Foragido da Justiça e mulher investigada por assalto são presos na capital

Prisões ocorreram na manhã desta quarta-feira (21) nos bairros Jorge Lavocat e Conjunto Carandá. Dupla também é investigada por tráfico e roubos.

Após investigações, a Polícia Civil prendeu duas pessoas durante uma ação na manhã desta quarta-feira (21), em Rio Branco. Francisco Ferreira da Conceição, de 43 anos, conhecido como Ferreirinha, estava foragido do sistema prisional e foi preso por quebra de benefício, no Conjunto Carandá.

Ainda durante a ação, Jaqueline Correia Lima, de 25 anos, foi presa acusada de participação em roubos e assaltos. A prisão dela ocorreu no bairro Jorge Lavocat. Jaqueline já tinha um mandado de prisão em aberto contra ela e deve ser encaminhada para o presídio.

O delegado Odilon Neto, da Delegacia de Combate a Roubos e Extorsões (Decore), disse acreditar que Jaqueline tenha cometido vários crimes e pede que caso alguma vítima a reconheça procure a polícia para denunciar o caso.

“Além do roubo, o Conceição também é investigado por tráfico, mas nada comprovado ainda. Vamos continuar com essas ações para retirar essas pessoas de circulação e evitar essa quantidade de roubos que ocorre na nossa capital”, finalizou.

Por Quésia Melo, G1 Acre

Polícia ainda investiga sumiço de 40 quilos de droga de delegacia no Acre

Droga sumiu em agosto de 2015 e havia sido apreendida em ações na BR-364. Entorpecente estava guardado dentro de uma das salas da Delegacia Geral de Cruzeiro do Sul.

Dois anos e meio após 40 quilos de droga sumirem de dentro da Delegacia Geral de Cruzeiro do Sul, em agosto de 2015, a polícia ainda investiga quem pode ter levado o entorpecente de dentro da unidade policial.

A droga havia sido apreendida em ações da polícia na BR-364 e estava guardada em uma das salas da delegacia.

O corregedor da Polícia Civil, delegado Alex Cavalcante, informou que as investigações continuam, mas que as circunstâncias de como a droga sumiu da delegacia ainda estão sendo investigadas. Ele disse ainda que requisitou o inquérito para análise.

“O inquérito estava na responsabilidade dos delegados de Cruzeiro do Sul e, recentemente, requisitei para analisar e verificar em que pé está o andamento da investigação e ver quais as próximas deliberações a serem tomadas. A investigação estava tramitando em Cruzeiro, agora vamos ver as diligências ainda restantes”, explicou.

O corregedor disse que o caso ainda não tem prazo para ser esclarecido. Ele afirmou ainda que, até o momento, não há nenhuma novidade.

“Quando assumi a Corregedoria, requisitei este inquérito para ver como está. Não temos um prazo, as investigações vão seguir de acordo como manda a lei para tomarmos as providências”, acrescentou.

Em 2016, o Ministério Público do Acre (MP-AC) entrou com um pedido para que um novo delegado fosse designado para comandar as investigações. Na época, o então corregedor, Josemar Portes, que era também o delegado responsável pelo caso na época do desaparecimento, disse ao G1 que o pedido ainda não havia chegado na Corregedoria.

Por Adelcimar Carvalho, Do G1 Acre

Comissão pede que MPF-AC apure injúria racial contra Gleici, do BBB 18

Grupos sociais querem a quebra de sigilo telemático para descobrir de onde partiu o ataque. Documento foi entregue na Promotoria Regional dos Direitos do Cidadão e deve ser analisado.

Uma comissão pediu que o Ministério Público do Acre (MP-AC) e o Ministério Público Federal (MPF-AC) apurem o crime de injúria racial contra a acreana Gleici Damasceno que está confinada na casa do Big Brother Brasil.

Os grupos de movimentos sociais decidiram procurar os órgãos competentes após Gleici ser chamada de “macaca acreana” em um perfil criado no twitter. O MPF-AC informou que a representação foi entregue na terça-feira (20) na Promotoria Regional dos Direitos do Cidadão e o caso deve ser analisado.

O documento foi assinado por representantes da Secretaria de Justiça e Direitos Humanos (Sejudh), Secretaria Adjunta de Políticas de Promoção da Igualdade Racial (Seadpir) e Departamento de Promoção de Igualdade Racial (Dpir).

