Casal sai para namorar e desaparece sem deixar pistas em Santos, SP

Leandro Campos Do G1 Santos

um casal desapareceu após sair para namorar em Santos, no litoral de São Paulo. A família de Raphael Casado Mendes, de 18 anos, acredita que eles tenham sido sequestrados e, por isso, resolveu acionar a polícia para investigar o que aconteceu com ele e a namorada, Gabriela Teixeira, de 20 anos.

Segundo Vera Lúcia Casado, mãe de Raphael, o casal saiu de  casa por volta das 16h40 da última segunda-feira (8), dizendo que ia levar o computador de Gabriela para fazer manutenção no Centro da cidade. O último contato aconteceu às 18h do mesmo dia, quando Gabriela avisou sua mãe que estava comprando um lanche em uma lanchonete na Rua Doutor Claudio Luis da Costa, no bairro Jabaquara.

Vera conta que, em um primeiro momento, pensou que o filho e a namorada poderiam ter ido viajar, mas com o passar das horas, teve certeza de que não se tratava disso. “No início, nós achamos que eles haviam viajado para namorar, mas depois, passando as horas, nós ficamos preocupados. Ele sempre teve o costume de ligar ou mandar torpedo pelo celular, sempre nos avisava”, lembra.

Com o desaparecimento do casal, Vera resolveu pedir para sua irmã colocar em uma rede social uma foto de Raphael e Gabriela para tentar, assim, localizá-los. “Pedi para a minha irmã colocar a foto deles no facebook, para o pessoal divulgar, para tentar conseguir alguma informação”, explica.

Raphael e a namorada estão desaparecidos (Foto: Reprodução/Facebook)Raphael e a namorada estão desaparecidos (Foto:
Reprodução/Facebook)

Depois da exposição da foto do casal, uma mulher chegou a dizer, por meio da rede social, que estava com eles, mas após investigação e interrogatório, foi descoberto que era mentira. “Uma amiga da Gabriela entrou no facebook e visualizou uma menina que debochava do caso, falando que estava com eles. Eu fui até o 2º Distrito e a garota foi chamada para prestar depoimento. Ela disse que era mentira. A polícia foi até a casa dela, mas não encontrou nada”, diz Vera.

A mãe de Raphael está desesperada por não saber o que está se passando com o filho e a namorada. “Eu sinto um vazio. Não sei o que está acontecendo, se eles estão sendo maltratados. A gente vai tendo pistas, mas não sabe o que se passa. Então estamos divulgando na internet.”, desabafa.

A família suspeita que o casal tenha sido sequestrado após sair da lanchonete. “Eu acho que alguém abordou a Gabriela na lanchonete, na hora em que ela telefonava. O Raphael deve ter visto e foi tirar satisfação, reagiu, e eles foram levados”, conclui.

A Polícia investiga o que aconteceu com o casal. Imagens de câmeras de monitoramento instaladas na lanchonete podem ajudar a descobrir o que aconteceu com os jovens quando eles deixaram a lanchonete.

Pedreiro degola ex-mulher

Pedreiro degola ex-mulher

 

Um pedreiro de cerca de 40 anos confessou ter matado a ex-mulher degolada com uma faca de cozinha em Japeri, na Baixada Fluminense. O pedreiro Manuel Alves da Silva estaria inconformado com a separação. Ele tinha um filho de dois anos com a vítima, identificada como Viviane de Lima Garcia, de 28 anos.

a delegacia, o assassino admitiu ter cortado a garganta da mulher após uma discussão.

— Não dei facada. Só decepei o pescoço. Só isso.

Em entrevista à TV Record, Manuel não demonstrou arrependimento e fez planos para o futuro. Para ele, não será difícil retomar a vida normal.

— Nada mudou. Quando sair daqui, vou continuar a minha vida, trabalhando normalmente.

O crime aconteceu após a festa de aniversário de uma das filhas da mulher. Manuel esperou a ex-mulher voltar para e entrou no imóvel. Os dois começaram a discutir. Irritado, o pedreiro correu até a cozinha e pegou a faca. Segundo ele, Viviane implorou para não morrer.

