Cinco detentos passam mal após greve de fome no presídio de Sena

Direção da unidade prisional de Sena Madureira confirmou que greve de fome acabou nesta sexta-feira e detentos já tomaram café. 

A direção do presídio Evaristo de Moraes, em Sena Madureira, confirmou que os detentos acabaram com a greve de fome nesta sexta-feira (17) e já tomaram café da manhã. Na quinta (16), cinco dos presos passaram mal e receberam atendimento médico.

O Iapen-AC afirmou que a greve de fome também acabou no presídio de Tarauacá e no feminino de Rio Branco. Outras três unidades continuam com o protesto.

A greve de fome dos detentos de seis presídios do Acre iniciou na segunda-feira (13). O Instituto de Administração Penitenciária do Acre (Iapen-AC) informou que o movimento busca regalias e que o sistema penitenciário avalia as reivindicações, mas deve ceder apenas nos casos em que o pedido esteja previso em lei.

Conforme a direção do presídio de Sena Madureira, os detentos que passaram mal foram atendidos pelos enfermeiros que trabalham na unidade e tiveram que tomar soro. Pela manhã, quando os agentes entregaram o café, eles decidiram suspender a greve.

A unidade prisional de Sena Madureira atualmente tem 552 presos, segundo a direção, sendo que a capacidade é de 144 detentos.

Reivindicações

Os presos pedem visitas íntimas a cada 15 dias e a volta da visita das ‘amigas’ que ocorriam todos os finais de semana e agora são liberadas apenas uma vez por mês. As detentas também exigem receber a visita dos maridos.

Além disso, os chefes de facções que cumprem pena no Regime Disciplinar Diferenciado (RDD) no Presídio de Segurança Máxima Antônio Amaro, em Rio Branco, pedem acesso à televisão, rádio e ventilador.

Outra exigência é um tempo maior das visitas familiares e que ocorram a cada 15 dias. O diretor destaca que o direito à visita é garantido por lei à criança e não ao reeducando.

Cães farejadores são usados em operação próximo de Epitaciolândia

Cerca de 50 veículos foram abordados no primeiro dia da ação. Fiscalização deve continuar nos próximos dias na fronteira.

Polícia Federal no Acre (PF-AC) e homens da Força Nacional de Segurança fizeram uma ação de fiscalização, na faixa de fronteira próxima a cidade de Epitaciolândia. São usados cães farejadores durante as ações.

A PF-AC informou, nesta quinta (16), que foram fiscalizados 50 veículos apenas na quarta, mas nenhum material ilícito foi encontrado. A ação deve continuar nos próximos dias na fronteira.

A polícia acrescentou que a operação compõe a lista de uma série de ações para combater o tráfico de drogas e outros crimes.

A polícia destacou que os cães usados nessa ação chegaram recentemente ao estado.

3 de Julho Entrevistas 12ª Edição

Veja nesta edição a entrevista com o Vice-presidente da Câmara de Brasileia, Rozevete Honorato ele que vai contar um pouco da sua carreira política e também falará da sua experiência como vereador de primeiro mandato.

3 de Julho Entrevistas 12ª Edição

Nesta entrevista o vereador Edu Queiroz falou da sua trajetória  política, inclusive dos seus três mandatos seguidos em legislaturas anteriores, assista!!!!

Por Aline Nascimento, G1 Acre

Projeto Cidadão será promovido em Epitaciolândia nesta sexta-feira (17)

A ação é desenvolvida por meio da parceria com órgãos federais, estaduais. Ação é um trabalho social criado há 22 anos pelo Tribunal de Justiça do Acre.

O Tribunal de Justiça do Acre (TJAC) promoverá mais uma edição do Projeto Cidadão, desta vez no município de Epitaciolândia. A atividade será executada na sexta-feira (17). 

A ação será executada na Escola Municipal Presidente Castelo Branco e serão oferecidos os seguintes serviços: expedição de RG e CPF; consulta jurídica; serviços de saúde com vacinação; testes rápidos; saúde bucal; palestras DST; atualização, cadastro e consulta do benefício Bolsa Família; expedição do cartão do Idoso e do SUS; ID Jovem e cortes de cabelos.

