Fantástico mostra facções com domínio de presídios do Acre

O Acre, por sinal, é o Estado que lidera as taxas de mortes violentas no país.

A segunda reportagem da série Acre em Guerra, do programa Fantástico, da Rede Globo, mostrou como as facções criminosas dominam os presídios do Acre e colocam em risco a vida de agentes penitenciários e da população como um todo.

Em alguns pavilhões do Complexo Penitenciário Francisco D’Oliveira conde, o Estado já não tem acesso ao seu interior, com o controle dos presos sendo feito por membros das facções.

Para evitar a guerra entre estes grupos, um muro de 10 metros os separa. A reportagem mostra como os agentes penitenciários vivem em clima de insegurança, com suas mortes sendo encomendadas de dentro das cadeias.

O Acre, por sinal, é o Estado que lidera as taxas de mortes violentas no país. São 60 homicídios para cada 100 mil habitantes; a média nacional é de 26. Em Rio Branco o dado é ainda mais assustador: 80 assassinatos para cada 100 mil pessoas.

Como já de costume, o governo Sebastião Viana (PT) preferiu colocar a culpa deste crescimento na conta de outro. Segundo o governo, o Acre vive uma crise da interiorização do crime.

Veja a reportagem:

3 de Julho Entrevistas 4ª Edição

Atenção: Você que paga seu IPTU e ISS você precisa assistir esta entrevista, saiba para onde está indo os tributos do municípios e para os servidores da Prefeitura, nesta entrevista á uma grande novidade sobre o benefício do 13º salário; curta a nossa página do Facebook e se inscreva no nosso canal do YouTube, lembre-se de ativar as notificações clicando no sininho, assim você terá mais facilidade para acessar nossos conteúdos.

Polícia Militar prende homem com drogas escondidas em uma mochila

Após abordagem, Polícia Militar prende homem com drogas escondidas em uma mochila em Rio Branco.

Guarnição do 4° Batalhão prendeu no final da tarde deste sábado, 09 de junho, um homem de 25 anos, por posse de drogas. A prisão ocorreu no bairro Conquista, após uma abordagem de rotina.

Os militares realizavam patrulhamento de rotina nas ruas do bairro Conquista, quando visualizaram um cidadão em fundada suspeita transitando em via pública com uma mochila.

O homem ao notar a presença policial tentou se evadir, mas foi acompanhado e detido pela guarnição.

Durante as buscas foram encontrados, no interior da mochila, 12 pacotes acondicionados com substância entorpecente.

A guarnição deu voz de prisão ao abordado e o conduziu à Delegacia de Flagrantes (Defla), onde foi verificada a pesagem da droga de 180 gramas.

3 de Julho Entrevistas 4ª Edição

Atenção: Você que paga seu IPTU e ISS você precisa assistir esta entrevista, saiba para onde está indo os tributos do municípios e para os servidores da Prefeitura, nesta entrevista á uma grande novidade sobre o benefício do 13º salário; curta a nossa página do Facebook e se inscreva no nosso canal do YouTube, lembre-se de ativar as notificações clicando no sininho, assim você terá mais facilidade para acessar nossos conteúdos.

Polícia apreende duas escopetas e três armas de fabricação caseira em Tarauacá

Durante cumprimento de mandado, PM apreende duas armas de fogo e armas de fabricação caseira em Tarauacá

Policiais do 7° Batalhão de Polícia Militar (7° BPM) apreenderam na madrugada deste sábado, 9 de junho, duas escopetas e três armas de fabricação caseira. O fato aconteceu durante cumprimento de mandado de busca e apreensão, ocorrida em duas residências, localizadas no Seringal Transual, região do Rio Muru, município de Tarauacá.

Segundo os militares, na primeira casa um indivíduo conseguiu fugir, porém, os militares apreenderam uma escopeta calibre 24 com cinco cartuchos, três armas artesanais e 13 munições de pistola calibre .40 de uso restrito das forças armadas.

Na segunda residência estava Elielson Saraiva Lima, 18 anos. Foi apreendida mais uma escopeta com um cartucho intacto e outro deflagrado. De acordo com a investigação, ele e outro homem que fugiu, são responsáveis por uma série de crimes ocorridos na região.

A ocorrência foi encaminhada para delegacia do município para serem tomadas as devidas providências.