— Ela pediu pra não morrer, para não fazer isso com ela. Mas era tarde.

Viviane foi encontrada com roupas íntimas na sala de casa. Para eliminar provar, o ex-marido jogou a arma do crime e as roupas dele e dela, sujas de sangue, no quintal do vizinho.

Tragédia em família

 Um acidente registrado na tarde desta quarta-feira, na Rodovia AC-10, mais conhecida como Estrada de Porto Acre vitimou os irmãos Adelfio Pereira de Souza 21 e Alderson Pereira de Souza 18, quando ambos iam resgatar o corpo do pai, que morrera no início da tarde em um derrubada.

acidente1

Jairo Carioca e Gleydison Meireles
ac24horas 

Três pessoas da mesma família morreram na tarde de hoje (10) na região de divisa entre Porto Acre-AC e o Amazonas. O primeiro acidente aconteceu na colocação Pirapora, no km 51, da estrada AC 10 – conhecida como estrada de Porto Acre -, no início da tarde. Em um desmate uma árvore caiu na cabeça Marinildo Pereira de Souza, 47. O segundo foi no final da tarde, por volta das 16h30, quando o veículo GOL – placa HVF 0065 -, que vinha sendo conduzido por Adelfino Pereira de Souza perdeu o controle e colidiu com a camionete tipo Hilux que era dirigida por Euzébio Teixeira Pereira. Os irmãos Adelfio Pereira de Souza 21 e Alderson Pereira de Souza 18, que iam buscar o corpo do pai, morreram no local do acidente. O motorista da camionete teve pequenas escoriações e foi conduzido ao Hospital de Urgência e Emergência.

De acordo informações de agentes de trânsito que atenderam a ocorrência, Adelfino e Alderson eram filhos do senhor Marinildo Pereira de Souza, que morreu vítima do acidente com uma árvore na colocação Pirapora que fica na região de Boca do Acre no Amazonas. Eles acompanhavam o veículo do Instituo Médico Legal (IML) que ia resgatar o trabalhador braçal, quando sofreram o acidente fatal.

Segundo o senhor Antônio José que passou na hora da colisão, o carro Gol conduzido por Adelfino perdeu o controle logo depois de uma ladeira, no km 22 da estrada de Porto Acre. O local tem um desnível no asfalto e não é sinalizado.

“A camionete não teve como evitar a colisão; ela já atingiu o Gol no teto, o carro já vinha se inclinando depois que perdeu o controle”, acrescentou José.

Seu José disse ainda que o impacto da colisão foi tão forte que o motor do Gol foi sacado para fora do carro. Adelfino e Alderson Pereira morreram no local e foram retirados do veículo com a ajuda de populares. O veículo do IML que ia buscar o corpo do pai das vitimas foi quem resgatou os corpos dos dois irmãos.

Euzébio Teixeira Pereira que dirigia a camionete passa bem. Os veículos foram retirados do local do acidente e a pista foi liberada.

Bocalom diz que pode deixar o partido em breve

Boca_boca

Na TV, Bocalom revela que declarações de Márcio Bittar causaram problemas no PSDB; Tucano diz que pode deixar o partido em breve

O secretário-geral do PSDB e ex-prefeito de Acrelândia, Tião Bocalom, jogou mais gasolina na nas desavenças que ele vem tendo com o presidente do PSDB no Acre, o primeiro secretário da Câmara, deputado Márcio Bittar. Na noite desta terça-feira, 9, em entrevista ao Programa Gazeta Entrevista, sob o comando do jornalista Alan Rick, o candidato derrotado nas eleições municipais do ano passado manifestou seu descontentamento com problemas internos que vem tomando conta do partido e que existe a possibilidade de ele deixar os tucanos e ir para o PSB ou DEM.