O evento também contará com a celebração do casamento coletivo, para o encerramento, a partir das 17h.

Projeto Cidadão

O Projeto Cidadão é um trabalho social criado há 22 anos pelo Tribunal de Justiça do Acre, com a finalidade primordial de assegurar à população mais necessitada o direito à documentação básica, como também o acesso rápido e gratuito aos serviços públicos fundamentais, a exemplo de saúde, trabalho e educação, além da área jurídica.

A ação é desenvolvida por meio da parceria com órgãos federais, estaduais, municipais e não-governamentais e, por conta disso, alcança a quem mais precisa com diversas outras atividades, a exemplo da realização de casamentos coletivos, tudo de forma gratuita.

Sejudh leva atendimento à população do município de Jordão

Dando continuidade às ações de interiorização, levando atendimento para aqueles que mais precisam.

A Secretaria de Justiça e Direitos Humanos (Sejudh), por meio do Centro de Referência em Direitos Humanos do Acre (CRDH), atua nesta semana no município de Jordão levando atendimento a pessoas em situação de vulnerabilidade social.

Nesta terça-feira, 14, a equipe da CRDH ofertou capacitação às lideranças comunitárias, pessoas ligadas à saúde indígena e educação, associações, além de toda rede de atendimento do município, para que todos sejam instruídos a identificar pessoas que estão em processo de exclusão social.

Além da capacitação, uma equipe de multiprofissionais composta por psicólogos, assistentes sociais e advogados realizou atendimento ao público nesta quarta-feira, 15, na Secretaria Municipal de Educação de Jordão destinado a todos que necessitam de orientação, atendimento psicossocial, denúncias sobre violação de direitos, entre outros.

“Durante esta semana, os cidadãos que necessitarem dos serviços de atendimento jurídico e social, tirar dúvidas ou receber orientações podem procurar a equipe da Sejudh em Jordão.

A CRDH tem como objetivo a concretização dos direitos dos cidadãos, que ainda está longe de acontecer, mas esse é um desafio a ser alcançado”, declarou Maria da Luz Maia, coordenadora do CRDH.

3 de Julho Entrevistas 12ª Edição

Veja nesta edição a entrevista com o Vice-presidente da Câmara de Brasileia, Rozevete Honorato ele que vai contar um pouco da sua carreira política e também falará da sua experiência como vereador de primeiro mandato.

3 de Julho Entrevistas 12ª Edição

Nesta entrevista o vereador Edu Queiroz falou da sua trajetória  política, inclusive dos seus três mandatos seguidos em legislaturas anteriores, assista!!!!

Depasa promove manutenções no sistema de captação de água de Bujari

O gestor informa que outros serviços de manutenções são adotados pela autarquia em busca do pleno funcionamento da Estação de Tratamento da Água.

Com o objetivo de assegurar um tratamento de água com eficácia, o Departamento Estadual de Pavimentação e Saneamento (Depasa) promoveu nesta semana um conjunto de manutenções no sistema de captação de água do reservatório da cidade de Bujari.

Os agentes técnicos da autarquia atuaram especificamente na reestruturação da bomba em balsa flutuante, como o desentupimento da válvula de sucção e outras reparações da parte mecânica, além da ação de limpeza do equipamento e da área onde ele fica instalado.

“Uma manutenção necessária exigiu a paralisação do sistema de captação e distribuição de água por algumas horas, mas sem comprometer o cronograma de abastecimento, resultando numa melhor operacionalidade das estruturas e equipamentos e, consequentemente, oferecendo uma água tratada de melhor qualidade à população”, destaca o gerente do Depasa no município, Raimundo Viana.

O gestor informa que outros serviços de manutenções são adotados pela autarquia em busca do pleno funcionamento da Estação de Tratamento da Água (ETA) da cidade, assim como da rede que abastece as mais de 1.500 ligações domiciliares da área urbana.