3 de Julho Entrevistas 4ª Edição

Atenção: Você que paga seu IPTU e ISS você precisa assistir esta entrevista, saiba para onde está indo os tributos do municípios e para os servidores da Prefeitura, nesta entrevista á uma grande novidade sobre o benefício do 13º salário; curta a nossa página do Facebook e se inscreva no nosso canal do YouTube, lembre-se de ativar as notificações clicando no sininho, assim você terá mais facilidade para acessar nossos conteúdos.

Empresário Júnior Boca Cheia é preso na Bolívia por pirâmide financeira

Há alguns meses a Justiça Boliviana buscava prender o empresário acreano Júnior Boca Cheia, ex-candidato a vereador por Rio Branco pelo PSB.

Denúncias contra ele, todas por crime contra a economia pública, se avolumaram e deram motivos para que um juiz de Santa Cruz de la Sierra monitorasse seus passos.

Não houve, no entanto, a necessidade de uma grande operação policial, muito embora os valores envolvidos em transações criminosas sejam vultosas. Júnior foi tomar satisfações no país vizinho com um grupo de “clientes”. E acabou preso num quarto de hotel, no início do mês passado.

A informação foi dada pelo blogueiro Nelson David Cardoso. Em publicações recentes, ele revela os cinco principais acusados pela pirâmide financeira intitulada D9lub, um clube de empresários cuja sede é no Brasil, formada em 2015.

Júnior Boca Cheia, que seria o contato do clube no Acre, foi investigado pela Polícia Civil e pelo Ministério Público como divulgador da Ympactus/Telexfree.

Começou a ser pressionado pelas autoridades em 2013, num processo que investigou ameaças contra a Juíza Thaís Queiroz Borges de Oliveira Abou Khalil. À época, Júnior alugou um ponto comercial que adesivou com inscrições garrafais “Torre Telexfree”, na Galeria Cunha, Centro de Rio Branco. O imóvel pertence ao ex-caminhoneiro Acyr Cunha, o “Barão da Torre”, cuja participação no esquema criminoso não ficou comprovada.

Neste sábado (9), a reportagem de acjornal teve acesso a arquivos de áudio em que amigos de Júnior se dizem espantados com a coragem dele de voltar a Santa Cruz de La Sierra. Todos sabiam que “a coisa estava muito séria para o lado dele”, detalha um amigo. E o próprio empresário sabia do risco.

“Não era para ele ter vindo. Vai ficar alguns meses presos por aqui”, relata um conhecido do empresário em conversa com amigos em comum. “Ele me disse que estava num hotel”, diz outro. Os áudios foram encaminhados á família do acreano em Rio Branco. Não localizamos alguém que pudesse falar em nome de Júnior.

Em troca de depositar uma quantia em dinheiro (alta ou baixa) e seguir uma linha de apostas ou de esportes, o clube D9lub oferecia retornos mínimos de 30% e até 150% do investimento. Muitos investidores acreditavam estar multiplicando o seu dinheiro acima de 1000% ao ano, relata o blogueiro.

“Estão (os envolvidos) sendo acusado pela justiça brasileira por fraude e aqui estão os nomes completos: Danilo Vurjão Santana – ME – Danilo Vurjão de Santana Gouveia Kelliane Alves Gouveia Santana E Melo Junior ME – Elsimar Santiago de Melo Junior Credbrasil Intermediação de Negócios Eireli Enio Bozzano Junior Alex de Oliveira Fagundes”, diz o jornalista boliviano em publicação com o título “O Clube da Fraude”.

“É um golpe de cotas que promete que você vai ganhar 150% sem fazer nada. Basta você investir dinheiro e ver o saldo virtual crescer e se você recrutar muitos pode ganhar ainda mais e vender o seu saldo virtual”, alerta.

Os piramideiros fizeram transferências equivalentes a meio milhão de reais em apenas cinco contas de um dos planos mais cobiçados, o Trader Gold. A proposta levada aos “clientes” consiste em investir uma pequena fortuna por 4 meses, sem fazer nenhum dos benefícios prometidos. Em 20 de junho de 2016, o grupo tentou realizar saques, mas para sua surpresa as contas estavam bloqueadas. A justiça recuperou parte do dinheiro e busca devolvê-la às vítimas. Porém, desde então, os acusados insistem em afirmar que o clube é Marketing Multinível legalizado.

