Suspeito de matar estudante com tiro na cabeça é preso em Rio Branco

Mateus Pinheiro é suspeito da morte de Dayane Kédila em setembro de 2017 em Capixaba. Ação prendeu ainda um suspeito de praticar assaltos na estrada do aeroporto de Rio Branco.

Seis pessoas foram presas em uma ação da Polícia Civil do Acre em Rio Branco. Entre elas está o suspeito de matar a estudante de administração Dayane Kédila da Silva, em Capixaba, interior do Acre. A vítima teve a casa invadida e morta com dois tiros, sendo um deles na cabeça, em setembro de 2017.

Na época, a mãe da vítima presenciou tudo. Os presos foram apresentados na manhã desta sexta-feira (17) na Divisão de Investigação Criminal (DIC).

Mateus Pinheiro seria o homem encapuzado que invadiu a casa e atirou na estudante e na mãe dela. Vaquiria Roque, de 49 anos, ficou vários dias internada no Hospital de Urgência e Emergência de Rio Branco (Huerb).

“Fomos dar cumprimento ao mandado de prisão contra o Mateus na manhã desta quinta (16). No local onde foi realizada a prisão, havia mais três pessoas e foi constatado o tráfico de drogas no local e que são integrantes de organização criminosa”, explicou o delegado Sérgio Lopes, coordenador da Delegacia de Combate a Roubos e Extorsões (Decore).

O delegado responsável pelas investigações, Marcos Cabral, confirmou que Pinheiro é o principal suspeito de matar a estudante. Ele disse que já foi informada da prisão e deve ouvir o rapaz em depoimento para saber a motivação do crime.

Pinheiro foi preso com Ericks da Silva, Jhonatas da Costa e Wagner Feitosa por tráfico de drogas, associação ao tráfico e organização criminosa, no bairro Cadeia Velha. Além do homicídio de Capixaba, Pinheiro é investigado por outras duas mortes ocorridas em Rio Branco.

Assaltos na estrada do aeroporto

Em outra ação da Decore, a polícia prendeu Jefferson Gomes, que, segundo as investigações, faz parte de uma quadrilha que pratica assaltos na estrada do aeroporto. No mês de julho, o Batalhão de Operações Especiais (Bope) prendeu um jovem de 19 anos e apreendeu um adolescente de 16 anos pelos crimes.

Nesta sexta (17), a Polícia Civil falou que apenas o adolescente e Gomes foram reconhecidos pelas vítimas. Uma reportagem da Rede Amazônica Acre conversou com as vítimas dos assaltos em uma reportagem.

“Já é o segundo indivíduo que prendemos referente aos roubos ali do Custódio Freire. Acreditamos que além desse procedimento que gerou a prisão dele, tenha participação em outros roubos na cidade”, explicou o delegado Sérgio Lopes, coordenador da Delegacia de Combate a Roubos e Extorsões (Decore).

Uma sexta pessoa foi presa por roubos praticados na região do Segundo Distrito. Segundo a polícia, Luíz Alberto fazia programas na Chico Mendes e roubava os pertences dos clientes.

“O Alberto tinha um mandado de prisão em desfavor dele porque faz programa e tinha relatos de vítimas, não podemos afirmar se era antes ou depois do programa, mas que foram roubadas mediante violência”, destacou.

Dayane Kédila da Silva, de 29 anos, morreu no dia 7 de setembro do ano passado em Capixaba / Foto abaixo.

Polícia cumpre mais de 50 mandados e prende 26 pessoas durante operação

Ações fazem parte da segunda fase da ‘Operação Ilha Grande’. Mandados foram cumpridos em quatro bairros da cidade.

Dando continuidade a operação Ilha Grande, a Polícia Civil cumpre 52 mandados na segunda fase da ação em Cruzeiro do Sul. São 52 mandados, sendo 17 de busca e apreensão e 35 de prisão. O objetivo é prender membros das organizações criminosas que atuam na cidade.

A primeira fase da operação foi em julho deste ano e prendeu 105 pessoas, além de 300 gramas de cocaína e duas armas de fogo. Ao todo, 50 policiais participam desta segunda fase, que se estende até sábado (18).

“Já estamos com 26 prisões. Algumas a gente cumpriu no presídio, que impedem que eles saiam e se reorganizem para voltar a cometer crimes. Vamos continuar até o final da tarde para cumprir todos os mandados judiciais e, se tiver algum desdobramento, a gente continua amanhã [sábado,18]”, informou o delegado Lindomar Ventura.