“Desde que a Gleici entrou no BBB ela vem sofrendo. A gente percebe que ela sofre alguns ataques de racismo e menosprezo tanto na casa como fora e nas redes sociais. Ela foi chamada de ‘macaca’ e há ainda internamente os comentários de ‘será que o Acre existe’ que destrói a autoestima das pessoas e o direito humano dela está sendo violado”, afirma Elza Lopes, secretária de Promoção de Igualdade Racial de Rio Branco.

Elza destaca que Gleici é presidente do Conselho Estadual de Promoção da Igualdade Racial e integrante do movimento negro. A secretária explica que o MPF-AC deve ingressar com um pedido da quebra do sigilo telemático de dados para descobrir de quais computadores saíram as ofensas contra a acreana.

Do G1 Acre

Prefeito Marcus Alexandre aparece à frente de Gladson Cameli em pesquisa para o governo do Acre

A primeira pesquisa eleitoral de 2018 traz também resultado da disputa para o Senado da República.

A disputa para saber quem será o próximo governador do Acre será acirrada se depender do resultado da última pesquisa para governador do Acre. 

Realizada pelo Instituto Haverroth (IHPEC) e divulgada nesta quarta-feira (21), a pesquisa aponta o atual prefeito de Rio Branco, Marcus Alexandre (PT), com 39,6%% dos votos válidos, seguido de Gladson Cameli (PP) com 38,1% Gladson Cameli. O coronel Ulysses Araújo aparece em terceiro lugar com 10,9% dos votos e por último aparece o jovem Lira Xapuri (PRTB), que teria 1,8%. Indecisos e os que não souberam responder somam 9,7%.

Os dados divulgados são apenas dos 500 eleitores entrevistados na capital do Acre, Rio Branco. A pesquisa também foi realizada em mais 8 municípios do Acre que, somados, representam cerca de 80% da população do estado. O resultado da pesquisa completa será divulgado em breve pelo instituto.

O embate promete ser mais acirrado pelas duas cadeiras de senador.

Na pesquisa estimulada quando é colocado o nome de Marcio Bittar (MDB), os três primeiros estão empatados tecnicamente. Sérgio Petecão, do PSD, teria 23,7%; Jorge Viana, do PT, aparece com 21,1%; enquanto Márcio Bittar vem logo atrás com 20,2%. O deputado estadual Ney Amorim é o quatro com 13%. Minoro Kimpara ocupa a quinta colocação com 8,9%. Não souberam responder 13%.

Quando o nome da jornalista Mara Rocha (PSDB) é colocado no lugar de Marcio Bittar, o quadro sofre uma ligeira alteração. O senador Sérgio Petecão, que disputa a reeleição permanece na ponta com 22,8% e Jorge Viana mantém a segunda colocação com 21,3%. A surpresa fica por conta de Mara Rocha, com 20,1% dos votos válidos. Ney Amorim vem logo atrás com 14,4%. O reitor da Ufac, Minoro Kimpara tem 9,4%. Não souberam responder 12,1%.

Dados técnicos da pesquisa

Pesquisa registrada sob o número AC-02237/2018, no dia 15/02/2018, com autorização para divulgação dia 21/02/2018 (cinco dias). A pesquisa teve início no dia 09/02/2018 e se estendeu até o dia 20/02/2018, para os cargos de Governador e Senador. Foram entrevistados 1960 eleitores e o intervalo de confiança 95% e margem de erro 2,5%. Foi realizado pelo Instituto Haverroth (IHPEC), uma empresa do Grupo Comunicare (Conre1 044), por conta própria, ou seja, não houve contratante.

Fonte: ac24horas

Senador Gladson viaja para Tóquio de primeira classe e torra quase R$ 50 mil de dinheiro público

O senador Gladson Cameli não gosta de viajar de classe econômica ou executiva. Não há problema nenhum em se imaginar VIP ou viajar de primeira classe como tal.

O senador Gladson Cameli (PP) prefere viajar de primeira classe. Quando viaja ao exterior em missão pelo Senado Federal, é essa a sua escolha. Afinal, na primeira classe é sempre mais confortável e o tratamento dado aos passageiros é sempre VIP. VIP, para quem não entende o que significa, é um adjetivo que se dá a indivíduo de grande prestígio ou poder.

O problema é quando o dinheiro que custeia esse luxo é o dinheiro público. E foi justamente com esse recurso que Gladson Cameli custeou a viagem que fez ao Japão, mais precisamente, Tóquio, em 2015, quando foi participar da Conferência Mundial de Jovens Parlamentares.