Danilo Vunjão Santana Gouveia, um dos cabeças do clube, é conhecido por se envolver em outros esquemas de pirâmide no passado como um Thor e Ifreex, que ainda tem um aviso nos Estados Unidos. É natural de Salvador (BA). Em suas redes sociais, esbanja tudo aquilo que construiu ás custas do negócio ilegal. A imagem dele em Dubai pilotando um Jet Ski foi extraída dos processos judiciais em andamento, e publicada nos jornais da Bolívia sob a legenda “o baiano que virou dubaiano”.

3 de Julho Entrevistas 4ª Edição

Atenção: Você que paga seu IPTU e ISS você precisa assistir esta entrevista, saiba para onde está indo os tributos do municípios e para os servidores da Prefeitura, nesta entrevista á uma grande novidade sobre o benefício do 13º salário; curta a nossa página do Facebook e se inscreva no nosso canal do YouTube, lembre-se de ativar as notificações clicando no sininho, assim você terá mais facilidade para acessar nossos conteúdos.

http://acjornal.com

Mulher cai do segundo andar de condomínio e é levada ao PS

De acordo com o informado por testemunhas, ela foi vista caindo do segundo andar do prédio, localizado nas proximidades da Sede do Corpo de Bombeiros.

Uma mulher que não teve nome divulgado foi encaminhada ao Pronto Socorro na tarde deste sábado (09), com suspeitas de fraturas, após supostamente ter se jogado de um condomínio localizado no bairro Morada do Sol.

Segundo informações de testemunhas, a mulher foi vista caindo do segundo andar do prédio, Oeste Amazônia, localizado nas proximidades da Sede do Corpo de Bombeiros. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), foi acionado e prestou os primeiros socorros no lugar.

Apesar da queda, ela foi encaminhada consciente ao hospital e a suspeita é de que ela tenha sofrido fraturas pelo corpo. A hipótese é de tentativa de suicídio.

Prevenção

No Hospital de Urgência e Emergência de Rio Branco (Huerb), foi criado um setor de plantão com psicólogos e psiquiatras para atender pessoas com tendências suicidas e/ou com depressão. Caso conheça alguém que apresente tendências suicidas leve para atendimento no Hospital e previna o suicídio.

3 de Julho Entrevistas 4ª Edição

Atenção: Você que paga seu IPTU e ISS você precisa assistir esta entrevista, saiba para onde está indo os tributos do municípios e para os servidores da Prefeitura, nesta entrevista á uma grande novidade sobre o benefício do 13º salário; curta a nossa página do Facebook e se inscreva no nosso canal do YouTube, lembre-se de ativar as notificações clicando no sininho, assim você terá mais facilidade para acessar nossos conteúdos.

Grupo de amigos se reúne e cria a Associação dos Cornos do Acre

Tiago tem a companhia dos associados Tarso Hugo (vice-presidente), Ronacleudo Afon (2º vice-presidente) e Paulo Costa (secretário). São eles os cornos e maiores entusiastas do associação.

Uma simples molecagem em uma reunião qualquer de amigos acabou se transformando, há 10 anos, em uma espécie de irmandade de cornos e já recebe nome de associação com diretoria organizada e até carteira de identificação.

A Associação dos Cornos do Acre, a Ascornacre, congrega um grupo inicial e fixo que forma uma diretoria com presidente e vice, secretário e até tesoureiro. O idealizador da Ascornacre é o autônomo Tiago Farias, uma espécie de corno-mor do grupo que não tem vergonha de se autointitular “chifrudo”.

O grupo se reúne quase que diariamente em uma lanchonete ao lado do Teatro Plácido de Castro, apelidada de a “Cantina dos Cornos”. Os integrantes não têm vergonha de dizer que o ambiente funciona como ponto de encontro de iniciação para autoajuda dos cornos.

Entre eles, o assunto traição é levado a sério, pois causa transtornos, separa pessoas, a depender do entendimento de cada casal, e resulta em sérios problemas de ordem psicológica.

Tiago Farias, o presidente, acredita que “chifre” é algo difícil de se evitar, mas quanto acontece, a pessoa precisa entender que o mundo não acabou, ao contrário, pode ser uma boa oportunidade de um recomeço. O difícil é entender, em meio a um contexto conturbado de traição, a possibilidade de descobrir novas amizades, novos relacionamentos, lembra.

Integrar a Ascornacre e interagir como associado seria algo como brincar com a própria desgraça até fazer desse dilema um caminho para o perdão e o retorno à felicidade.