Além dos três delegados que atuam em Cruzeiro do Sul, a operação conta ainda com o apoio do delegado Roberth Alencar, da coordenação de Recursos Humanos de Rio Branco, e com agentes de Polícia Civil dos municípios de Tarauacá, Feijó, Sena Madureira e da capital do estado.

“Nós deflagramos essa segunda fase para demonstrar que a Polícia Civil não vai prender muitos criminosos apenas por questão de estatísticas. Só para se ter uma ideia, a população carcerária de Cruzeiro do Sul aumentou 20% com a primeira fase da operação Ilha Grande. O objetivo é controlar os índices de violência em Cruzeiro do Sul”, enfatizou.

Os mandados judicias foram executados nos bairros Lagoa, Telégrafo, Alumínio e Miritizal. Durante a prisão de um dos suspeitos, na Lagoa, houve troca de tiros, sem nenhum ferido. Dos 26 conduzidos à delegacia todos são homens e maiores e maiores de idade. Seis deles foram presos em flagrante por porte de arma e tráfico de drogas.

As investigações para as prisões dos suspeitos duraram mais de sete meses. De acordo com a Secretaria de Polícia Civil, outras ações estão sendo programadas para os próximos meses. A operação foi denominada “Ilha Grande” em referência a extensão geográfica do Vale do Juruá.

Por Mazinho Rogério, G1 Acre

Polícia Militar apreende duas armas de fogo em Epitaciolândia

Policiais militares que atuam em Epitaciolândia apreenderam duas armas de fogo na zona rural do município.

Os policiais conseguiram apreender as armas de fogo após a vítima relatar que teve um gado de sua propriedade abatido pelos agentes. A vítima procurou a guarnição e indicou onde moravam os suspeitos.

Com base nas informações os policiais foram a residência dos envolvidos e encontrou na casa de um deles dois rifles, sendo um cal. 22 e outro cal. 38, além de aproximadamente 30 quilos de carne bovina. Após a constatação dos fatos os envolvidos relataram como realizaram o fato.

A guarnição encaminhou os indivíduos, juntamente com os armamentos e a carne apreendida à delegacia local para que fossem tomadas as medidas cabíveis ao fato.

Sete são presos suspeitos de matar jovem em bairro de Rio Branco

Rapaz foi morto no bairro Bahia Nova com ao menos sete tiros. Suspeitos foram presos na região do Segundo Distrito de Rio Branco.

Sete pessoas foram levadas para a delegacia suspeitas de matar Waldiney Braga de Aguiar com ao menos sete tiros na Rua Santa Rita, bairro Bahia Nova, em Rio Branco, na noite desta terça-feira (14).

Entre os envolvidos estão três adolescentes, duas mulheres e dois homens. O grupo trocou tiros com a polícia na fuga na região do Segundo Distrito da capital acreana.

A Delegacia de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP) informou que a vítima andava de bicicleta quando foi assassinada. Segundo a polícia, um dos suspeitos disparou duas vezes em Aguiar de dentro do carro. Logo após, uma segunda pessoa desceu do veículo e disparou outras vezes contra ele.

“Segundo o que foi apurado inicialmente, eles procuravam uma vítima, foram em um bairro em que há maior domínio da facção rival e escolheram a vítima”, explicou o coordenador da DHPP, delegado Rêmulo Diniz.

Vítima pode ter sido escolhida aleatoriamente
Diniz falou também que, possivelmente, Aguiar foi morto inocentemente. Ele diz que o grupo pode ter escolhido a vítima aleatoriamente e decido matar apenas por morar em um bairro dominado pela facção rival. “Estamos levantando ainda a vida pregressa da vítima”, acrescentou.

Ainda segundo a polícia, o grupo estava em um carro roubado e com duas armas. Após matar a vítima, os suspeitos fugiram para o Segundo Distrito da capital acreana, onde foi localizado pela Polícia Militar do Acre (PM-AC).

“Instantes após ser notificada, a DHPP iniciou as investigações e conseguiu identificar a placa do carro utilizado no crime. Foi difundido pelas redes sociais e em grupos fechados e tivemos a ajuda do empenho e o trabalho corajoso do 2º Batalhão da polícia que conseguiu interceptar esse veículo e prender as pessoas”, destacou.

O coordenador acrescentou que o grupo confessou o crime. Os suspeitos foram levados para a Delegacia Especializada Proteção à Criança e ao Adolescente (Depca).

“Aprenderam duas armas logo após entrar em confronto com esses indivíduos no local. Todos foram flagranteados na Delegacia do Menor, já que há menores envolvidos no crime, confessaram o homicídio e estão sendo conduzidos logo mais para a audiência de custódia”, concluiu.

