Homem Morto a Pauladas No Último Dia Do Ano De 2013

Os policias da Delegacia de Homicídios estiveram no local colhendo mais informações sobre o caso.

31122013-170418-mdia31a

Mais um crime de homicídio foi registrado pela Polícia Militar no final da manhã desta terça-feira. O corpo de um homem foi encontrado dentro de um quarto de um condomínio da Prefeitura que foi invadido por populares na Rua Três e Meio, Bairro Floresta, Zona Sul de Porto Velho.

Segundo a PM, o homem foi identificado apenas pelo apelido de “Neguinho” e foi morto a pauladas. Ao lado do corpo, foi encontrado um cachimbo utilizado para consumo de droga, alem de dois pedaços de madeira, possivelmente o que tirou a vida da vítima, que morava há pouco tempo no prédio.

Fonte: RONDONIAGORA

AME confirma soltura dos 11 militares presos por suposto sequestro

O presidente da Associação dos Militares do Acre (AME), Isaque Ximenes, confirmou a liberdade

12

O caso Aladin, como ficou conhecido durante investigação em 2013 está cada dia envolto de mais mistério. Depois de dar ampla publicidade na prisão de onze militares que supostamente estão envolvidos com o sequestro e execução de Gildemar Lima, o Alandin, ocorrida no dia 29 de novembro deste ano. A Polícia Civil disse que não existiu necessidade de pedir a prorrogação da prisão temporária dos militares colocados em liberdade desde o final de semana. A assessoria de imprensa não soube informar na manhã de hoje (30) se o inquérito foi concluído.

O presidente da Associação dos Militares do Acre (AME), Isaque Ximenes, confirmou a liberdade dos onze militares presos e que estavam aquartelados. Ainda de acordo Ximenes, “a prisão não acrescentou nada nas investigações”, disse. O representante da categoria disse que cada militar ficou com sua família após a soltura.

“O que queremos é que o caso continue sendo investigado com amplo direito de defesa e imparcialidade. Esse é apenas o primeiro passo de vitória”, acrescentou Ximenes.

A OPERAÇÃO GÊNIO

A “Operação Gênio” é uma das mais polêmicas do ano. Investigado pela Policia Civil, segundo o delegado Roberth Alencar – que preside o inquérito – Gildemar Lima foi executado e o cadáver ocultado, possivelmente, no ramal do Pica-Pau. De acordo com a autoridade policial, o crime teria sido motivado por vingança, uma vez que os policiais envolvidos já haviam prendido Gildemar em outras duas ocasiões (um pelo crime de assalto a uma loja no Segundo Distrito e outra pelo roubo de uma moto), mas como não houve flagrante, Gildemar foi liberado.

Os militares foram presos através de uma grande operação na manhã do dia 29 de novembro, a notícia vazou através de mensagens enviadas para telefone de jornalistas nas primeiras horas da manhã do mesmo dia. Em ato seguido, a assessoria de imprensa da Policia Civil deu ampla publicidade ao fato com a divulgação das imagens dos militares.

Com ampla repercussão o caso chegou à Comissão dos Direitos Humanos da Assembleia Legislativa do Acre e do Congresso Nacional. O deputado militar, Major Rocha (PSDB) denunciou supostas irregularidades no inquérito, o uso abusivo de algemas e tortura aos militares presos. Ainda de acordo o deputado tucano, os colegas de farda tiveram a vida exposta á sociedade. Os familiares dos militares foram ouvidos na Comissão.

A Associação dos Delegados negou as acusações de tortura e o uso abusivo de algemas, em nota afirmou que todas as medidas adotadas pela Policia estavam amparadas legalmente.

Na Comissão dos Direitos Humanos da Câmara dos Deputados, a família do ex-presidiário Gildemar da Silva Lima, o Aladim, denunciou suposta manobra para inocentar os 11 acusados. Acompanhadas do presidente do Movimento dos Direitos Humanos do Acre, Jocivan Santos, a mãe e a esposa de Aladim denunciam que estariam havendo articulações para retirar as acusações contra os policiais militares presos. Elas cobram uma intervenção da CDH, para garantir a punição dos acusados.

Um dos últimos episódios envolvendo as partes no processo, O delegado Roberth de Alencar foi acusado pelos advogados Everton Frota e Armando Fernandes por abuso de autoridade, lesão corporal e ameaça. Robert preferiu não gravar entrevista.