Trechos da entrevista com Tiago Farias, presidente da Ascornacre

Como e quando surgiu a Ascornacre?

– A Ascornacre foi criada há 10 anos perto do Lacen (Laboratório Central) em um lanche numa conversa entre amigos. A gente tem um amigo, que é o Louro, o símbolo da Ascornacre, que passava na época uma situação difícil, pegou um chifre e queria se matar, se jogar de cima da ponte metálica. Na hora em que ele tentava se matar, eu e outro amigo, que também é da associação, salvamos ele em cima da ponte. Pegamos a bicicleta que ele tinha, colocamos dentro do bagageiro e levamos ele esse dia para esse lanche. Aí ajudamos ele. Foi daí que criou-se a ideia da Associação dos Cornos do Acre, que é pra cuidar, justamente, dos homens traídos. Segundo levantamento nosso, o Acre tem mais de 10 mil cornos, mas associados mesmo nós temos cerca de 600. Tem também um grupo de WhatsApp que também tem bastante corno. Então, começou com uma brincadeira, surgiu a ideia, criamos a carteirinha, o logotipo, aquela coisa toda, e ficou como fundador eu e outros amigos. A diretoria cresceu, a brincadeira foi crescendo nas redes sociais, no WhatsApp, e hoje há pessoas que fazem parte e integram direta e indiretamente a Ascornacre. Tem pessoas que estão lá, que foram traídos pela mulher, que a gente ajuda, a gente faz churrasco, toma aquela cervejinha, e vai chegando aquele pessoal e fazendo parte da Ascornacre. Até frase/lema a Ascornacre tem: “Rio Branco terra que me seduz, de dia falta água, de noite falta luz, na casa que não tem um corno é milagre de Jesus”.

Vocês têm CNPJ, sede própria?

– Hoje nós estamos lutando para ter uma sede própria. Queremos alugar um espaço, uma casa, organizar a entidade com pagamento de mensalidade, uma carteirinha, plano de saúde e odontológico, essas coisas que o corno precisa.

E sobre essa história da disputa pela presidência da associação?

– A Ascornacre é democrática. Tem outra chapa lá de outro corno, mas confiamos que vamos ser reeleitos para um mandato de mais quatro anos. Os cornos já conhecem o nosso trabalho. A nossa proposta é aumentar e expandir o nome da Ascornacre. Estamos no processo da elaboração de um site para que a associação tenha cara, voz e vez.

Ser corno é o único critério para ingressar na Ascornacre?

– Tem que ter a comprovação que o cara pegou chifre, que ele foi traído, ou comentário de que o sujeito é corno. Basta o comentário: ah, a mulher do fulano traiu ele. O cara ouviu falar no WhatsApp, no Facebook, ou coisa assim. Só basta isso. Ele foi tachado como corno e imediatamente se ele quiser fazer parte da associação, a associação tá pronta para ajudar ele. Temos psicólogo, temos médico e temos advogado, que é a parte jurídica também. Hoje, o corno está muito bem amparado. O corno é um ser-humano que é desprezado pela sociedade. Ele não pode sair de casa que a negada diz: olha o corno! Então, ele cria aquela situação de complexo de interioridade muito grande. Ele fica depressivo, não pode ver uma corda que ele quer se enforcar, quer se jogar debaixo de um carro, de cima de uma ponte. O índice de mortalidade de corno aqui no Acre é muito grande. E a Ascornacre está aí para combater essa pandemia de corno se matando. Com a Ascornacre diminuiu em 35% o índice de mortalidade do corno.  E o corno ele sofre calado, não conta nada a ninguém. Obviamente ele não vai contar, não vai passar uma vergonha. E a gente tem até um informativo de como que o corno deve proceder diante de uma traição, o que ele deve fazer e quem ele deve procurar para fazer o tratamento.

Eu ouço falar em projetos de ação social entre vocês? Já ocorrem tais ações ou são projetos, algo ainda em elaboração?

– Nós temos, sim, um projeto de promover ação social, trabalho filantrópico, de comprar sacolões e distribuir para famílias carentes. Temos um projeto de visitar ribeirinhos, levar remédio, e visitar aqueles cornos mais longínquos. Visitar os que vivem na cachaça, que vivem no vício, que apanham da mulher. Tudo isso vai ser uma ação social. Queremos abranger todos eles. Queremos ajudar a restabelecer a saúde, a vida e o nome do corno, que é um nome que fica na lama. Precisamos de ajuda, de pessoas que colaborem com a gente, de empresários, para a gente fazer um dia de ação social numa comunidade, num bairro, para ajudar não só o corno mais carente, como a população de um modo geral.

