Indígena de 37 anos morre afogado ao atravessar o rio Envira em Feijó

Embarcação em que o homem estava teria virado e ele se afogou nas águas do Rio Envira. Corpo de indígena que se afogou em rio no interior do Acre foi achado no domingo. 

O indígena Narcisio de Souza, de 37 anos, morreu afogado na tarde de sábado (11) na cidade de Feijó, no interior do Acre. O Corpo de Bombeiros foi acionado para fazer as buscas pelo corpo de Souza, que foi encontrado somente na manhã de domingo (12).

Conforme o major Cláudio Falcão, dos bombeiros, duas versões sobre o caso foram relatados à equipe no local. A primeira de que Souza teria se afogado após a embarcação que ele estava ter virado, já a segunda é de que ele teria tentado atravessar o rio nadando e acabou se afogando.

“Ali nas proximidades da cidade tem aldeia indígena e as pessoas vão para a cidade para se divertir e nem sempre no retorno tem barco para atravessar a pessoa e muitos se aventuram nadando. Então, temos duas versões para o acidente desse senhor, uma é que a canoa dele virou e como ele estava de bota e calça, acabou não conseguindo nadar. E a outra versão é que ele tentou atravessar a nado”, disse Falcão.

3 de Julho Entrevistas 12ª Edição

Veja nesta edição a entrevista com o Vice-presidente da Câmara de Brasileia, Rozevete Honorato ele que vai contar um pouco da sua carreira política e também falará da sua experiência como vereador de primeiro mandato.

3 de Julho Entrevistas 12ª Edição

Nesta entrevista o vereador Edu Queiroz falou da sua trajetória  política, inclusive dos seus três mandatos seguidos em legislaturas anteriores, assista!!!!

Detentos iniciam greve de fome no presídio de Sena Madureira

Integrantes do Presídio local confirmaram o movimento e informaram que o café da manhã foi rejeitado pelos detentos

Detentos que cumprem pena no presídio Evaristo de Moraes, em Sena Madureira, iniciaram nesta segunda-feira, 13, uma greve de fome por tempo indeterminado. 

Ninguém sabe como, mas eles conseguiram espalhar em grupos do watsap uma lista contendo 18 itens de reivindicações.

Integrantes do Presídio local confirmaram o movimento e informaram que o café da manhã foi rejeitado por eles bem como o almoço.

O presídio de Sena conta atualmente com mais de 540 reeducandos, entretanto, não se sabe ao certo quantos apenados aderiram ao movimento, pois, segundo consta, esses que estão recusando a comida fazem parte de dois grupos criminosos: Bonde dos 13 e PCC.

Os detentos alegam que o estado não repassa o básico pra eles nem para seus familiares.

Como se trata de uma greve de fome sem ter data marcada para terminar, uma equipe da Segurança deverá se reunir para analisar as reivindicações.

3 de Julho Entrevistas 12ª Edição

Veja nesta edição a entrevista com o Vice-presidente da Câmara de Brasileia, Rozevete Honorato ele que vai contar um pouco da sua carreira política e também falará da sua experiência como vereador de primeiro mandato.

3 de Julho Entrevistas 12ª Edição

Nesta entrevista o vereador Edu Queiroz falou da sua trajetória  política, inclusive dos seus três mandatos seguidos em legislaturas anteriores, assista!!!!

Fonte: senaonline.net

Incêndio por pouco não atinge casas no Doca Furtado, em Rio Branco

Incêndio ameaçou casas e teria sido criminoso. Quatro viaturas foram acionadas para conter chamas neste domingo (12), no Conjunto Esperança.

Um incêndio criminoso quase atingiu casas do Conjunto Esperança na manhã deste domingo (12), em Rio Branco. As chamas atingiram uma área de vegetação do bairro com aproximadamente 30 mil metros quadrados. A equipe do Corpo de Bombeiros foi acionada e levou mais de duas horas para conter o fogo.

Ao todo, quatro viaturas com quatro guarnições foram encaminhadas ao local para fazer o combate. O perigo dos incêndios aumenta devido ao período de estiagem.

