Briga entre Colonos termina com um morto e outro ferido

A equipe do SAMU socorreu Leandro, pois o corpo nas costas teria atingido o pulmão e ele corria risco de vida.

A equipe do SAMU socorreu Leandro, pois o corpo nas costas teria atingido o pulmão e ele corria risco de vida.

A equipe do SAMU socorreu Leandro, pois o corpo nas costas teria atingido o pulmão e ele corria risco de vida.

A bebida alcoólica foi mais uma vez o estopim para a violência na zona rural de Rio Branco, quando na noite de sábado (29) após uma bebedeira no ramal Cajazeira terminou de forma trágica com a morte de um e ferimentos graves em outro.

De acordo com informações vários moradores do ramal Cajazeira e outros próximos se reuniram em uma festa realizada em uma Colônia, quando cinco homens começaram a discutir e a discussão evoluiu para agressão física e terminou com a morte de Cleison Queiroz da Silva 25 anos, assassinado com um golpe de faca em cima do peito esquerdo e outro nas costas desferidos por Leandro da Silva Souza 27 anos

Segundo o que foi apurado mesmo ferido de morte Cleison Queiroz ainda conseguiu golpear o Leandro nas costas, em seguida outro homem identificado pelo apelido de “Branco” desferiu um golpe no rosto de Leandro que atingiu da orelha a boca.

Sangrando muito e perseguido por “Branco” Leandro conseguiu fugir em uma moto YBR 125 de placa MZX 6638, pilotada por um Colono identificado pelo apelido de “Louro” que levou Leandro para a  Fazenda onde ele trabalha.

Na Fazenda parentes de Leandro conseguiram ligar para o SAMU e pedir socorro para a vítima que apresentava dois ferimentos a faca um no rosto e outro nas costas.

O chamado de socorro foi imediatamente comunicado a Polícia Militar que enviou uma guarnição ao local.

A equipe do SAMU socorreu Leandro, pois o corpo nas costas teria atingido o pulmão e ele corria risco de vida.

A vítima deu entrada no Pronto Socorro em estado grave e foi submetida à cirurgia de emergência e ainda se encontra internada na Unidade de Tratamento Intensivo – UTI do Pronto Socorro de Rio Branco.

O corpo de Cleison foi resgatado por peritos e auxiliares de necropsia do Instituto Médico legal – IML.

A Polícia Civil começa a ouvir as testemunhas do crime nesta segunda-feira (30) e se confirmar a participação de Leandro Silva na morte de Cleison Queiros após receber alta médica ele será encaminhado a Delegacia e poderá ser indiciado por crime de homicídio.

FONTE-ECOS DA NOTICIAS

Cleison Queiroz da Silva

Cleison Queiroz da Silva

Cleison Queiroz da Silva

Cleison Queiroz da Silva

Cleison Queiroz da Silva

Cleison Queiroz da Silva

Jovem é Degolado a Golpes De Facão Em Brasiléia

Segundo foi apurado, a vítima já teria várias passagens pela Justiça

O jovem estava com três bermudas para despistar os policiais após delitos – Fotos: Alexandre Lima

O jovem estava com três bermudas para despistar os policiais após delitos – Fotos: Alexandre Lima

AAA

ALEXANDRE LIMA

FONTE-OALTOACRE

Um jovem de 17 anos, que saiu a menos de uma semana do centro de recuperação de menores da Capital, teve sua vida ceifada barbaramente na noite deste domingo (29), no Bairro Leonardo Barbosa depois de um dia atribulado.

Segundo foi apurado, a vítima já teria várias passagens pela Justiça, praticou dois furtos no mesmo bairro neste domingo, além de ter se envolvido numa briga em um bar. Os casos foram registrados na delegacia pelas vítimas.

Uma delas, teve seus cartões e um celular furtados. Outro registrou B.O. por ter sido ameaçado de morte e o delegado já estaria pedindo junto à Comarca, um mandado de busca e reclusão para o jovem, para tentar proteger sua integridade física.

O jovem já estava sendo procurado por uma viatura devido o furto ocorrido desde às 17 horas. O mesmo foi localizado pelo seu algoz por volta das 20:30 que estaria armado de um facão (terçado) e lhe atacou mortalmente sem lhe dar chance de defesa.