PARA ENTENDER O CASO

Em uma investigação sigilosa, a Polícia Civil (PC) desencadeou a Operação Gênio e chegou a 11 suspeitos, todos policiais militares, acusados de envolvimento na morte de “Aladin”. Gildemar foi sequestrado dentro da própria casa.

Foram instaurados dois inquéritos, um relacionado ao homicídio e ocultação de cadáver, e, outro relacionado à tortura, coação no curso das investigações e outros crimes.

Durante as investigações a polícia descobriu que no dia 24 de maio, o comparsa e sua esposa, que não tiveram os nomes revelados, foram torturados e ameaçados até que revelassem o paradeiro da vítima.

De acordo a PC o caso começou a ser desvendado por meio de monitoramento eletrônico e quebra de dados telefônicos, onde se chegou a provas da tortura praticada no dia 24 de maio e ao nome de 10 policiais. “Três desses policiais tinham problema na justiça com Gildemar”, afirmou o delegado Robert Alencar.

Ainda de acordo o inquérito mesmo após a tortura do comparsa, os policiais não tinham a localização exata de Gildemar Aladin. Para chegar até ele, policiais usaram de abuso de autoridade.

Escrito Por Ac 24horas

Sesp Faz Operação Cidade Tranquila em Brasileia e Epitaciolândia

Foram conferidos documentos pessoais, veiculares, além da revista de bagagem

Por Eduardo Gomes

Os fiscais do Furepol verificam os alvarás de funcionamento dos bares e boates (Foto: Eduardo Gomes/Sesp)

Os fiscais do Furepol verificam os alvarás de funcionamento dos bares e boates (Foto: Eduardo Gomes/Sesp)

A Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp) e os órgãos que compõem o Sistema Integrado de Segurança Pública (Sisp) deflagraram na noite de ontem, 27, em Brasileia e Epitaciolândia, a operação Cidade Tranquila. A ação teve como objetivo principal levar sensação de segurança aos moradores dos dois municípios.

Participaram da operação como instituições parceiras, as polícias Militar e Civil, Instituto de Administração Penitenciária (Iapen), fiscais do Fundo de Reaparelhamento da Polícia (Furepol), responsáveis pela verificação dos alvarás de funcionamento dos bares e boates e também agentes da Força Nacional de Segurança.

A fiscalização teve início às 19 horas com uma blitz em cada cidade. Os agentes abordaram todos os motoristas que passaram pelos pontos escolhidos. Foram conferidos documentos pessoais, veiculares, além da revista de bagagem. A operação faz parte do planejamento anual da diretoria de operações da Sesp e vem sendo realizada pelo governo do Estado como parte das ações da Estratégia Nacional de Segurança Pública nas Fronteiras (Enafron), de iniciativa do governo federal.

Alberto Pixão, diretor operacional da Secretaria de Segurança, agradeceu o apoio das demais forças de segurança e disse que o trabalho em conjunto só traz benefícios para o cidadão de bem. “Nós estamos aqui para garantir a paz e a segurança das pessoas. As fiscalizações estão sendo intensificadas em todas as cidades do Acre e a parceria com os demais órgãos de segurança tem feito com que a gente cumpra o papel do Estado”, ressaltou.

Foram conferidos documentos pessoais, veiculares, além da revista de bagagem (Foto: Eduardo Gomes/Sesp)

Ex-namorado atira no rosto da mulher que dormia

Nome do autor do disparo não foi divulgado pela polícia

A-MULHER-TIRO

Joelita Sales de Albuquerque, 20 anos, foi atingida com um tiro no rosto enquanto dormia em sua casa na madrugada de sábado (28),  na Rua 15, no bairro Sobral, em Rio Branco.  Segundo ela o disparo foi feito por um ex-namorado que não teve o nome divulgado. A polícia suspeita de ciúme.

Joelita estaria em casa dormindo quando seu ex-companheiro teria invadido a residência e efetuado um disparo que atingiu o nariz da vítima. O acusado fugiu logo após o disparo tomando rumo ignorado.

A vítima entrou em desespero saindo de casa em busca de socorro, encontrando uns amigos que acionaram uma equipe de urgência e emergência SAMU, Joelita foi encaminha ao Pronto Socorro de Rio Branco.