Na manhã deste domingo, o Rio Acre marcou 2,68 metros, conforme a medição feita às 6h. Além disso, o Corpo de Bombeiros afirma que não há previsão de chuvas para os próximos dias.

Incêndio próximo a residencial

Na noite de sábado (11), os bombeiros também foram acionados para atender uma ocorrência de incêndio em uma área de vegetação atrás do Residencial Araçá, no bairro Vila Betel, em Rio Branco. O fogo também teria sido causado de forma criminosa.

Conforme o Corpo de Bombeiros, o incêndio começou por volta das 20h e se alastrou rapidamente correndo o risco de atingir casas próximas. As equipes foram encaminhadas ao local e conseguiram controlar as chamas.

3 de Julho Entrevistas 12ª Edição

Nesta entrevista o vereador Edu Queiroz falou da sua trajetória  política, inclusive dos seus três mandatos seguidos em legislaturas anteriores, assista!!!!

Detran Acre divulga edital de leilão no mês de agosto em Rio Branco

O leilão será realizado nos dias 26 e 27 deste mês, no Teatro Plácido de Castro (Teatrão), em Rio Branco.

Por Agnes Cavalcante

Mais um edital de leilão foi publicado pelo Departamento Estadual de Trânsito do Estado do Acre (Detran/AC) no Diário Oficial Estado (DOE). 

O edital apresenta mais de 360 veículos, entre carros e motos, aptos a circulação que foram removidos para o pátio do órgão, em operações de fiscalização, por apresentarem alguma irregularidade. A modalidade do leilão é do tipo “maior lance ou oferta” e os valores iniciais dos lances variam de R$ 600 a R$ 8 mil.

Os interessados em participar devem realizar cadastro por meio do site da Leiloeira Oficial a partir do dia 12, além da visitação dos veículos, que estarão expostos no Pátio de Veículos Removidos, na Avenida Antônio da Rocha Viana, 2005, Jardim Manoel Julião, em Rio Branco.

“A visitação será entre os dias 20 e 24, das 8 às 12 e das 14 às 16 horas. Para realizar a inspeção visual dos veículos é necessário apresentar documento oficial com foto”, explica a diretora de operações do Detran, Alana Albuquerque.

O edital completo pode ser acessado no DOE de 10 de julho de 2018, ou no site do Detran. Só em 2018, o órgão já realizou 13 leilões de veículos em Rio Branco, Cruzeiro do Sul, Acrelândia, Sena Madureira, Plácido de Castro, Senador Guiomard, Xapuri, Brasileia, Tarauacá e Feijó, e ainda tem mais três certames programados até o fim do ano.

3 de Julho Entrevistas 12ª Edição

Nesta entrevista o vereador Edu Queiroz falou da sua trajetória  política, inclusive dos seus três mandatos seguidos em legislaturas anteriores, assista!!!!

Acre é o segundo estado do país que mais investe em segurança pública

O governo do Acre foi o segundo que mais investiu em segurança pública ao longo de 2017.

Os dados são do Anuário do Fórum Brasileiro de Segurança Pública (FNSP), divulgados na última quinta-feira, 9.

No ano passado, o Acre investiu quase R$ 63 milhões a mais do que investiu no ano anterior nas polícias, sistema penitenciário e demais forças, totalizando R$ 617,26 em segurança por habitante. Ao todo, foram gastos R$ 512.090.817,79 em 2017, enquanto em 2016 foram R$ 449.177.307,77.

Conforme os dados, com os R$ 617,26 per capita, o Acre se mantém, inclusive, acima da própria média nacional. O Brasil (União, UFs e Municípios) investiu em 2017 R$ 408,13 por pessoa na segurança pública, o equivalente a 1,3% do Produto Interno Bruto (PIB), um aumento de 0,34 centavos em relação a 2016, ano em que o país destinou apenas R$ 407,79 por cidadão.

“Isso demonstra que o governo do Acre tem priorizado a segurança pública, apesar da crise nacional e das dificuldades financeiras enfrentadas nos últimos anos. Temos buscado diuturnamente valorizar e dar mais condições de trabalho aos nossos abnegados policiais e demais operadores para obtermos resultados positivos nas ruas”, disse o secretário de Segurança Pública Vanderlei Thomas.

