Com a finalidade de regularizar a situação dos motoristas de aplicativo no município de Cruzeiro do Sul, a Secretária Municipal de Transporte e Trânsito (Semtrans) está realizando o cadastro dos motoristas de aplicativo para que possam trabalhar regularizados junto ao município e aos órgãos fiscalizadores.

A regulamentação é realizada com base na lei municipal 872/2021. De acordo com as informações do secretário adjunto da Semtrans, Jonas Lima, três empresas de tecnologia de transporte estão habilitadas para prestar serviços em Cruzeiro do Sul e mais de 30 motoristas estão aptos para atenderam a sociedade cruzeirense .

Todo o processo de identificação dos veículos e dos motoristas foi conduzido pela secretaria e cada veículo está identificado com adesivos nas portas traseiras, com número de cadastro do veículo e a logomarca da empresa de tecnologia de transporte. O motorista regularizado estará portando a carteirinha de identificação.

O secretário municipal de trânsito e transporte Francisco Fábio destacou a importância da legalização e da organização dos motoristas por aplicativo para o transporte público do município.

“Nosso objetivo é dar oportunidade a todos, por isso estamos organizando da melhor forma possível a categoria dos motoristas por aplicativo, não queremos reduzir espaço de nenhuma categoria, por isso, legalizarmos os motoristas por aplicativo para que os mesmos possam trabalhar tranquilamente e contribuir a melhoria do transporte público em nossa cidade”, disse Fábio.

O prefeito Zequinha Lima enfatizou a necessidade da organização e o respeito com todas as categorias.

“Nossa gestão tem buscado todas as alternativas para que possamos melhorar o trânsito e o transporte em nossa cidade. A organização dos motoristas por aplicativo é mais uma opção para nossa população. Sabemos que precisamos melhorar no que tange ao transporte público, então legalizar os motoristas de aplicativos está sendo importante para atender o maior número de pessoas possível, que necessitam do transporte público”, concluiu o prefeito Zequinha

E Veja Também no 3 de Julho Notícias

Veja o Vídeo Abaixo: Deputado Edvaldo Magalhães lamentou que as escolas estão pedindo açúcar emprestado na taberna do bairro”, as três escolas situadas na cidade de Feijó não iniciaram o ano letivo por falta de organização da Secretaria de Estado de Educação (SEE) do governo Gladson Cameli. As Escola de Ensino Médio José Gurgel, por exemplo, ficou sem iniciar as atividades por falta de energia elétrica. Além disso, está faltando merenda. “Aonde tem merenda, estão servindo bolacha com ki-suco. O governo anunciou um programa que deixaria todos os alunos bem alimentados, mas não tem merenda. Não conseguiram contratar e entregar merenda para iniciar o ano letivo, diz deputado

Acompanhe nossas Redes Sociais

Twitter 3 de Julho Notícias

Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos

Página Facebook 3 de Julho Notíci

Página do Instagram 3 de Julho Noticias

Veja o Vídeo:

Veja-se no  Twitter 3 de Julho Notícias, seja membro e compartilhe

Veja-se no  Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos, seja membro e compartilhe.

Veja-se na  Página Facebook 3 de Julho Notíci, seja membro e compartilhe.

Veja-se na  Página do Instagram 3 de Julho Noticias, seja membro e compartilhe.