É sério que há um levantamento do número de cornos?

– (risos) Não tem nem como contar. Mas eu te garanto que só aqui ao redor do Conjunto Village a gente tem uns 150 cornos cadastrados. Não tem nem como fazer, ainda, um top 10 dos bairros de Rio Branco porque é muito corno.

3 de Julho Entrevistas 4ª Edição

Atenção: Você que paga seu IPTU e ISS você precisa assistir esta entrevista, saiba para onde está indo os tributos do municípios e para os servidores da Prefeitura, nesta entrevista á uma grande novidade sobre o benefício do 13º salário; curta a nossa página do Facebook e se inscreva no nosso canal do YouTube, lembre-se de ativar as notificações clicando no sininho, assim você terá mais facilidade para acessar nossos conteúdos.

Por Luciano Tavares / ac24horas

Iapen divulga nomes e fotos de presos que fugiram do Francisco d’Oliveira Conde

Presos eram do pavilhão E e fugiram usando cordas ‘terezas’ para escalar a muralha do FOC. Iapen-AC disse que instaurou procedimento administrativo e procura os foragidos.

Cleber da Silva (esq.), José Ribamar (centro) e José Carlos (dir.) fugiram do pavilhão E do FOC nesta quinta (7) (Foto: Divulgação/Iapen-AC)

leber da Silva Borges, José Ribamar Alves de Souza Filho e José Carlos Saraiva Ferreira foram os presos que fugiram do Complexo Prisional Francisco d’Oliveira Conde (FOC), em Rio Branco, na madrugada desta quinta-feira (7).

Os nomes e fotos dos detentos foram divulgados nesta sexta (8) pelo Instituto de Administração Penitenciária do Acre (Iapen-AC).

Inicialmente, o Sindicato dos Agentes Penitenciários do Acre (Sindapen-AC) falou que quatro presos haviam fugido do presídio. Mas, o Iapen-AC corrigiu a informação nesta sexta.

Essa é a segunda fuga registrada na unidade em menos de um mês. No último dia 6, 11 presos conseguiram escapar usando corda ‘tereza’- feita com lençóis emendados – para escalar a muralha da unidade. Todos os detentos eram da cela 22 e fugiram após fazerem um buraco no banheiro.

Sobre a última fuga, o Iapen-AC informou que todos os presos eram do pavilhão E. Desta vez, os detentos fizeram um buraco na cela e, também usaram uma ‘tereza’ para escalar o muro do presídio.

O Iapen-AC falou também que já instaurou procedimento administrativo para apurar como se deu a fuga. O órgão ressaltou ainda que mobilizou as forças de segurança para capturar os foragidos.

3 de Julho Entrevistas 4ª Edição

Atenção: Você que paga seu IPTU e ISS você precisa assistir esta entrevista, saiba para onde está indo os tributos do municípios e para os servidores da Prefeitura, nesta entrevista á uma grande novidade sobre o benefício do 13º salário; curta a nossa página do Facebook e se inscreva no nosso canal do YouTube, lembre-se de ativar as notificações clicando no sininho, assim você terá mais facilidade para acessar nossos conteúdos.

Do G1 Acre

Governos reforça segurança com novas viaturas e equipamentos

“É uma luta incansável. Eu só tenho muita gratidão pelos policiais do Acre, pela união e o esforço, além da capacidade pessoal para levar paz e ordem pública”, disse o governador. 

Por Samuel Bryan 

Entrega também contou com equipamentos destinados a projetos sociais.

Sempre focado no combate à criminalidade, o governador Tião Viana tem priorizado em sua gestão uma série de investimentos na segurança pública, com a entrega de equipamentos, veículos e contratação de pessoas para fazer parte das polícias Civil e Militar e Corpo de Bombeiros.

Na manhã desta quinta-feira, 7, o governo realizou uma nova ação de fortalecimento das forças de segurança do Estado. Ao todo, R$ 1,3 milhão foram investidos em sete novas viaturas, equipamentos eletrônicos e processamento de dados, sistema de áudio e vídeo, equipamentos de proteção respiratória e uma serra sabre para desencarceramento, além de materiais esportivos e mobiliários para projetos sociais, como o Bombeiros Mirins.