Uma viagem para alguém que não seja VIP, ou seja, um cidadão comum, uma viagem para Tóquio com partida de Brasília custa R$ 4.920. Já a de primeira classe, o modelo escolhido por Gladson, custa R$ 48 mil, ida e volta.

O leitor pode estar assustado com o valor e com as preferências do parlamentar acreano da mais alta corte legislativa. Mas não foi apenas esse o grande gasto com viagens internacionais feito por Gladson Cameli.

Em outubro de 2015, o senador acreano viajou para a República Tcheca, no leste europeu. Sua passagem, provavelmente, também de primeira classe, custou R$ 57 mil (valores atualizados). Uma pesquisa rápida nos sites de agências de viagens mostra que uma passagem como essa, ida e volta, não sai por mais que R$ 10 mil, ida e volta.

Em recente pesquisa produzida pelo jornal Gazeta do Povo, de Curitiba/PR, que aponta os gastos dos parlamentares brasileiros com viagens, essa passagem de Gladson para a República Tcheca surge como a mais cara registrada entre todos os pesquisados.

A matéria da Gazeta do Povo lista o senador acreano como o campeão de viagens ao exterior com o dinheiro público, título que nenhum eleitor gostaria de ver um parlamentar de seu Estado ostentar.

É bom lembrar que Gladson Cameli é candidato ao governo do Acre nas próximas eleições.

Fonte: página20.net

Não a liberdade do Guru: Justiça nega pedido de liberdade provisória a ex-prefeito de Brasiléia Aldemir Lopes

Processo complexo envolve a prática de diversos crimes e possui mais de 5 mil páginas, com 16 réus e aproximadamente 50 testemunhas.

O Juízo da Vara Criminal da Comarca de Brasiléia indeferiu o pedido de liberdade provisória apresentado no Processo n° 0500257-62.2017.8.01.0003 (apensado ao Processo 0700992-14.2017.8.01.0003) em favor de Aldemir Lopes da Silva. A decisão foi publicada na edição n° 6.062 do Diário da Justiça Eletrônico (fl. 99), dessa terça-feira (20).

No entendimento do juiz de Direito Clóvis Lodi, titular da unidade judiciária, continuam presentes os requisitos para a continuidade da prisão preventiva do réu, que foi decretada em 13 de setembro 2017.

A defesa alegou excesso de prazo no caso em apreço. O magistrado asseverou que se trata de um processo extremamente complexo com 5.153 mil páginas, com 16 réus e aproximadamente 50 testemunhas. Atualmente, aguarda-se somente a apresentação da resposta à acusação do réu Everaldo Gomes Pereira da Silva.

Entenda o caso

A denúncia imputou ao requerente e outros acusados a prática do crime de fraude em licitação, peculato, corrupção passiva, organização criminosa, consistente em causar dano aos cofres públicos e satisfazer interesses particulares com a obtenção de lucro fácil.

Consta no relatório policial e exordial que o político teria alterado e assumido o controle das ações ímprobas e procedido com a alteração do esquema de corrupção, cancelando o “mensalinho” e instituindo o que se chamou de “folhinha”.

O repasse mensal de propina era realizado pela empresa Souza e Silva e supostamente é oriundo de corrupção. A distribuição de valores era destinada aos aliados políticos. Desta forma, o juiz de Direito assinalou que as evidências produzidas até o presente momento demonstram a participação concreta de Aldemir Lopes da Silva na organização criminosa.

“A gravidade em concreto dos fatos, corroborando com o fato de que era o líder em conluio com o prefeito Everaldo, responsável pelo rateio entre os membros da organização criminosa demonstra que a manutenção da prisão preventiva é medida que se faz necessária para a garantia da ordem pública e da instrução criminal”, concluiu Clóvis Lodi.

Por tjac.jus

Homens são mortos com tiros na cabeça enquanto jogavam sinuca em Rio Branco

Os criminosos chegaram em um veículo e renderam as vítimas efetuando disparos diretamente na região da cabeça e nuca.

O crime aconteceu em uma espécie de bar onde as vítimas jogavam sinuca situado na Travessa Paulista, região do bairro Recanto dos Buritis, Segundo Distrito de Rio Branco.

Os criminosos chegaram em um veículo e renderam as vítimas efetuando disparos diretamente na região da cabeça e nuca. Um dos mortos foi identificado no local como Paulo Henrique o outro ainda segue sem identificação.