Bocalom afirmou na TV que as declarações de Márcio Bittar em recente entrevista no programa causaram problemas no ninho tucano. “Aquela entrevista criou uma situação constrangedora. Ele [Márcio Bittar] não foi tão feliz na entrevista e então criou alguns problemas internos, muita gente chateada e tal quando ele disse que dentro da oposição tinha coronelismo e dentro do meu próprio partido. E se ele diz isso, se não é ele o coronel, então sobra para o Bocalom. Mas isso a gente deixa passar, para mim não tem problema não. Eu fico tranquilo e eu tenho certeza absoluta que não sou coronel”, revelou o tucano, enfatizando que foi o responsável por abrir as portas para Bittar no PSDB.

“Quando ele veio [Marcio Bittar] para o Partido em 2009,eu era o presidente do partido, muita gente não o queria. E eu fiz questão, a pedido do PSDB nacional, que ele viesse porque eu sabia e que ele era uma grande liderança e que teria destaque como tem hoje”, relembrou Bocalom.

Ainda na entrevista, Tião Bocalom externou a sua insatisfação com o rumo que o PSDB vem tomando sob o comando de Marcio Bittar e sobre uma possível saída. “Realmente as especulações estão bastante grandes. Existe uma insatisfação minha lá dentro do partido. Isso é claro, público e notório. Coisas que vem acontecendo internamente. Na verdade, nada que você não possa contornar. A política é assim mesmo. De repente eu não tô me sentindo bem agora e numa conversa todo mundo senta, conversa, orienta, pede e acaba que as coisas se encaixam. Evidentemente que eu tenho recebido convites do PSB, do DEM, do próprio MD que gostariam, se eu deixasse o PSDB, o convite está feito, mas não tem nada certo. Poderá acontecer sim a saída do PSDB”

Perguntado se sua relação com Marcio Bittar está comprometida, Bocalom disse que os dois tem apenas “algumas diferenças”. “Essa entrevista recente aqui nos deixou muito chateados, porque a vida inteira nós aqui do PSDB, eu como representante, sempre fui muito duro contra a Frente Popular, e de repente a gente ver o nosso presidente vir aqui e dizer “não, porque o governador foi bem”. Dentro do partido mesmo, diz que essa entrevista ai pode trazer problemas na campanha. Criou um clima meio ruim. Todo mundo sabe que quando eu assumi o PSDB em 2006, foi exatamente porque o partido estava meio que balançando naquela época. O PSDB é oposição. Nós vamos continuar na linha de oposição, mas eu acho foi uma infelicidade de nosso presidente quando ele deu essa entrevista aqui. Ele já repensou melhor. A gente é a verdadeira oposição. A gente não tem acordo com a Frente Popular, alfinetou.

Sobre seu seu futuro político, Tião Bocalom destacou que nada está definido ainda, mas a sua posição como candidato a deputado federal pode mudar numa eventual saída do diretório Tucano. “Evidentemente que o nosso nome está colocado para deputado federal , mas eu sempre digo uma coisa: eu sou soldado. Nós temos muito tempo pela frente. Se de repente eu deixar o PSDB, evidentemente que ai as coisas podem mudar. Pode aparecer outras situações ai, mas não tem nada certo ainda. Estamos conversando bastante”, revela.

Questionado sobre a o resultado da pesquisa Delta que coloca o governador Sebastião Viana na frente, mesmo com todos os escândalos recorrentes eu seu governo, Bocalom afirmou que a oposição está muito bem no pleito. “Quando você somar 31 [do Marcio] mais 17 [do Petecão] vai dar 48. Então a oposição tá bem. Esse é o momento que a oposição, cada um está se lançando , se colocando. Eu tenho certeza que lá na frente nós teremos a união, aonde nós teremos o melhor nome; A prova tá aqui. Então essa pesquisa está ótima, porque a oposição tem um número maior. Quando junta Petecão mais o Marcio Bittar , está dando 48%. Então isso mostra que o povo quer mudar. E vai mudar, eu tenho certeza disso”, destacou.