Foram desferidos cerca de nove golpes. O jovem ainda teria tentado se salvar, pois um acertou uma das mãos, dois no ombro esquerdo e um no bíceps. Outro lhe acertou a cabeça lado esquerdo e um no queixo.

Os seguintes foram mais que fatais, foram três no pescoço ao ponto de quase ter separado a cabeça do tronco. O jovem morreu agonizando no seu próprio sangue e seu assassino tomou rumo ignorado levando a arma do crime consigo, provavelmente procurou o lado boliviano que fica a poucos metros do local do crime.

As autoridades foram acionadas, juntamente com o perito criminal para examinar o corpo e enviar para o IML na Capital, onde será autopsiado, para em seguida ser liberado aos parentes. Em tempo, neste final de semana foram registrados várias ocorrências com vítimas fatais e outro feridos.

Foto: Alexandre Lima

Foto: Alexandre Lima

Foto: Alexandre Lima

Foto: Alexandre Lima

Foto: Alexandre Lima

Foto: Alexandre Lima

Foto: Alexandre Lima

Foto: Alexandre Lima

Foto: Alexandre Lima

Foto: Alexandre Lima

Foto: Alexandre Lima

Foto: Alexandre Lima

Foto: Alexandre Lima

Foto: Alexandre Lima

Foto: Alexandre Lima

Foto: Alexandre Lima

Foto: Alexandre Lima

Foto: Alexandre Lima

Irmão do prefeito de Xapuri estupra sobrinha de 16 anos

A Comarca de Xapuri decreta prisão de réu acusado de estuprar a própria sobrinha

Adriano Pereira Miranda

Adriano Pereira Miranda

A Comarca de Xapuri decretou a prisão preventiva de Adriano Pereira Miranda, acusado de estuprar a própria sobrinha, de 16 anos. O acusado é irmão do prefeito de Xapuri (AC), Marcinho Miranda, o que causou causando maior clamor público no município. Adriano não compareceu a uma audiência no Fórum ocorrida na tarde de quinta-feira (26), nem seu advogado apareceu.

A decisão é do juiz Luís Pinto, titular da unidade judiciária, que destacou a gravidade do delito. “O crime, em tese cometido, é equiparado a crime hediondo, ou seja, gravíssimo, sendo insuscetível de anistia, graça, indulto e fiança, nos termos do artigo 5º da Constituição da República de 1988 e artigo 2º, da Lei 8.072, de 1990”.

ENTENDA O CRIME

De acordo com a denúncia oferecida pelo Ministério Público Estadual (MPE/AC), a vítima dormia na casa da avó paterna, quando o acusado (tio da vítima e filho da avó paterna) ingressou no quarto, a despiu, tampou sua boca e a estuprou.

Uma nova audiência de instrução e julgamento já está prevista para o dia três de outubro. Se o réu for condenado, estará sujeito a uma pena de até 20 anos, já que a pena base prevista é de oito a 12 anos, podendo ser aumentada, tendo em vista o grau de parentesco com a vítima.

Adriano Pereira Miranda encontra-se na Delegacia de Polícia de Xapuri, aguardando a escolta para ser transportado para uma Penitenciária em Rio Branco.

REPERCUSSÃO SOCIAL

O magistrado considerou que “crimes deste naipe atemorizam a sociedade, principalmente da pequena e pacata cidade do interior do Acre (Xapuri), que clama por justiça e segurança”. Para ele, “é possível levar em consideração a gravidade do delito para justificar a garantia da ordem pública”.

Veja outras reportagens de Voz do Acre 

Luís Pinto fundamentou a necessidade da prisão preventiva do réu: “a segregação cautelar é necessária, pois a medida adotada por este magistrado tem por escopo a garantia da ordem pública, vez que, deve ser entendida em seu sentido amplo, pois, seu conceito não busca unicamente prevenir a reprodução de infrações penais, exigível nas hipóteses em que o acusado se revela pessoa caminheira contumaz na senda dos delitos, mas também se colima acautelar a sociedade e a própria credibilidade da Justiça, em face da gravidade do crime e de sua repercussão social”.

(Informações de Assessoria do TJ-AC/Foto ilustrativa)

PM prende homem que matou o Irmão

Segundo os policiais, o criminoso não reagiu à prisão.