“É uma luta incansável. Tenho muita gratidão pelos policiais do Acre, pela união, o esforço além da capacidade pessoal para levar paz e ordem pública. Nós lutamos e resistimos nesse confronto com o crime graças à união das polícias. Desde janeiro estamos conseguindo uma redução dos homicídios em relação ao ano passado, mas ainda temos gravíssimos problemas. Enquanto a União não fizer sua parte, nós estaremos no meio desse confronto”, disse Tião Viana.

O secretário de Estado de Segurança Pública, Vanderlei Thomas Scherer, destacou ainda que esta entrega é símbolo da continuidade dos investimentos do governo do Estado no setor.

“Além da repressão, estamos fortalecendo os projetos preventivos. Entregamos materiais para o Projeto Pacificar, que é de conciliação de conflitos, o Arte e Esporte na Comunidade, além de equipamentos para o laboratório de pesquisa de crime e violência, porque entendemos que prevenção e repressão precisam andar juntas no combate a criminalidade”, destaca o secretário.

As viaturas e equipamentos foram adquiridos por meio de acordo do governo do Estado com o Ministério Público do Trabalho no repasse de precatórios, além de recursos de convênios federais.

Investimentos e resultados

O governo entregou só em maio 15 novas viaturas e 79 coletes balísticos para o Sistema Integrado de Segurança Pública do Acre (Sisp). No Juruá, foram entregues duas viaturas, armamentos, material de apoio e equipamentos para a Polícia Civil em Cruzeiro do Sul.

A ação faz parte do planejamento da Segurança Pública do Acre de implantar no interior, ainda este ano, os Núcleos das Delegacias Especializadas de Combate ao Crime Organizado (Decco) e de Repressão a Entorpecentes (DRE) em todas as regionais do estado.

O Estado não tem medido esforços para combater a violência e os crimes de tráfico de drogas. Os investimentos e integração entre as forças do Sisp têm garantido uma diminuição de 20,93% dos casos de homicídios em todos os municípios do Acre.

Conforme a Análise Criminal, os primeiros quatro meses de 2018 comparados ao mesmo período de 2017 apresentam 36 homicídios a menos, na comparação dos dois quadrimestres. Além disso, seis cidades não registraram assassinatos este ano.

3 de Julho Entrevistas 4ª Edição

Atenção: Você que paga seu IPTU e ISS você precisa assistir esta entrevista, saiba para onde está indo os tributos do municípios e para os servidores da Prefeitura, nesta entrevista á uma grande novidade sobre o benefício do 13º salário; curta a nossa página do Facebook e se inscreva no nosso canal do YouTube, lembre-se de ativar as notificações clicando no sininho, assim você terá mais facilidade para acessar nossos conteúdos.

Pela 1ª vez em 23 anos, sobram vagas para casamento coletivo na capital

Inscrições foram prorrogadas até acabarem as vagas. Casamento está marcado para o dia 14 de setembro.

Pela primeira vez, em 23 anos de edição do Projeto Cidadão sobraram vagas para o casamento coletivo que acontece tradicionalmente em Rio Branco. Das duas mil vagas abertas para este ano, ainda há 300 até esta quarta-feira (6).

Por isso, o projeto decidiu prorrogar as inscrições até acabarem as vagas. Quem tiver interessado, deve procurar a sede do Projeto Cidadão, ao lado do Fórum Barão do Rio Branco, no Centro da capital acreana, de 8h às 12h.

As inscrições iniciaram no dia 21 de maio e o prazo encerraria no dia 30 de maio. O casamento coletivo está marcado para acontecer no dia 14 de setembro.

No ano passado, um grupo de 2.250 casais oficializaram a união durante o Casamento Coletivo que ocorreu no Estádio Arena da Floresta, em Rio Branco.

A supervisora do Projeto Cidadão no Acre, Lenice Lima, disse que em todas as edições, o número de vagas para o casamento coletivo era aumentado em relação ao ano anterior. Esse ano, pela primeira vez, as vagas foram reduzidas e, mesmo assim, sobraram.

“Alio isso a dois fatos, o primeiro é a questão da documentação, aparecem muitos casais com documentação errada e essa burocracia acaba demandando tempo e eles desistem. E também, o cartório exige que a certidão seja atualizada e tem validade de seis meses e muitas pessoas foram registradas fora do estado e não conseguem nesse prazo atualizar a certidão”, explicou Lenice.