Da redação ac24horas
Rio Branco, Acre

Polícia faz força-tarefa para apurar morte de MC Daleste

A Polícia Civil começou, nesta segunda-feira (8), os trabalhos de análise de imagens do assassinato do funkeiro Daniel Pellegrine, de 20 anos, conhecido como MC Daleste. O delegado Oswaldo Diez informou que foi montada uma força-tarefa pela polícia de Campinas para investigar o crime.

— É um caso complexo e não descartamos nenhuma hipótese, crime passional, vingança.

Ele foi morto com um tiro durante um show na noite de sábado (6), em Campinas. Imagens do momento em que o cantor foi atingido foram postadas na internet.

Funkeiro foi morto enquanto se apresentava no último sábado - Reprodução/Facebook

Funkeiro foi morto enquanto se apresentava no último sábado – Reprodução/Facebook

A Delegacia de Homicídios abriu inquérito nesta segunda-feira e informou que as imagens enviadas por populares e também feitas pela polícia, no dia do crime, vão ajudar a identificar o autor dos disparos. Serão ouvidas pessoas que estavam assistindo o show e também a equipe que acompanhava o cantor no palco.

Daleste foi atingido cerca de dez minutos após o início do show, às 22h40 do sábado, enquanto cantava no palco. Ele participava de um evento em um condomínio da CDHU, no bairro San Martin, periferia de Campinas. O corpo do MC Daleste foi enterrado na manhã desta segunda-feira, no Cemitério da Vila Formosa, zona leste de São Paulo.

– Do site Folha de São Paulo

Everaldo fecha Brasiléia Folia com saldo positivo e bem avaliado

Do site O Alto Acre / Texto e fotos: Alexandre Lima

Everaldo Gomes comemora o sucesso do Brasiléia Folia 2013, juntamente com sua equipe organizadora

IMG_61411

Ao contrário de um pequeno grupo que vem torcendo para o atraso do Município, Everaldo Gomes, fechou as atividades do aniversário de Brasiléia com saldo positivo entre a população e visitantes que lotaram a praça central nos últimos três dias.

O carnaval fora de época de Brasiléia deste ano, não se pode comparar com os que passaram, pois se pôde ver que foi um sucesso de público. Estima-se que mais de 100 mil brincantes foram à Praça Ugo Poli nos três de folia, e todo esse trabalho coordenado pela Secretaria de Saúde Aldenice Ferreira, foi visto com bons olhos.

Alguns detalhes serão avaliados na reunião com data a ser marcada e foi dito no último dia, que já estão trabalhando para o próximo ano com mais surpresas. Tem que se destacar nestes três dias, o trabalho da Polícia Militar que foi dura com àqueles que saíram de casa com intuito de fazer badernas e brigar.

A equipe do Detran destacada ao Município, realizou a campanha Álcool Zero com o intuito de orientar de tirar de circulação, àqueles que foram para a folia ingerir bebida alcoólica e depois dirigir, colocando sua vida e dos outros em risco. Segundo foi levantado, as ocorrências foram dentro dos parâmetros registrados e nenhum caso grave foi registrado.

Everaldo (c) e sua esposa, ao lado do vice-prefeito, Jorge da Fazenda no camarote oficial.

Mesmo assim, o índice de violência foi considerado um dos mais baixo de todas as edições do carnaval fora de época. Brasiléia teve uma movimentação econômica a olhos vistos em quase todos os setores comerciais, onde gerou muitos empregos indiretos e renda, desde o catador de lata ao barraqueiro.

Everaldo Gomes fechou os três dias de folia, se podendo dizer, com chave de ouro, ao chegar na Praça Ugo Poli encima do trio elétrico puxando os foliões. “Estou feliz juntamente com minha equipe organizadora. A festa foi linda sem incidentes maiores e o povo que veio para o centro de Brasiléia se divertir com sua família”, disse o gestor.

“Se houve um dia com tanta gente no sábado, não estou lembrando. Mal pude me mexer direito e estava tudo organizado. Alguns detalhes com certeza poderão ser revisto para que sejam consertados e temos que dar um crédito para a equipe organizadora, já que esse foi seu primeiro ano e acredito que foi mais positivo de que negativo”, disse José Augusto.