 Mais conhecido como Pitoco

Mais conhecido como Pitoco

Policiais militares prenderam em uma residência no bairro da Cobal, em Mâncio Lima (AC), o foragido da penitenciária de Cruzeiro do Sul conhecido como Pitoco do Hugo, condenado por ter assassinado o próprio irmão.

Após uma denúncia anônima, Pitoco foi encontrado pelos policiais olhando por uma janela de um homem conhecido como Pedrosa, que também cumpre pena no Presídio Manoel Neri.

“Pedimos ao Pitoco que descesse da casa, e ele prontamente atendeu ao pedido, não reagiu à prisão”, disse um dos policiais.

Com informações de Josemir Melo Rodrigues

Bebedeira termina em agressão física a garrafada

De acordo com informações ao chegar ao local da ocorrência foi descoberto que o ferimento não se tratava de arma de fogo e sim de golpe de garrafa.

 Cleildo Lira Brilhante

Cleildo Lira Brilhante

Nas primeiras horas deste sábado (28) o SAMU foi acionado para atender uma ocorrência de ferimento por arma de fogo na cabeça ocorrido no bairro Calafate.

De acordo com informações ao chegar ao local da ocorrência foi descoberto que o ferimento não se tratava de arma de fogo e sim de golpe de garrafa.

Segundo testemunhas a vítima Cleildo Lira Brilhante 33 anos, teria passado a noite consumindo bebida alcoólica com amigos.

Na madrugada ele e o amigo identificado pelo nome de Talisson resolveram brincar de “brigar”, mas do decorrer da brincadeira, a coisa ficou seria ao ponto de Talisson de posse de uma garrafa quebrar o objeto na cabeça do amigo.

Como estava embriagado Cleildo Brilhante saiu correndo e bateu na porta de uma residência pedindo socorro.

Os moradores acordaram e ao verem o homem completamente ensanguentado e afirmando ter levado um tiro eles ligaram para o SAMU.

Cleildo Brilhante foi socorrido e encaminhado a Unidade de Pronto Atendimento 

FONTE-ECOS DA NOTICIAS

 Cleildo Lira Brilhante

Cleildo Lira Brilhante

 Cleildo Lira Brilhante

Cleildo Lira Brilhante

 Cleildo Lira Brilhante

Cleildo Lira Brilhante

Colono morre ao cair de moto na Estrada do Pacífico

No local, foi identificado que a vítima apresentava vários arranhões pelo corpo

Nilvaldo Cesar de Gouveia-FOTO-ALEMMÃO

Nilvaldo Cesar de Gouveia-FOTO-ALEMÃO

ALEMÃO-COM-OALTOACRE

Era por volta das 7 horas deste sábado, dia 28, quando os socorristas do Corpo de Bombeiros e Polícia Militar foram acionados até o km 2 da BR 317 (Estrada do Pacífico), para tentar realizar um resgate de um homem que estaria caído no meio da estrada.

No local, foi identificado que a vítima apresentava vários arranhões pelo corpo, proveniente da queda da moto que estava ao seu lado. Posteriormente, foi identificado como sendo Nilvaldo Cesar de Gouveia, de 50 anos, e com a chegada dos socorristas, foi constato o óbito.

Pelo o que foi apurado no local, se constatou que a vítima conduzia sua moto modelo Honda, placa MZX 0490, rumo ao mercado para vender verduras. Dado momento, o mesmo saiu da pista e teria tentado voltar, mas, bateu com a roda contra o asfalto e caiu.

Estranhamente, a vítima apresentava apenas lesões causadas pelo deslizamento no asfalto. Segundo os socorristas, Nivaldo não apresentava fratura em sua coluna na altura do pescoço, como se suspeitava o motivo de sua morte.

Segundo um parente que foi até o local, comentou que a vítima vinha reclamando de dores no peito, o que leva a suspeita de um suposto infarto, causa real da morte. O perito criminal foi até o local para levantar dados do acidente e liberar o corpo para o IML, onde será realizado a autópsia e chegar no real motivo da morte.