Fonte: Ecos da Notícia

Funcionário do São Sebastião é acusado de furtar 40 mil em Epitaciolândia.

FUNCIONARIO DO MERCANTIL SÃO SEBASTIÃO PODERÁ SER INDICIADO POR ESTELIONATO E FALSIFICAÇÃO 

VEJA O VÍDEO COM ALMIR ANDRADE

Na manhã desta segunda feira dia 30 de dezembro de 2013, a proprietária do Supermercado São Sebastião de Epitaciolândia, procurou a Policia Civil do município para registrar uma  denuncia de seu funcionário, Raimundo de Jesus Ferreira Araujo, acusado de furtar quase 40 mil reais. Raimundo trabalhava no escritório e estava falsificando notas fiscais em nome  de outras firmas, o dinheiro caia sempre na conta dele. Foi averiguado que haviam sido feitos dois depósitos  na conta do funcionário do mercantil, um no de valor R$ 27, 600 e outro de no valor de R$ 11 mil.

O delegado Sergio Lopes foi até o escritório onde estava Raimundo e levou o mesmo para a delegacia de policia onde ouviu o mesmo. Depois foram até a agencia do Banco do Brasil, onde o funcionário do mercantil São Sebastião fez a transferência dos 27,600 reais devolvendo para a empresa que tinha sido furtada por ele. De acordo com o delegado de Epitaciolândia Sergio lopes nas próximas horas poderá ter mais novidade já que o computado que ele trabalhava  está sendo averiguado pela Policia Civil.

Parte do dinheiro já restituído para a empresaria proprietária do mercantil São Sebastião .

Fonte=noticias da fronteira 

Fotos=Alemão Monteiro

GGG

Parte do dinheiro já restituído para a empresaria

12346

Com ajuda da filha, mulher dopa o marido e o mata a marretadas

Doméstica confessou o crime e alegou que sofria constantes agressões.

Após serem detidas em Cristalina, elas foram autuadas no Ciops de Luziânia.

Após serem detidas em Cristalina, elas foram autuadas no Ciops de Luziânia.

A empregada doméstica Zuleide de Azevedo, de 38 anos, foi presa após confessar que matou o marido, Odácio Caetano Luiz, de 43, a marretadas, na madrugada deste sábado (28), em Cristalina, região leste de Goiás. A mulher disse que contou com a ajuda da filha do casal, uma adolescente de 17 anos, para cometer o crime.

Após ser detida, Zuleide alegou que assassinou o marido porque sofria constantes agressões. “Desde quando nós somos casados que ele sempre foi violento com a gente lá em casa. Bebia, era usuário [de drogas] e de um tempo para cá, ele se tornou mais violento ainda. Isso gerou uma revolta, uma raiva muito grande que me levou a fazer isso aí”, afirmou.

Apesar de tentar justificar o homicídio, o delegado responsável pelo caso, André Soares, disse que o crime não se configura como legítima defesa, já que a vítima estava inconsciente.

“Ambas foram autuadas no artigo 121, no homicídio qualificado, quando a vítima não tem possibilidade de se defender. [Elas] vão ser entregues ao poder judiciário para analisar a questão”, explicou Soares.

As duas foram detidas no Bairro Cristal, em Cristalina, e conduzidas para o Centro de Operações Integradas de Segurança (Ciops) de Luziânia, onde foram autuadas. A mulher foi levada para o Presídio de Luziânia, onde vai aguardar por julgamento. Já a menor apreendida será encaminhada para um centro de internação socioeducativo da região.

FONTE=G1

Tentativa De Assalto No Bairro José Braúna Na Noite De Domingo

Tentativa De Assalto Na Noite De Domingo No Bairro José Braúna Quase Acabava Em  Morte.

POR=ALEMÃO MONTEIRO

Maria Amazonita Ferreira De Alcântara

Maria Amazonita Ferreira De Alcântara

As hs 7.00  da noite deste Domingo dois marginais tentarão  assaltar a senhora Maria Amazonita  Ferreira de Alcântara   de 54 anos que reside no Bairro José Braúna ha um ano. Dona maria estava trabalhando como costureira na casa de uma amiga no centro da cidade de Brasiléia.

maquinaA senhora Maria Amazonita ligou para um taxista para que ele a  levasse a sua residencia,a mesma tinha uma maquina de costura( singer) para transportar ao chegar, ela desceu do táxi pagou o mesmo e dispensou em seguida ela foi abordada por dois marginais no portão de  sua casa.