O local foi isolado pela Polícia até a chegada do Instituto Médico Legal (IML) e após os procedimentos periciais os corpos foram encaminhados a base. O caso deverá ser investigado pela Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

Fonte: contilnet

CEL abre inscrições de curso nos EUA para professores de inglês

O DAÍ é o programa que, em inglês, é o Fulbright Distinguished Awards in Teaching Program for International Teachers, o antigo ILEP.

Por Stalin Melo

A Secretaria de Educação e Esporte (SEE), por meio do Centro de Estudo de Línguas (CEL), está com inscrições abertas para o DAÍ, um programa de aperfeiçoamento do Departamento de Estado dos Estados Unidos para professores de inglês do ensino médio da rede pública estadual.

O curso tem duração de cinco meses e os professores selecionados terão aulas e treinamento intensivo no que diz respeito às metodologias e estratégia de ensino, planejamento, liderança e reforço na utilização de tecnologias em educação.

As inscrições para o curso terminam no dia 2 de março e os interessados recebem mais informações pelo e-mail dianaketlenya@gmail.com.

Para participar, o professor precisa estar pelo menos com 50% de sua carga horária em sala de aula; possuir, no mínimo, licenciatura ou bacharelado em inglês; possuir, pelo menos, cinco anos de experiência comprovada em sala de aula, mais dois anos de trabalho como professor de inglês, para poder compartilhar o aprendizado adquirido durante o intercâmbio nos Estados Unidos, além de fluência oral e escrita na língua inglesa.

O coordenador do CEL, professor Ramsés Reis, alerta os professores quanto ao prazo para as inscrições. “Os professores devem ficar atentos porque o programa é para quem trabalha com o ensino médio, e não é bom deixar para se inscrever na última hora.”

Leila Galvão destaca atuação do Programa Saúde Itinerante em Epitaciolândia

A deputada Leila Galvão (PT) destacou a atuação do Programa Saúde Itinerante no município de Epitaciolândia.

Mircléia Magalhães 

Os atendimentos foram realizados no último final de semana na Escola Estadual Bela Flor, onde foram oferecidas consultas com clínico geral, cardiologista, infectologista, neurologista, gastroenterologista, otorrinolaringologista, pediatra, psiquiatra e urologista.

Para a deputada, essas ações dão celeridade em exames importantes que muitas vezes os pacientes do interior demoram para ter acesso. “Conseguimos atender algumas reivindicações importantes ao longo desses três anos de mandato, e as ações do Saúde Itinerante no interior são um exemplo disso.

Nós fizemos essa interlocução com a governo e a Secretaria de Saúde do Estado e novamente fomos atendidos. Só no Alto Acre os atendimentos foram realizados duas vezes este ano, uma vez em Xapuri e agora em Epitaciolândia”, enfatizou.

A parlamentar destacou o esforço que, segundo ela, o governador Tião Viana tem feito para atender os anseios da população. “Em Epitaciolândia, mais de mil pessoas foram atendidas pelo Saúde Itinerante. Os pacientes tiveram acesso a medicamentos e exames laboratoriais.

Agradeço demais a todos os profissionais que realizaram o atendimento. Agradeço também ao governador Tião Viana pelo esforço diário para garantir a realização de ações importantes como esta. Sei que juntos podemos garantir que todos os anseios da população sejam atendidos”, finalizou.

Jesus Sérgio destaca Campanha da Fraternidade de 2018

O deputado Jesus Sérgio falou sobre a Campanha da Fraternidade, lançada pela Igreja Católica para o ano de 2018.

Por Andressa Oliveira 

Com o tema: Fraternidade e Superação da Violência, a entidade religiosa pretende levantar essa discussão entre os jovens, provocando mais tolerância.

“Nós estamos vendo a situação no Rio de Janeiro, com a intervenção do governo. No Acre, passamos por um momento crítico na segurança, e precisamos conscientizar nossos jovens quanto ao caminho que eles devem seguir.

Imaginem um irmão matando outro irmão. Na paróquia de Tarauacá nós debatemos com a juventude os males que as drogas causam na vida de uma pessoa e mostramos que a violência não é o melhor caminho para se resolver nada”, justificou.

Sobre a derrubada do veto do governo ao projeto de lei que institui o Pró-Saúde como uma autarquia, o deputado afirmou ter dado sua palavra aos trabalhadores de Tarauacá de que irá votar a favor deles.

“Dei minha palavra e irei cumpri-la. Se derrubar o veto for a melhor solução para os trabalhadores, eu votarei a favor. São pais de família que precisam do seu trabalho para prover o sustento de suas casas e não podemos ficar nesse jogo. Reafirmo que apoiarei o trabalhador”, disse.