Nilvaldo Cesar de Gouveia-FOTO-ALEMMÃO

Nilvaldo Cesar de Gouveia-FOTO-ALEMÃO

Nilvaldo Cesar de Gouveia-FOTO-ALEMMÃO

Nilvaldo Cesar de Gouveia-FOTO-ALEMÃO

Nilvaldo Cesar de Gouveia-FOTO-ALEMMÃO

Nilvaldo Cesar de Gouveia-FOTO-ALEMÃO

Nilvaldo Cesar de Gouveia-FOTO-ALEMMÃO

Nilvaldo Cesar de Gouveia-FOTO-ALEMÃO

Mulher grávida nega sexo e quase é morta a terçadadas

Segundo foi apurado, a vítima estaria na colônia em companhia de seu namorado

Josiene Santos Almeida

Josiene Santos Almeida

FONTE-OALTOACRE

Josiene Santos Almeida (21), que estava numa colônia localizada no Ramal do Esperança, com acesso pelo km 5 da BR 317 (Estrada do Pacífico), está aniversariando nesta sexta-feira e recebeu de presente, um atentado contra sua vida.

Segundo foi apurado, a vítima estaria na colônia em companhia de seu namorado, com quem estava vivendo a cerca de seis meses e está grávida de três. Reinaldo de Souza Oliveira (23) que estava bebendo e consumindo entorpecentes, resolveu que deveria fazer sexo com sua companheira.

Com uma indisposição devido a gravidez, Reinaldo recebeu uma recusa por parte da companheira. Diante disso, ficou furioso e passou para a agressão física. Achando pouco, se apossou de facões (terçados), facas e tesouras e atentou contra a vida da mulher.

Josiene Santos Almeida

Josiene Santos Almeida

Além da sessão de agressões físicas, Josiene foi atingidas por diversas vezes pelo corpo. A vítima sofreu golpes de facão na cabeça, braços, perna e no rosto. A cena de selvageria foi testemunhada por várias pessoas que estavam no local e que ligaram para a Polícia Militar através do 190.

Quando a guarnição chegou no local, ainda encontrou o acusado na casa juntamente com a mulher toda ensanguentada. O mesmo recebeu voz de prisão e foi conduzido para a delegacia onde foi feito o boletim de ocorrência e o caso entregue ao delegado plantonista.

Josiene foi conduzida ao hospital de Brasiléia onde recebeu os primeiros socorros e ficou em observação. Foi apurado no o acusado que, o mesmo já tem passagem pela penitenciária estadual, de onde saiu a cerca de oito meses por tentativa de homicídio.

Quando a guarnição chegou no local, ainda encontrou o acusado na

Quando a guarnição chegou no local, ainda encontrou o acusado 

A cena chegou a impressionar, foi encontrado pelos policiais em  vários lugares da casa, cabelos cortados pelos golpes de facão. Reinaldo poderá ser enquadrado pelos crimes de tentativa de estupro, agressão e lesão corporal grave e tentativa de homicídio.

Reinaldo de Souza Oliveira

Reinaldo de Souza Oliveira

Homem é preso com moto roubada o seu comparsa escapa

A polícia recuperou a moto

Segundo a polícia, os agentes realizavam uma ronda de rotina

Segundo a polícia, os agentes realizavam uma ronda de rotina

Acusado foi preso no bairro Recanto dos Buritis.
Policiais militares do 2º Batalhão prenderam, na tarde desta quinta-feira (26), no bairro Recanto dos Buritis, o jovem Daniel Souza da Silva, de 22 anos.
Segundo a polícia, os agentes realizavam uma ronda de rotina pelo bairro, quando se depararam com dois homens em uma moto sem placa.
Assim que viram os policiais, os dois tentaram fugir, mas na fuga eles teriam caído com a moto. O garupa conseguiu escapar dos policiais, mas o condutor da moto, Daniel, foi preso e conduzido à Delegacia da 1ª Regional, junto com o veículo.
Ao chegar à delegacia, os policiais localizaram o dono da moto; segundo a vítima, sua moto foi roubada duas vezes em menos de um mês.
O primeiro roubo aconteceu no dia 03/09, quando cinco homens armados invadiram sua casa, rendendo a ele e sua família, no bairro Belo Jardim 2, e levaram a moto.
A polícia recuperou a moto, mas no último dia 20, novamente dois homens armados invadiram a sua casa e levaram, além do veículo, R$ 200 reais. Por sorte, a vítima teve a moto recuperada, pela segunda vez, por ação da polícia.
O acusado vai ser encaminhado à delegacia do Grupo de Apoio à Polícia Civil (GAPC), a fim de passar por reconhecimentos.