Por Aline Nascimento, G1 Acre

Trio é preso em Rio Branco suspeito de roubar e vender veículos na Bolívia

Suspeitos fazem parte de uma quadrilha, que tinha como líder homem procurado pela Interpol. Prisão em Rio Branco ocorreu na terça nos bairros Belo Jardim e Recanto dos Buritis.

Três pessoas foram presas em Rio Branco por roubo de carros e organização criminosa. Segundo a Polícia Civil, o trio faz parte de uma quadrilha que vendia os veículos na Bolívia.

Ao todo, eram investigados seis pessoas, sendo que duas foram presas por outros crimes e estão no Complexo Prisional Francisco d’Oliveira Conde (FOC), e o chefe do grupo foi detido em Rondônia (RO).

Ainda segundo a polícia, Pedro dos Santos, conhecido como P.J, era líder da organização e tinha um mandado de prisão expedido pela Interpol. Ele era procurado por ajudar no roubo de armas de uma delegacia da Bolívia. Santos está preso na cidade de Costa Marques, no estado rondoniense.

Calebe Silva de Freitas, Jonas Bonfim da Silva e Paulo Antônio Barbosa da Silva estavam escondidos nos bairros Belo Jardim e Recanto dos Buritis, na capital acreana. Segundo o delegado Marcos Cabral, responsável pelo caso, as investigações iniciaram após o roubo de uma caminhonete na zona rural de Senador Guiomard, interior do Acre.

“Constatamos a participação desses elementos que roubavam os veículos em ramais e levavam para a Bolívia. Lá pegam parte em dinheiro, outra parte em drogas ou até mesmo armamento”, falou.

Ainda segundo a polícia, os envolvidos identificados no esquema que estão no FOC foram presos por roubo e homicídios. Cabral falou que P.J. se apresentava como estudante de medicina para despitar a polícia. Ele foi detido em uma ação da polícia no início da semana.

“O indivíduo preso em Rondônia é um dos líderes para fazer as transações dos trâmites, se apresentava como estudante de medicina, mas, na verdade, praticavam esses crimes com os criminosos”, destacou.

Por Aline Nascimento, G1  Acre

Acidente envolvendo três veículos deixa vítima fatal na Via Verde

Homem morre e passageiros ficam presos às ferragens em acidente entre carro e moto em rodovia de Rio Branco. Acidente ocorreu na Via Verde. 

O acidente envolvendo um veículo, um ônibus e uma motocicleta aconteceu na tarde desta quarta-feira (15), nas proximidades da terceira ponte região da Via Verde, em Rio Branco. O motociclista, Wandre do Nascimento Afonso morreu no local e outras três pessoas ficaram feridas.

De acordo com o informado por testemunhas à polícia, o veículo teria tentado realizar uma ultrapassagem pela lateral direita onde passava um ônibus e ao retornar pra pista acabou colidindo a traseira na frente do coletivo. O veículo acabou perdendo a direção e acertando o motociclista que seguia na direção oposta.

Uma unidade do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), foi acionada, mas só puderam atestar o óbito do motociclista. Outros dois homens e uma mulher ficaram feridos e foram encaminhados ao Pronto Socorro. Uma equipe do Corpo de Bombeiros foi necessária para retirar dias dessas vítimas que ficou presa às ferragens do veículo.

O local ficou isolado pela Polícia Rodoviária Federal (PRF), até a chegada do Instituto Médico Legal (IML).

3 de Julho Entrevistas 12ª Edição

Veja nesta edição a entrevista com o Vice-presidente da Câmara de Brasileia, Rozevete Honorato ele que vai contar um pouco da sua carreira política e também falará da sua experiência como vereador de primeiro mandato.

3 de Julho Entrevistas 12ª Edição

Nesta entrevista o vereador Edu Queiroz falou da sua trajetória  política, inclusive dos seus três mandatos seguidos em legislaturas anteriores, assista!!!!

Após troca de tiros, PM prende sete pessoas e apreende duas armas de fogo

Após troca de tiros, Polícia Militar prende sete pessoas e apreende duas armas de fogo. Madrugada agitada na região do Segundo Distrito.

Após PM visualizar ocupantes dentro de um veículo Nissan Versa branco em atitude suspeita em frente ao Posto Correntão, indo na direção centro/bairro na BR 364. Ao se aproximarem para fazer a abordagem, o motorista do veículo saiu em fuga.