Segundo o levantamento nacional, somente Roraima ficou à frente do Acre no ranking, investindo R$ 758,75 por habitante.

Já o governo federal aumentou somente R$ 2,71 nos investimentos per capita na segurança pública nacional.

Fronteiras abertas

Em outubro de 2017, vinte governadores dos estados e do Distrito Federal estiveram reunidos em Rio Branco no 1º Encontro de Governadores do Brasil pela Segurança Pública e Controle das Fronteiras. Participaram do evento, ainda, quatro ministros de Estado, além de representantes das Forças Armadas, das polícias e também dos demais poderes.

Na pauta, a problemática da violência no país, que é fomentada pelo narcotráfico, e a busca por soluções dos males que afligem praticamente todos os estados. Foram discutidas a escassez de recursos e a ausência de uma política nacional estabelecendo diretrizes para a segurança pública do Brasil, além da falta de fiscalização federal nos quase 16 mil quilômetros de fronteira seca com outros dez países.

“Desde o encontro, pouco se avançou. Tivemos, por fruto da pressão dos governadores presentes ao evento, a liberação dos recursos do Fundo Penitenciário, a aprovação do Susp [Sistema Único da Segurança Pública], mas ainda não há um plano nacional de combate à criminalidade”, ressaltou Thomas.

3 de Julho Entrevistas 12ª Edição

Nesta entrevista o vereador Edu Queiroz falou da sua trajetória  política, inclusive dos seus três mandatos seguidos em legislaturas anteriores, assista!!!!

Policiais acreanos realizam treinamento de sobrevivência na selva

A Secretaria de Segurança Pública do Acre acompanhou na manhã desta sexta-feira, 10, uma das etapas.

84 policiais do Acre e de outros três estados participam da Instrução de Nivelamento de Conhecimento (INC) da Força Nacional de Segurança Pública. 

Essa fase consiste no combate e sobrevivência em ambiente hostil dentro da floresta. A INC é ministrada por instrutores da Força Nacional e visa, sobretudo, o nivelamento do conhecimento dos militares para o enfrentamento à criminalidade.

Para o secretário de Estado de Segurança Pública, Vanderlei Thomas, a instrução vem para somar. “Estamos aprimorando o conhecimento dos militares para que possamos também aprimorar nossas ações estratégicas de combater a criminalidade em nosso Estado.”

Segundo o comandante do Batalhão de Operações Especiais (Bope), major Assis Santos, a etapa de sobrevivência em selva aprimora a capacidade psicológica do policial. “Nossa outorga institucional é para combatermos a criminalidade, e essa instrução é para que nossos policiais tenham uma melhor qualidade no serviço. Aqui no ambiente de selva, com a instrução de psicossobrevivência, nossas ações serão aprimoradas”.

O curso é uma parceria entre a Secretaria Nacional de Segurança Publica (Senasp) e governo do Estado, fruto do envio de homens para compor as tropas federais ao longo de quase uma década. A previsão de encerramento é para setembro, quando os participantes estarão aptos a atuar tanto em ambiente de selva quanto em ambiente urbano no enfrentamento firme à criminalidade.

3 de Julho Entrevistas 12ª Edição

Nesta entrevista o vereador Edu Queiroz falou da sua trajetória  política, inclusive dos seus três mandatos seguidos em legislaturas anteriores, assista!!!!

Três acreanos são presos na BR-163 com armas do Paraguai

Suspeitos disseram que compraram celulares Iphone para vender no Acre. Polícia encontrou armas e munições escondidas no automóvel deles.

Três homens foram presos com armas e munições ao serem abordados na BR-163 em Itiquira, a 359 km de Cuiabá.

De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), ao serem questionados, os ocupantes dos veículos afirmaram que voltavam do Paraguai, onde teriam adquirido alguns celulares Iphone para vender no Acre, onde moram.

A abordagem ocorreu no km 34 da BR 163. Os três estavam em um carro, modelo Voyage.

Os policiais revistaram o automóvel. Eles encontraram três revólveres embaixo do carpete do banco do condutor.