Escrito Por Agência ContilNet

Homem condenado por assalto é reconhecido pela vítima

Edi Carlos foi preso quando se dirigia ao Pronto Socorro a fim de fazer uma consulta médica.

Edi Carlos da Silva

Edi Carlos da Silva

Homens do grupo Captura, da Polícia Civil, capturaram na tarde desta quarta-feira (25) a Edi Carlos da Silva, de 35 anos, vulgo ‘o Paquinha’.

Condenado três vezes por assalto, roubo e tráfico de drogas, a 10 anos e 7 meses de prisão, ele foi preso quando se dirigia ao Pronto Socorro a fim de fazer uma consulta médica.

Paquinha já havia cumprido 5 anos de sua pena, quando foi beneficiado com o regime semiaberto, passando a ter liberdade  durante o dia e a obrigação de dormir, à noite, no presídio da Papudinha.

Segundo alega, em algum momento outros presos passaram a exigir que ele levasse droga e dinheiro para eles e por não ter obedecido, uma noite ele levou uma surra, dentro da cela.

A partir daí, ele não retornou mais para a Papudinha e arranjou um emprego em um posto, lavando carros, onde acabou sendo reconhecido por uma das vítimas que ele assaltou, que morava perto do posto e o denunciou à polícia.

Escrito Por Agência ContilNet Notícias

Policial militar espanca suposto usuário de drogas no centro

Agressão aconteceu no centro da cidade, em frente ao Fórum do Tribunal de Justiça

Veja abaixo as imagens capturadas em vídeo:

Praça da Justiça, em frente ao Fórum do Tribunal

Praça da Justiça, em frente ao Fórum do Tribunal

FONTE-JANELÃO.NET

Um policial militar foi flagrado na manhã desta quarta-feira, 25, espancando um jovem que, supostamente, seria usuário de drogas e teria usado maconha na Praça da Justiça, em frente ao Fórum do Tribunal de Justiça e atrás da catedral Nossa Senhora de Nazaré. O militar não portava no colete o adesivo com a sua identificação.

Parte da agressão foi filmada pelo jornalista Tião Vitor e publicada na manhã desta sexta-feira, 27, no You Tube. Nas imagens é possível ver com clareza o policial dando um chute no rosto do rapaz que está caído ao chão.

Antes, porém, o militar teria atingido o rapaz com diversos golpes de cassetete nas costas, obrigando-o a abrigar-se no chão para evitar mais agressões.

“Foi a partir desse momento que comecei a filmar, mas houve muitos outros golpes antes”, revelou o jornalista. “O policial não demonstrou nenhum pudor em sua ação. À luz do dia, em um lugar de tanto movimento de pessoas que se dirigem ao fórum ali perto, ele não se preocupou de esconder o ato criminoso”, complementa Tião Vitor.

Tudo teria começado, explicar o jornalista, quando dois policiais militares abordam o jovem que, supostamente, teria usado maconha instantes antes. “O rapaz ia caminhando cerca de uns dez metros à frente dos policiais. Eles o chamaram; ele parou e o policial agressor tirou o cassetete da cintura e perguntou: ‘você ainda vai fumar maconha aqui?’. Antes que ele respondesse, o policial já passou a desferir os golpes de cassetete”, relata.

Ainda de acordo com o jornalista, ao perceber que estava sendo filmado, o policial cessa a agressão e se aproxima para determinar que ele parasse de filmar.

Policial truculento retirou o adesivo da farda para não ter o seu nome identificado

Policial truculento retirou o adesivo da farda para não ter o seu nome identificado

“Esse policial se aproximou de mim e tentou me intimidar, afirmando que eu não o poderia filmar, disse que havia na lei impedimentos de ‘direito de uso de imagem’ que eu estava desrespeitando a partir do momento em que eu o filmava. Eu retruquei que podia, sim e que publicaria o vídeo e que o denunciaria na corregedoria da PM. Ele ficou exaltado e eu resolvi sair do local temendo alguma reação mais agressiva”.

O outro policial não agrediu o suposto usuário de drogas, mas sua conduta demostrava conivência e aceitação ao ato praticado pelo colega.

O jornalista disse que, a primeira vista, não dava para confirmar se realmente o rapaz agredido pelo policial teria consumido maconha. Ele aparentava ser menor ter idade entre 16 e 19 anos. Após a agressão, os policiais algemaram o rapaz e o teriam levado para uma delegacia