Os marginais tentaram lhe tomar a sua maquina de costura mais a mesma agarrou o objeto citado  e não largou,ao reagir foi agredida com um soco no rosto que chegou a cair no chão com o objeto em seu colo no meio da confusão o taxista avistou pelo retrovisor do seu veiculo retornou para lhe socorrer agarrou um pedaço de madeira e correu atrás dos marginais  que fugiram.

Os mesmo não foram identificados por falta de iluminação pública na rua 12 de outubro no bairro José Braúna,O taxista ligou para o (190) ao chegarem no local foi feito um (B.O).O poder municipal tem que tomar uma  providência sobre a iluminação do referido Bairro,moradores esperam que alguma atitude seja tomada o mais rápido posivél.

Motorista embriagado mata ciclista de 44 anos.

Bicicleta também ficou totalmente destruída: percurso era feito há 15 anos 

Comerciante chora a morte do filho em acidente causado por motorista embriagado (Foto: Marcos Ermínio)

Comerciante chora a morte do filho em acidente causado por motorista embriagado (Foto: Marcos Ermínio)

No início da manhã de ontem (28), às 6h20, um motorista embriagado interrompeu para sempre o percurso realizado há 15 anos pelo segurança Elielson Amorim dos Santos, 44 anos. Ele morreu após a bicicleta que conduzia ser atingida, na Avenida Ricardo Brandão, no Bairro Itanhangá Park, pelo Fiat Fiorino, conduzido por um jovem de 21 anos. Após a colisão, o carro capotou e o condutor e mais três passageiras ficaram feridos.

No entanto, Elielson não resistiu aos ferimentos e morreu às 11h50 deste sábado na Santa Casa de Campo Grande. Ele não estará vivo para ver o filho se formar na Faculdade de Direito. “Ele estava vivendo um momento muito bom, realizando o sonho de ver o filho cursando Direito”, contou a tia, a dona de casa Leonete Rodrigues, 52 anos. Ele tinha comprado uma motocicleta de presente para o jovem de 19 anos.

Outro sonho do segurança era dar uma festa de 14 anos para filha adolescente em fevereiro de 2014. Ele vinha economizando para garantir uma grande comemoração à menina, de acordo com Leonete.

No entanto, os sonhos foram interrompidas porque a Lei Seca, que proíbe a direção de veículos após a ingestão de bebidas não foi cumprida. “Ele tinha seus defeitos, porque ninguém é perfeito, mas me levava para passear desde pequena e vivia para a família”, contou a sobrinha, a balconista Stella Rodrigues Cabral, 27.

Mesmo tomada pela comoção, tristeza e revolta, a família doou as córneas do ciclista.

 

Bicicleta também ficou totalmente destruída: percurso era feito há 15 anos (Foto: Marcos Ermínio)                                               (Foto: Marcos Ermínio)

“Nunca deu trabalho”, contou o pai, o comerciante Luiz Mário dos Santos, 64. “Eu queria que o meu filho me enterrasse, não eu enterrasse ele”, falou ele, aos prantos. Elielson é o mais velho dos três filhos. Apesar da distância, segundo Santos, ele costumava visitá-lo todos os dias, fazendo o percurso entre a Vila Carvalho, onde residia, e a residência do pai, no Bairro Colibri, na saída para São Paulo.

De acordo com o administrador do Condomínio Golden Gate, Estener Carvalho, 41, durante 16 anos de serviço no local, Elielson nunca faltou nem cometeu algo que desabonasse a conduta, marcada pela seriedade e dedicação. “Tinha todas as virtudes de um profissional”, destacou Carvalho.

A tia ainda conta que, há 10 anos, teve o apoio do segurança após a separação. Ele dividiu um lote no Bairro Dom Antônio Barbosa para ela morar com as duas filhas.

O corpo de Elielson Amorim dos Santos será sepultado às 14h no Cemitério Santo Amaro. O velório acontece na Pax localizada na Rua Carlos Drumon, no Conjunto Aero Rancho, na saída para Sidrolândia.

O motorista do Fiorino tinha ingerido bebida alcoólica e estava com 0,18mg/l, conforme o teste do bafômetro. Ele será indiciado por homicídio culposo e dirigir sob influência de bebida alcoólica.