Além disso, foram encontradas cinco caixas de munição, contendo 350 munições de calibre 38, 250 e ponto 40. Outros sete celulares Iphone também foram apreendidos nas embalagens originais.

Ao serem questionados sobre a origem das armas e munições, o condutor do veículo afirmou que as adquiriu no Paraguai. Os passageiros afirmaram saber da presença das armas e munições.

Os três suspeitos foram conduzidos e apresentados à delegacia da Polícia Federal de Rondonópolis, a 218 km de Cuiabá.

3 de Julho Entrevistas 12ª Edição

Nesta entrevista o vereador Edu Queiroz falou da sua trajetória  política, inclusive dos seus três mandatos seguidos em legislaturas anteriores, assista!!!!

Do G1 MT

Jovem responsável por arrastões é condenado a nove anos de reclusão

O jovem estava com cinco celulares, que confessou serem frutos de assalto. O réu teve pena aumentada pela prática de crime continuado.

A 1ª Vara Criminal da Comarca de Rio Branco julgou procedente a denúncia do Processo n° 0012696-71.2017.8.01.0001 e condenou R.P.N a pena de nove anos, um mês e 10 dias de reclusão, em regime inicial fechado, mais o pagamento de 38 dias-multa.

O acusado praticou os crimes de roubo, receptação e corrupção de menores, como incurso nas penas do artigo 157, inciso I e II, artigo 180 caput, ambos do Código Penal e artigo 244-B da Lei n° 8.069/90.

R.P.N. foi interceptado pela Polícia Militar e preso em flagrante em novembro de 2017. Ele estava com cinco celulares, que confessou serem frutos de assalto. Estava acompanhado, na moto em que cometeu os delitos, por um adolescente de 15 anos e uma criança.

Na dosimetria foi estabelecido aumento de pena pela prática de crime continuado, pois foram realizados outros “arrastões” no bairro Sobral.

O juiz de Direito Danniel Bomfim, titular da unidade judiciária, destacou ainda que as circunstâncias dos delitos são graves tendo em vista o concurso de agentes nas condutas ilícitas, ou seja, com a participação do adolescente, “o que deve ser valora­do negativamente contra o réu”.

3 de Julho Entrevistas 12ª Edição

Nesta entrevista o vereador Edu Queiroz falou da sua trajetória  política, inclusive dos seus três mandatos seguidos em legislaturas anteriores, assista!!!!

Polícia detém homem que se passava como agente da PF em Epitaciolândia

Agentes da Polícia Federal em Epitaciolândia identificou um homem identificado pelas iniciais J.P.C.J.A. de 27 anos, que se passava por falso Policial Federal.

O fato ocorreu quando ele tentou resgatar seus documentos que havia perdido juntamente uma Carteira Funcional da Instituição que fora deixada na rádio local.

A Delegacia de Polícia Federal em Epitaciolândia foi acionada para resgatar uma Carteira Funcional na rádio local, que havia sido encontrada e deixada para divulgação, na qual se encontravam os documentos do falso PF.

Uma vez identificado o seu portador, este fora encaminhado para prestar esclarecimentos junto à Delegacia de Epitaciolândia, em que foi lavrado o TCO, pelo ato de contravenção penal prevista no Artigo 46 da Lei 3688/41.

Conforme os levantamentos realizados, o falso PF utilizava a Funcional para obter vantagens e facilidades em estabelecimentos comerciais e casas noturnas. Ele prestou depoimento e assumiu o compromisso de comparecer à Justiça e foi liberado.

3 de Julho Entrevistas 12ª Edição

Nesta entrevista o vereador Edu Queiroz falou da sua trajetória  política, inclusive dos seus três mandatos seguidos em legislaturas anteriores, assista!!!!

Por Alexandre Lima / oaltoacre

Lei Maria da Penha completa 12 anos de criação: denunciar é dever de todos

Marco na defesa e proteção das mulheres em situação de violência doméstica e familiar, a Lei nº 11.340 completa nesta terça-feira, 7, doze anos de existência. 

Batizada de Lei Maria da Penha, em homenagem a uma das tantas vítimas de agressão, ela é considerada uma das melhores legislações do mundo no combate à violência contra as mulheres pela Organização das Nações Unidas (ONU).