Veja fotos de algums dos melhores momentos abaixo.

”Bando da luz” assalta comércio, fere vítima e incendeia viatura

O roubo (assalto) contra um comércio no Loteamento Farrat aconteceu no final da tarde deste domingo (07) quando cinco homens armados decidiram assalto o Mercantil Mato Grosso.

De acordo com informações dois assaltantes estavam em uma motocicleta de cor escura, eles teriam entrado no comércio anunciado o assalto enquanto os outros três ficaram do lado de fora para da apoio na fuga.

Após anunciarem o roubo os criminosos ameaçaram matar a mãe do comerciante que desesperado tentou entrar em luta corporal com os bandidos quando foi ferido a golpes de coronhada.

Bando da Luz foi preso por Policias Miliares

Bando da Luz foi preso por Policias Miliares

Enquanto o comerciante lutava com um assaltante o outro roubava dinheiro do caixa, celulares e relógio da vítima.

Vizinhos perceberam a ação e acionaram o CIOSP informando do roubo em andamento no Loteamento Farrat.

Equipes do 2º Batalhão e Batalhão de Operações Especiais – BOPE foram deslocadas para atender a ocorrência enquanto os assaltantes deixaram o comércio e se juntaram aos outros três que estavam aguardando nas proximidades dentro de um veículo conduzido pelo soldado do Exército Brasileiro, João Paulo Mendes Ramos 21 anos, que de acordo com informações seria o líder do bando.

Durante fuga assaltante incendeia viatura da Polícia Militar

Segundo informações da polícia os dois assaltantes que estavam na motocicleta foram interceptados nas proximidades de um trevo que dá acesso ao bairro Taquari, onde iniciou a perseguição a dupla que entrou no bairro Taquari.

Em seguida o veículo que dava suporte aos assaltantes apareceu e a equipe do BOPE saiu em perseguição as três homens que estavam no carro.

Quatro suspeitos teriam entrado em um matagal onde existe um Igapó enquanto outro ficou para trás próximo ao local onde a guarnição da Rádio patrulha nº 205 teria deixado a viatura para continuar perseguição dentro do matagal.

Aproveitando que todos os militares estavam cercando o matagal o suspeito de participação no assalto que teria ficado para trás Marcelino Ferreira da Silva 20 anos, retirou gasolina da motocicleta dos comparsas e incendiou a viatura da Polícia Militar.

Cercados no Igapó os quatro suspeitos identificados pelos nomes de João Paulo Mendes Ramos 21 anos, (que é soldado do Exército Brasileiro e presta serviço no 7º BEC -Batalhão de Engenharia e Construção e segundo a polícia seria o líder do “bando da luz” porque quatro usam luzes no cabelo, menos o soldado), João Trajano de Souza Ramos 18 anos, Ronival de Souza Gomes 21 anos, Marcelino Ferreira da Silva 20 anos e Juan Melo Arruda 21 anos, todos moradores do bairro Taquari. Sendo que Marcelino foi preso em casa, após incendiar a viatura da Polícia Militar.

Torpedo enviado para celular de soldado o incrimina ainda mais

Após o bando ser preso e encaminhado a Delegacia de Flagrante – DEFLA do bairro Cadeia Velha e os presos aguardavam para serem ouvidos pelo delegado plantonista uma pessoa identificada pelo nome de “Chris” enviou um torpedo para o celular do soldado João Paulo com a seguinte mensagem “Ei boi ei (palavrão) sou eu o Chris me poe num corre ae pow, to precisando de dinheiro pra conprar um ferro e pra expoacre tbm qnd tiver um me chama tá fogo! mas não manda msg pra esse cel nao eu vou já sair! manda para o meu num!”

O torpedo foi traduzido pela polícia como sendo de um comparsa que pede para participar de um assalto “corre”, pois estaria precisando de dinheiro para comprar uma arma de fogo “ferro” para conseguir dinheiro para poder ir para a Expoacre.