“Periodicamente efetuamos a limpeza dos filtros da ETA, pois, com o passar do tempo, os materiais filtrantes perdem a eficiência, por isso efetuamos a substituição de todos, a fim de proporcionar o aumento de produção da água. Já no dia a dia, nossos agentes técnicos estão sempre efetuando reparos em vazamento nas ruas da cidade e orientando os moradores sobre a economia de água”, relata Viana.

Abastecimento

Com o início do período de estiagem, a autarquia implantou no mês de julho um novo cronograma de abastecimento para consumidores do Bujari, onde a distribuição de água, feita em dias alternados, passou para um dia sim e dois não. A medida se fez necessária para estabilizar o nível de reservatório da ETA, que estava recebendo pouco volume do Igarapé Redenção, que deságua no local.

“Temos a estimativa de que essa medida seja adotada até o fim de setembro ou com a estabilização das chuvas na região do reservatório. Até o momento, a ação está alcançando o efeito espero. O açude da ETA mantém volume estável para boa captação, por isso agradeço a colaboração dos moradores e pedimos que sigam usando a água tratada de modo consciente”, recomenda o gerente.

3 de Julho Entrevistas 12ª Edição

Veja nesta edição a entrevista com o Vice-presidente da Câmara de Brasileia, Rozevete Honorato ele que vai contar um pouco da sua carreira política e também falará da sua experiência como vereador de primeiro mandato.

3 de Julho Entrevistas 12ª Edição

Nesta entrevista o vereador Edu Queiroz falou da sua trajetória  política, inclusive dos seus três mandatos seguidos em legislaturas anteriores, assista!!!!

Frente fria e pancadas de chuva são esperadas para esta quarta no Acre

Entre tarde e noite o tempo fecha e devem ocorrer chuva com trovoadas. Confira as temperaturas em todas as regiões.

Uma frente fria chega ao Acre nesta quarta-feira (15) e muda o tempo em todo o estado, segundo o Sistema de Proteção da Amazônia (Sipam).

O sol aparece pouco e o tempo varia de nublado a encoberto e ocorrem pancadas de chuva com trovoadas a qualquer hora do dia. Nas demais regiões, o sol aparece sempre entre nuvens e o tempo fica abafado.

Entre a tarde e a noite o tempo fecha e ocorrem pancadas de chuva com trovoadas. Há possibilidade de chuva forte, com raios e ventanias. A frente fria deve ser de fraca de intensidade e diminui levemente o calor nos últimos dias.

Confira as temperaturas em todas as regiões:

Alto Acre

Em Assis Brasil, Brasileia, Epitaciolândia e Xapuri, as temperaturas oscilam entre a mínima de 20°C e a máxima de 26°C.

Baixo Acre

Mínima de 21°C e máxima de 27°C são as temperaturas registradas em Acrelândia, Bujari, Capixaba, Plácido de Castro, Porto Acre, Senador Guiomard e Rio Branco.

Vale do Juruá

Já em Cruzeiro do Sul, Mâncio Lima, Marechal Thaumaturgo, Porto Walter e Rodrigues Alves os termômetros ficam entre 22°C e 33°C.

Vale do Purus

Em Manoel Urbano, Santa Rosa do Purus e Sena Madureira faz entre 22º C e 27°C.

Vale do Tarauacá/Envira

Por fim, em Feijó, Jordão e Tarauacá a variação de temperatura fica entre a mínima de 22°C e a máxima de 32°C.

Do G1 Acre

Esperança é de encontrar ela com vida, diz pai de adolescente

Os dois amigos foram encontrados mortos e a jovem continua desaparecida. Amanda Gomes desapareceu no último dia 7 após sair da Expoacre com os amigos Isabele Silva e Vitor Vieira.

Difíceis e angustiantes. É assim que o pai da adolescente Amanda Gomes, de 14 anos, descreve os dias desde que a filha sumiu . A garota desapareceu no último dia 5, quando saía da feira agropecuária de Rio Branco com os amigos Isabele Silva Lima, de 13, e Vitor Vieira de Lima, de 18 anos.