Apesar de possuir uma das melhores legislações no combate à violência, o Brasil é o quinto país do mundo em número de feminicídios – crime de ódio baseado no gênero, amplamente definido como o assassinato de mulheres.

“Em briga de marido e mulher, o Estado mete a colher! A denúncia é fundamental e a sociedade precisa tomar consciência disso. Trabalhamos para encorajar as vítimas a denunciar seus agressores e romper o ciclo de violência”, explica a secretária de Estado de Políticas para as Mulheres, Concita Maia.

Segundo a secretária, a cultura do silêncio é um dos agravantes da violência contra as mulheres. “Tivemos um exemplo bem recente de como a omissão social colabora com a violência. A advogada Tatiane Spitzner, horas antes de sua morte, gritou pedindo socorro, as câmeras de segurança do prédio gravaram as agressões do marido e ninguém a socorreu ou pediu ajuda. Essa morte poderia ter sido evitada”, observa a gestora.

No Acre, o governo do Estado, por meio da SEPMulheres, trabalha para a efetivação da Lei Maria da Penha, desenvolvendo projetos e serviços voltados ao diálogo com as áreas de segurança pública, saúde, justiça, assistência social, educação, dentre outras. A parceria assegura atendimento integral às mulheres, além de promover ações educativas dos conteúdos da lei em todas as localidades do estado.

Entre os serviços ofertados, destacam-se os atendimentos itinerantes, promovidos na Unidade Móvel de Acolhimento a Mulher do Campo e Floresta, conhecida como “ônibus Lilás”. Por meio dela, o Estado leva às comunidades mais distantes (rurais, extrativistas, florestas estaduais, municípios de pequeno porte e periferias) acolhimento às mulheres, com equipe multidisciplinar – assessora jurídica, psicóloga e assistente social.

Além de identificar os casos de violência e encaminhá-los à rede de serviços, a SEPMulheres realiza nos itinerantes rodas de conversa informativas sobre a Lei Maria da Penha.

Centros de Atendimento

Outro importante mecanismo de proteção e apoio são os Centros Especializados de Atendimento à Mulher (Ceam), implantados em Rio Branco, Cruzeiro do Sul, Brasileia e Sena Madureira.

No local, as mulheres desfrutam de atendimento gratuito nas áreas jurídica, social e psicossocial. As vítimas recebem acompanhamento integral. O Ceam também é ponto de formação profissional, por meio de oficinas e cursos profissionalizantes, o Estado impulsiona o ingresso das mulheres no mercado de trabalho.

Campanhas educativas e parcerias

Por compreender que a cultura do machismo está é dos cernes da violência, a SEPMulheres atua em campanhas educativas nas comunidades e escolas, difundindo a Lei Maria da Penha e a Central de Atendimento a Mulher (Disk 180).

“Realizamos ainda diálogo permanente com as prefeituras para o fortalecimento dos Organismos Municipais de Políticas para as Mulheres e Conselhos Municipais dos Direitos das Mulheres, promovendo capacitação e assessoria técnica para o atendimento dos casos nos municípios, subsidiando os Conselhos Municipais a monitorarem em seus municípios a efetivação da Lei Maria Penha”, frisou a coordenadora de Direitos Humanos da SEPMulheres, Joelda Pais.

Sobre a Lei Maria da Penha

Decretada pelo Congresso Nacional e sancionada pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva em 7 de agosto de 2006, a lei entrou em vigor no dia 22 de setembro de 2006. Segundo dados de 2015 do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), a lei Maria da Penha contribuiu para uma diminuição de cerca de 10% na taxa de homicídios contra mulheres praticados dentro das residências das vítimas.

A lei alterou o Código Penal, como a introdução do parágrafo 9, do Artigo 129, possibilitando que agressores de mulheres em âmbito doméstico ou familiar sejam presos em flagrante ou tenham sua prisão preventiva decretada. Estes agressores também não poderão mais ser punidos com penas alternativas. A legislação aumenta o tempo máximo de detenção previsto de um para três anos; a lei prevê, ainda, medidas que vão desde a remoção do agressor do domicílio à proibição de sua aproximação da mulher agredida.