Edivaldo Bitencourt e Graziela Rezende

Fonte=Campo Grande News

Foragido da Justiça é preso após perseguição pelas ruas de Brasiléia

Mandado de prisão em desfavor de Railson já perdurava desde o mês de julho passado 

Railson tem várias passagens pela justiça acreana e estava em liberdade condicional – Foto: Alexandre Lima

Railson tem várias passagens pela justiça acreana e estava em liberdade condicional – Foto: Alexandre Lima

Uma perseguição pelas ruas e quintais do Bairro José Moreira localizado na cidade de Brasiléia, resultou na prisão do jovem Railson Ribeiro dos Santos (24), que tinha em seu desfavor, um mandado de prisão em aberto desde o mês de Julho passado.

Railson já é velho conhecido da justiça acreana. Desde quando era menor de idade, vem se envolvendo com prática ilícitas que vão desde furtos, até assaltos a mão armada e comércio ilegal de munição restrita.

O mesmo se vangloria de ter participado de um assalto frustrado na cidade de Sena Madureira no ano de 2009, quando na companhia de outros meliantes, chegou a fazer reféns e resultou em horas de negociação até se entregarem.

O jovem vinha cumprindo o semiaberto pelo crime pela posse da munição restrita, onde teria que que se deslocar uma vez por mês até a Capital para se apresentar à autoridades, mas resolver que não deveria voltar e viver na clandestinidade pela fronteira.

Após esses meses foragido e com a ordem de prisão, o mesmo foi cercado num bar localizado no Bairro José Moreira por homens do Grupo de Intervenção Rápida e Ostensiva – GIRO, que tentou fugir do cerco.

A perseguição aconteceu após algumas correr por algumas quadras, pulando cercas e quintais, até ser parado dentro de um matagal numa poça de lama. Railson foi lavado para a delegacia de Brasiléia onde será ouvido pelo delegado e depois ser transferido para o presídio na Capital e cumprir o restante de sua pena.

Fonte=oaltoacre

IMG_7249

Exclusivo: Brasileiro e extorquido por policia na Bolívia

Brasileiro foi extorquido na bolivia por policiais 

Por Helizardo Guerra

bolivia

Brasileiro passa por constrangimento na fronteira de Brasiléia com a Bolívia, desta vez a vitima foi o Senhor Valdinaldo da Silva Castro Filho Brasileiro residente a Rua: Francisco Alves de Moraes, bairro Samauma/ Brasiléia, foi registrado no 10º Batalhão da Policia Militar de Brasiléia um B.O, segundo a vitima no dia 26 de Dezembro de 2013 foi até a cidade de Cobija fazer compras, pilotando uma motocicleta de procedência Boliviana e placa Boliviana e, ao retornar para Brasiléia, ao chegar ao sinal de ponte Wilson Pinheiro, ainda território Boliviano, foi parado por cerca de três policiais Bolivianos, dois com farda preta e outro com uma cor que declara não conhecer exatamente mais eram policiais, os mesmos policiais Bolivianos solicitaram a documentação da vitima mas, ao verificarem a documentação pediram a autorização do mesmo para pilotar o veiculo Boliviano; que o declarante não conhecia tal documento, pois sempre pilotou motos em Cobija e no Brasil também sem a necessidade de tal documento. Porém os policiais Bolivianos insistiram na necessidade do documento, caso contrário disseram que era necessário que Valdinaldo pagasse uma multa, caso não pagasse iria ser levado ao escritório de transito e que lá iria pagar cerca de 300 Bolivianos e que poderia ser pior, já insinuando que seria melhor pagar e negociar ali mesmo Valdinaldo achou melhor tirar o único dinheiro que tinha R$: 20,00 vinte reais e oferecer aos policiais, mas os policiais queriam mais dinheiro e a vitima de extorsão não tinha mais. Mesmo sendo “pouco” receberam o dinheiro e liberaram alegando que desta vez iam liberá-lo, mas da próxima iriam levá-lo ao setor de transito de Cobija.

O jovem que mora na região de fronteira esta preocupado agora com a denuncia, o que eu posso fazer será que vai ficar por isso mesmo. Espero que as autoridades tomem uma providencia neste caso para não acontecer com outros brasileiros e ficar por isso mesmo desabafou o Valdinaldo.

FONTE= De Frente Com A Notícia