Dois dias depois, o corpo do rapaz foi encontrado dentro de um poço no bairro Taquari, onde os três moravam. Lima tinha várias perfurações pelo corpo e estava com as mãos amarradas. Na quinta (9), o corpo de Isabele foi achado em um matagal do mesmo bairro onde estava o corpo de Vitor.

“Esperança é que a polícia encontre ela com vida. Até o momento o corpo não foi encontrado, então, minha filha está viva e é muita angústia, não só para mim, mas para os familiares todos. Estou há uma semana sem ir para o trabalho, não tenho condições”, contou o pai da jovem, que pediu para não ser identificado.

O homem disse também que a família suspendeu as buscas, mas que procurou no bairro durante vários dias pela jovem. Ele reclamou ainda dos trabalhos feitos pela polícia

“Vimos umas três viaturas aqui pelo Taquari só, mas como a gente estavam fazendo dentro do mato foi só a família que fez. Paramos porque pediram para parar que poderia prejudicar, mas não tem mais por onde a gente procurar aqui no bairro”, falou.

Menina tranquila

Ainda segundo o pai, Amanda é uma menina tranquila e não costumava sair só. No dia de visitar a exposição, o pai falou que Amanda disse que iria com uma pessoa maior de idade, além de Vitor, mas mentiu para a mãe. Amanda mora apenas com a mãe, porque os pais são separados há 14 anos.

“Não é porque é minha filha, mas a rotina dela era escola, célula, igreja e ficar aqui em frente da casa da mãe dela. Final de tarde se reuniam lá em uma rodinha. Nem namorado minha filha tinha, até moça ela é. Então, em questão de se envolver com gente que não presta, ela não andava. Foi a primeira vez que saiu só e era para ter ido com um adulto, mas desencontrou dessa pessoa e foi com esse rapaz”, lamentou.

Conforme o parente, a família tem recebido ligações anônimas informando o paradeiro da garota. O pai revelou também que não consegue comer direito e só quer a filha de volta

“É uma angustia tão grande. Recebi uma ligação restrita, perguntou se era eu e disse que minha filha estava no Recanto dos Buritis. Fui lá com meu carro, rodei até às 3h da tarde e nada. Pessoas sem piedade se aproveitam da situação e ficam brincando com o sentimento dos outros. É muito difícil para gente. É uma situação que não desejo para ninguém”, diz.

Investigações

O coordenador da Delegacia de Homícido e Proteção à Pessoa (DHPP), delegado Rêmulo Diniz, contou que as investigações do caso estão sob sigilo. Diniz apenas detalhou que tem uma equipe destacada exclusivamente para o caso e já foram feitas buscas em três pontos.

“Foram pontos indicados via denúncia 181 e buscamos que a população colabore. Não logramos êxito em encontrar nem o corpo e nem a pessoa, mas esperamos que ela esteja viva e estamos em campo”, acrescentou.

O delegado disse também que continua ouvindo testemunhas e familiares para buscar informações do paradeiro. Diniz não quis falar qual a principal linha de investigação da polícia.

“Temos recebido algumas informações desencontradas, mas não podemos descartar nenhuma possibilidade. Trabalhamos com a possibilidade dela estar viva até os últimos instantes, até porque é uma jovem e não tem qualquer história. Esperamos ter um desfecho feliz sobre isso”, concluiu.

3 de Julho Entrevistas 12ª Edição

Veja nesta edição a entrevista com o Vice-presidente da Câmara de Brasileia, Rozevete Honorato ele que vai contar um pouco da sua carreira política e também falará da sua experiência como vereador de primeiro mandato.

3 de Julho Entrevistas 12ª Edição

Nesta entrevista o vereador Edu Queiroz falou da sua trajetória  política, inclusive dos seus três mandatos seguidos em legislaturas anteriores, assista!!!!