Outro motivo seria que realmente reduziu o número de pessoas que pretendem casar este ano. “Todo ano a gente sempre aumentou o número de vagas e isso foi preenchido. Daí, chega um dia que todo mundo já tem casado e a demanda reduz. A tendência é reduzir mesmo”, afirmou a supervisora.

3 de Julho Entrevistas 4ª Edição

Atenção: Você que paga seu IPTU e ISS você precisa assistir esta entrevista, saiba para onde está indo os tributos do municípios e para os servidores da Prefeitura, nesta entrevista á uma grande novidade sobre o benefício do 13º salário; curta a nossa página do Facebook e se inscreva no nosso canal do YouTube, lembre-se de ativar as notificações clicando no sininho, assim você terá mais facilidade para acessar nossos conteúdos.

Por Iryá Rodrigues / Do G1 Acre

Mandado para que ex-subtenente seja reintegrado a PM é negado

Pleno do Tribunal de Justiça do Acre entendeu não existir qualquer irregularidade no ato de exclusão do impetrante das fileiras da corporação.

O Pleno do Tribunal de Justiça do Acre negou o Mandado de Segurança impetrado pela defesa do ex-subtenente da Polícia Militar do Acre, José Adelmo dos Santos Alves, para que ele seja reintegrado à corporação.

A defesa do réu pretendia a nulidade da decisão do Conselho de Disciplina do Comando da PM/AC que o declarou culpado e deliberou por sua exclusão da carreira militar em razão do homicídio doloso que vitimou o colega de farda em serviço, o sargento Paulo Andrade, em 24 de novembro de 2016.

O Colegiado entendeu, com base no voto da relatoria do processo, não existir qualquer irregularidade no ato de exclusão do impetrante das fileiras da corporação militar após a autoria de homicídio de colega de farda por motivo torpe.

A conduta de José Adelmo, para os desembargadores, foi totalmente incompatível com os ditames e pressupostos exigidos aos policiais militares, consoante dispositivos do Regulamento de Ética Profissional dos Militares.

A sessão foi presidida pelo desembargador Francisco Djalma, que está respondendo, pela Presidência do Poder Judiciário Acreano. Participaram do julgamento os desembargadores Eva Evangelista, Pedro Ranzi, Waldirene Cordeiro, Regina Ferrari, Júnior Alberto e Elcio Mendes.

Entenda o caso

Consta nos autos que o crime ocorreu após uma pequena discussão dentro das dependências do Comando-Geral da Polícia Militar, no dia 24 de novembro de 2016.

A vítima, sargento Paulo Andrade, ao chegar ao local de serviço teria questionado a cerca do atraso do então subtenente Adelmo que, de forma exaltada, teria o desrespeitado.

Com isso, o sargento o respondeu que lhe daria voz de prisão caso ele não assumisse o serviço. Não aceitando a ordem, o acusado o atingiu com um tiro.

Cinco meses após a ocorrência do crime, José Adelmo foi expulso da corporação, conforme a portaria publicada no Diário Oficial do Estado (DOE). Ele, que estava na reserva, havia sido convocado para o corpo de policiais voluntários e estava lotado no 1º Batalhão da Polícia Militar.

José Adelmo foi julgado em junho do ano passado pela 2ª Vara do Tribunal do Júri e Auditoria Militar de Rio Branco, onde o Conselho Permanente de Justiça, por unanimidade, entendeu os argumentos da defesa de que o réu possui doença mental (transtorno afetivo bipolar) – comprovado em Juízo por um perito que explicou o laudo psiquiátrico.

Eles compreenderam que o réu era capaz de entender o caráter ilícito do fato, porém, incapaz de se determinar de acordo com esse entendimento.

Pela inexistência de Hospital de Custódia e Tratamento em Rio Branco, o acusado cumpre a medida de segurança de internação no quartel do Batalhão de Operações Especiais (Bope), onde se encontra recolhido.

3 de Julho Entrevistas 3ª Edição

Veja a entrevista com o Presidente da Câmara de Vereadores de Brasileia, Rogério Pontes que conta um pouco sobre sua trajetória política e sobre os trabalhos do Poder Legislativo. Curta a nossa página do Facebook e se inscreva no nosso canal do YouTube e lembre-se de clicar no sininho, assim você estará ativando as notificações e terá mais facilidade de acessas nossos conteúdos.

Por Agência TJ Acre