Os militares fizeram o acompanhamento e, ao perceber que não conseguiram fugir, os infratores efetuaram disparos contra os policiais que estavam na viatura, já no interior do bairro Rosa Linda.

Ao ouvir o primeiro disparo os policiais revidaram, porém os autores continuaram atirando e só pararam quando foram atingidos.

Dentro do carro estavam sete pessoas, e com os eles foram encontrados dois revólveres calibre .38 com várias cápsulas deflagradas. Quatro indivíduos foram atingidos sem gravidade e levados para o pronto socorro da capital pelo SAMU.

Informações colhidas pelos policiais durante a apresentação da ocorrência dão conta de que o mesmo veículo teria sido usado no cometimento de um homicídio na baixada da sobral, no dia anterior.

Polícia prende três jovens autores de roubo no conjunto Universitário

Após acompanhamento policial, PM prende autores de roubo e recupera os bens subtraídos das vítimas no conjunto Universitário.

Durante um patrulhamento de rotina, militares do Quarto Batalhão (4 BPM) frustraram um roubo a um estabelecimento comercial nessa terça-feira, 14, na avenida Maria José de Oliveira, no conjunto Universitário.

A intervenção policial, que culminou na prisão de três envolvidos no delito, juntamente com a apreensão de três armas de fogo, além dos objetos subtraídos das vítimas, ocorreu após a realização de um acompanhamento aos criminosos que tentaram se evadir após o crime.

A guarnição, ao patrulhar as ruas do conjunto, deparou-se com populares que apontaram na direção de um Honda Civic, de cor cinza, pedindo aos policiais que o abordassem pois seus ocupantes teriam acabado de realizar um roubo.

Os militares, de imediato, iniciaram um acompanhamento que findou na abordagem do veículo e prisão dos agentes que portavam, além dos pertences das vítimas, uma pistola e duas escopetas, supostamente utilizadas na ação delituosa.

Os autores, e os objetos envolvidos na ocorrência, foram encaminhados para delegacia da Polícia Civil onde serão tomadas mais providências.

Jovem é preso com quase três quilos de droga no Segundo Distrito da Capital

Após denúncias, PM apreende cerca de três quilos de maconha no Segundo Distrito de Rio Branco.

Uma denúncia anônima mobilizou os militares do Segundo Batalhão (2BPM) a prenderem um indivíduo, em flagrante, comercializando entorpecentes na rua Céu Azul, bairro Rosa Linda.

A ação policial ocorreu nessa terça-feira, 14, após os policiais serem informados sobre a ocorrência do crime.

Segundo o denunciante, um agente chamado Edson estaria guardando em depósito, determinada quantia de droga, bem como realizando a venda desses entorpecentes, aparentemente maconha, em via pública.

A guarnição, quando chegaram ao local, visualizaram o indivíduo que, ao perceber a aproximação dos militares, demonstrou-se bastante nervoso.

Após a abordagem policial e posterior revista, foi encontrado entre os tijolos da residência de onde estava o envolvido, seis pacotes de substância aparentemente maconha, que totalizaram 2,987 Kg.

O meliante e os entorpecentes foram encaminhados para a Delegacia da Polícia Civil, onde serão tomadas mais providências.

Proprietário de casa de carne em Brasileia é preso com 15kg de cocaína na capital

Empresário possui casas de carne e supermercados em três municípios do estado, Brasileia, Assis Brasil e Sena Madureira.

A Polícia Civil apreendeu cerca de 15kg de produto entorpecente, aparentando ser cocaína e uma quantia em dinheiro na região da Baixada da Sobral, na tarde de segunda-feira (13) e duas pessoas foram presas, entre elas um empresário do ramo alimentício atuante em três cidades do estado.

A ação se deu após um trabalho de investigação feito pela equipe do Departamento de Repressão ao ao Entorpecente (DRE) após receberam denúncias anônima de que o empresário Francinaldo Gonçalves Marias, de 36 anos, vulgo “Paraíba”, estaria realizando a prática de tráfico de drogas.

“O suspeito é comerciante possui casas de carne e supermercados em três municípios do estado, Brasileia, Assis Brasil e Sena Madureira. Ontem conseguimos interceptar a dupla tanto o Paraíba como o comparsa dele o Odair da Silva Lima em dois carros.

Eles tinham escondido aproximadamente 15kg de cocaína pura dentro da carroceria dos veículos e iriam. distribuir aqui pelas bocas de fumo de Rio Branco” disse o delegado responsável pelas prisões, Pedro Resende.

Por Alexandre Lima / oaltoacre