Por Aline Nascimento, G1 Acre

Sem acordo, detentos continuam em greve de fome em seis presídios do Acre

Iapen-AC diz que estuda reivindicações, mas vai cumprir apenas o que for determinado por lei. Greve foi deflagrada na capital e interior na segunda-feira (13).

Os detentos de seis presídios do Acre continuam em greve de fome após mais de 24 horas. A informação foi confirmada nesta terça-feira (14) pelo diretor-presidente do Instituto de Administração Penitenciária do Acre (Iapen-AC), Aberson Carvalho. A greve começou na manhã de segunda (13) e segue após não haver acordo.

O diretor diz que o movimento busca regalias e que o sistema penitenciário avalia as reivindicações, mas deve ceder apenas nos casos em que o pedido esteja previso em lei. “Aquilo que não estiver dentro da legislação, infelizmente o sistema não pode garantir”, destacou.

A greve de fome foi deflagrada nas unidades Francisco d’Oliveira Conde, presídio de segurança máxima Antônio Amaro e Unidade Feminina, em Rio Branco. No interior, os detentos também aderiram ao protesto no Presídio Evaristo de Moraes, em Sena Madureira, Moacir Prado, em Tarauacá e Manoel Néri, em Cruzeiro do Sul.

Reivindicações

Os presos pedem visitas íntimas a cada 15 dias e a volta da visita de ‘amigas’ que ocorriam todos os finais de semana e agora são liberadas apenas uma vez por mês. As detentas também exigem receber a visita dos maridos.

“Essa questão da visita dos maridos é uma questão que estamos estudando o número de pessoas que são casadas. É importante dizer que o preso, ele estando dentro da unidade prisional, é uma logística diferenciada que não é fácil para se ver ou cumprir. Mas nós estamos vendo a possibilidade, não estou dizendo que vai ter a visita, mas estudamos qual seria esse volume [de pessoas casadas]”, explicou.

Além disso, os chefes de facções que cumprem pena no Regime Disciplinar Diferenciado (RDD) no Presídio de Segurança Máxima Antônio Amaro, em Rio Branco, pedem acesso à televisão, rádio e ventilador.

“No presídio de segurança máxima onde não é permitido o acesso de eletroeletrônicos e não vamos permitir. O que se tem no sistema prisional, por um processo já antigo, é que houve a liberação do televisor e rádio através da Vara de Execuções Penais. O ventilador liberado por conta do clima e a superlotação que existe nas unidades prisionais. Então, as unidades que possuem essas características é que são atendidas”, destaca.

Outra exigência é um tempo maior das visitas familiares e que ocorram a cada 15 dias. O diretor destaca que o direito à visita é garantido por lei à criança e não ao reeducando.

“Quem garante o direito é a criança de visitar o pai ou a mãe que cometeu o ato infracional, não é o reeducando que tem o direito de vê-lo, mas sim a criança que tem esse direito para não perder o laço afetivo com o pai e a mãe”, finaliza.

Mais 3 detentos que fugiram de presídio por buraco em cela são recapturados

Nove seguem foragidos e Iapen-AC afirma que policiais e agentes continuam buscas. Ao todo, 15 detentos fugiram da Unidade Prisional de Feijó na madrugada de domingo (12).

Dais três detentos que fugiram da Unidade Prisional de Feijó, no interior do Acre, foram recapturados nesta terça-feira (14). Ao todo, nove ainda seguem foragidos. O Instituto de Administração Penitenciária do Acre (Iapen-AC) afirma que continua as buscas para recapturar o restante dos foragidos.

Nesta terça (14) foram recapturados Salomão Santos Albuquerque, Antônio Araújo Firmino e Rangel Ranny Ferreira de Souza.

Os 15 detentos fugiram na madrugada de domingo (12) após fazerem um buraco em uma das celas da unidade e pularem o muro. Ainda no domingo, três detentos foram recapturados pela Polícia Militar do Acre (PM-AC). Os 15 presos dividiam a mesma cela.

