabemos da resistência em buscar a prevenção, mais estamos conseguindo levar a esses homens a importância de se prevenir”, falou.

A Prefeita de Brasiléia, Fernanda Hassem, falou sobre a ação realizada.

“Hoje é um dia muito importante para nossa gestão, onde tivemos essa atividade relativa a alusão do novembro azul, e desafiamos nossa esquipe para que fizéssemos uma ação voltada para os homens, pois, a prevenção ela é continua e temos que está procurando o tratamento sempre, e nesse dia foi exclusivamente a eles, onde fizemos em um horário diferente e alternativo para facilitar. Estou  muito orgulhosa com a equipe, e com a quantidade de homens da cidade e da zona rural”, finalizou a Prefeita.

Lar Vicentino participa da campanha Novembro Azul

Idosos do Lar Vicentino, entre eles alunos do Programa Quero Ler, participam da campanha Novembro Azul, que tem como objetivo conscientizar sobre a saúde do homem, sobretudo no que diz respeito à prevenção do câncer de próstata. 

 

De acordo com a coordenadora do Lar Vicentino, Gislene Chalub, este momento para os idosos é muito importante porque a maioria deles, com idade entre 60 e 100 anos, nunca realizou o exame. “E para ajudar, fizemos então essa parceria com o Centro de Saúde da Vila Ivonete”, explica. Ao todo, foram realizados 45 exames de PSA.

Ela também falou sobre o Programa Quero Ler, que, na sua avaliação, ajudou a dar uma qualidade de vida melhor aos idosos. “São bem participativos e todos os dias é uma descoberta nova para eles”, disse.

Silvana Barros, professora do Quero Ler, explica que, ao todo, 16 idosos participam do programa. “Estamos há sete meses trabalhando com eles. Muitos já concluíram o primeiro ciclo, que é de seis meses, e agora vamos abrir outra turma”, afirmou.

O aposentado João de Oliveira Freitas, de 63 anos, chegou a estudar até a terceira série, mas está aprendendo tudo novamente. “Este curso do Quero Ler está sendo muito bom. Eu já tinha esquecido, mas agora estou voltando a ler e a escrever”, informou.

Além dos que estão aprendendo, há também os voluntários, como Gideão Freire de Alencar, de 74 anos. Como possui o ensino médio, ele ajuda os colegas que estão tendo acesso pela primeira vez às letras. “Acho importante ajudar as pessoas”, enfatizou.

Dia Nacional do Doador de Sangue é celebrado pelo Hemoacre

Apesar dos avanços da medicina ao longo dos últimos anos, há algo que a ciência ainda não conseguiu fazer:  substituir o sangue humano. Uma única bolsa de sangue pode salvar até quatro vidas.

Quem precisa receber sangue para continuar a viver só tem uma alternativa: contar com a solidariedade de uma outra pessoa.

Uma única bolsa de sangue consegue salvar cerca de quatro vidas. Os componentes do sangue humano são insubstituíveis, por isso, é tão importante incentivar a doação.

Dados do Ministério da Saúde revelam que apenas 1,8% dos brasileiros doam sangue, sendo que segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS) o ideal seria que 3% doassem.

Na capital acreana, cerca 800 pessoas doam sangue com frequência. O número é insuficiente para atender a demanda das unidades de saúde do estado.

Com o objetivo de comemorar e conscientizar a população sobre a importância da doação, o Governo Federal, em 1964, definiu o 25 de novembro como o Dia Nacional do Doador de Sangue.

Como a data este ano cai em um sábado, a direção do Hemoacre resolveu antecipar a homenagem aos doadores para esta sexta-feira, 24.

Uma festa com o tema “Seja herói, doe sangue”, que terá, inclusive, a animação da banda de forró que anima o tradicional espaço do “Senadinho”, está sendo organizada para começar a partir das 10 horas.

A comemoração é um gesto para agradecer os doadores e também fidelizar novos colaboradores.

Heróis como Igor Diniz, doador há 10 anos, que destaca o gesto de doar sangue. “Comecei a doar quando tive pessoas na família que precisaram, desde então, faço isso sempre, já que várias pessoas precisam. Doar sangue é salvar vidas, é importante não esperar alguém próximo precisar.”

Agentes de segurança proporcionam dia de lazer a crianças do Hospital do Câncer

Pula-pula, brincadeiras, lanche, roda de canções e muita animação. Quem pensa que esse foi o cenário mais aguardado pelas crianças, está enganado.

 Por Lane Valle / Assessoria 

Sem exceções, o ponto alto da diversão, o momento mais esperado pelos pequenos era passear nas viaturas policiais, em especial no carro do Corpo de Bombeiros.

Sara Andrade, de 12 anos, assim como a pequena Marina Teixeira, de 7, estavam ansiosas pelo passeio, que, claro, teve até a sirene ligada. “Quando disseram que a gente poderia andar no carro dos Bombeiros, nem dormi direito, esperando para vir logo”, conta Sara, que há cinco meses iniciou o tratamento contra leucemia.

Já Marina, conta a mãe, no início ficou tímida, não querendo participar das atividades. Mas quando soube que iria passear nas viaturas policiais logo mudou de ideia. “Quando eu disse do passeio nas viaturas, ela logo quis vir. Isso é muito bom para as crianças”, disse.

A festa foi montada no Centro de Convenções da Universidade Federal do Acre (Ufac) para receber os pacientes infantis da Unidade de Assistência de Alta Complexidade em Oncologia do Acre – Unacon (Hospital do Câncer). O translado das crianças até o local foi realizado pelo ônibus do Exército.

O evento, promovido pela Polícia Rodoviária Federal (PRF), em todo território nacional, acontece pelo segundo ano consecutivo no Acre, com apoio da Polícia Militar, Exército Brasileiro, Batalhão de Policiamento de Trânsito (BPTran) e Corpo de Bombeiros. Cada criança recebeu uma camisa personalizada da PRF.

“O BPTran se soma com muita satisfação às demais instituições para destacar essa data singular de combate ao câncer infantil. Atuamos na defesa da vida quanto estamos no trânsito, hoje vemos os números de acidentes fatais reduziram significativamente e ao lado destas crianças, verdadeiras guerreiras da vida, nos sentimos renovados para seguir em frente em nossa missão”, afirmou o tenente-coronel Bino, comandante do batalhão.

A ação faz parte da campanha Policiais Contra o Câncer Infantil, pensada para auxiliar no processo curativo das crianças. “Sabemos que a força policial é a profissão que muita criança deseja ser quando crescer. Nossa intensão é essa aproximação, melhorando alta estima, e ajudando no tratamento”, destaca o inspetor Cesar Henrique, superintendente da PRF/AC.

A data escolhida, dia 23 de novembro, faz alusão ao Dia Nacional de Combate ao Câncer Infantil. No Acre, 102 crianças estão em tratamento quimioterápico. Para a PRF, o trabalho solidário é uma forma de minimizar os efeitos físicos e psicológicos pelos quais passam as crianças e suas famílias durante o tratamento.

“Não tem como conter a emoção. Sem dúvidas, passar esse momento com as crianças, proporcionando um pouco de alegria e diversão é muito gratificante. Sempre digo que o presente não é para elas, e sim, para nós. Esses pequenos são os verdadeiros super-heróis na luta pela vida”, diz o agente PRF Fábio Margalho.

 Veja o Vídeo