O Iapen informou que um inquérito administrativo já foi aberto para apurar as circunstâncias em que ocorreu a fuga.

Os presos que continuam foragidos são:

Jonas de Oliveira Ferreira “Jonas do Pascoal”

Alexandre Tavares Leone

José Francisco Lima da Silva

Elieuson Melo de Sousa

Junior Pereira da Silva

Juan Lima Cordeiro

Ailton Aguiar do Nascimento

André Moura da Silva

Por Quésia Melo, G1 Acre, Rio Branco

Justiça do mantém condenação de dupla que matou bebê com tiro na cabeça

Juntos, os dois foram condenados a 57 anos de prisão no júri popular que ocorreu em fevereiro de 2018. Crime aconteceu no dia 27 de março do ano passado em Sena Madureira.

A Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Acre (TJ-AC) negou o pedido de apelação feito pela defesa dos acusados de matar um bebê indígena da etnia Manchineri no dia 27 de março do ano passado.

Jonhatan Cristofer Souza Rezende e Romário Pereira da Silva foram condenados a 29 e 28 anos de prisão, respectivamente.

A advogada Larissa Leal, que representa Silva, informou que a apelação com relação ao seu cliente foi no sentido de pedir um novo julgamento. E, caso fosse negado, que a Justiça retirasse as qualificadoras para conseguir a redução de pena.

“A defesa, que não concordou com a sentença, entrou com pedido de apelação por acreditar que foi injusta a condenação, pelo fato de que Romário não cometeu o crime. Ele não possui antecedentes criminais. A apelação foi no sentido de requerer a rescisão da decisão do júri popular e, caso não fosse esse o entendimento, foi pedido também que as qualificadoras fossem afastadas”, disse Larissa.

Já a advogada de defesa do acusado Rezende, Helane Cristina, afirmou que recorreu a rescisão da decisão do tribunal do júri, uma vez que foi contrária à prova dos autos. A advogada pretende recorrer novamente da decisão.

“Uma das testemunhas afirmava ter visto o outro apelante com a arma do crime, bem como pelas denúncias anônimas que apontavam este como autor. Além disso, caso não fosse acolhida, pedimos a exclusão das qualificadoras e o reconhecimento da participação de menor importância”, explicou Helane.

A decisão foi divulgada pelo TJ-AC nesta terça-feira (14). Os dois foram condenados em fevereiro deste ano durante um júri popular no Fórum Desembargador Vieira Ferreira, em Sena Madureira.

O bebê de um ano, que não teve o nome divulgado, estava chegando na cidade com a família em uma embarcação quando criminosos efetuaram os disparos. Ele morreu após levar um tiro na cabeça.

Conforme a Justiça, ficou verificado que os dois acusados tinham a intenção de matar por conta da rivalidade e disputa de território entre facções criminosas.

O júri popular condenou os dois em regime inicial fechado e foram atribuídas três qualificadoras, entre elas o motivo ser fútil, perigo comum e aplicação de recurso que impossibilitou defesa da vítima.

A Justiça apontou que foi considerado ainda como aumento de pena o fato do crime ter sido praticado contra menor de 14 anos de idade. Conforme o TJ-AC, o relator do processo, desembargador Pedro Ranzi, não aceitou o argumento da defesa de que o resultado do julgamento foi contrário às provas constantes dos autos.

“Os jurados, em sua soberania, acataram uma das teses ventiladas em plenário. Além disso, os depoimentos de policiais que participaram do flagrante merecerem total credibilidade, feitos sob a garantia do contraditório, por isso, aptos a embasar o decreto condenatório”, declarou o magistrado.

Os dois permanecem presos na unidade penitenciária de Sena Madureira. Em junho do ano passado eles passaram por audiência de instrução.

Um dia após o crime, Silva foi preso enquanto tentava fugir em um táxi para o município de Manoel Urbano, em um trecho da BR-364. Outras três pessoas foram presas logo em seguida, sendo que duas foi por guardarem o rifle calibre 22, utilizado para atirar na embarcação e matar a criança.

Do G1 Acre