O deputado Jenilson Leite (PSB) apresentou aos colegas parlamentares nesta quarta-feira (6), um anteprojeto de lei para a renovação da utilização da energia elétrica nos prédios públicos.

“Eles consomem mais energia que as indústrias acreanas e energia pública. Com o preço da energia que está, todos nós sabemos que no custo da máquina, a conta de energia tem um preço muito significativo”

A proposta de Jenilson é que o Estado crie um programa de inovação, em que a energia convencional passe a ser substituído por energia solar. O texto prevê que os prédios a serem construídos, sejam planejados prevendo o sistema de energia solar e que os que já existem, façam a reversão do sistema.

O anteprojeto também prevê que ao alugar prédio de terceiros, sejam com energia solar também. “É isso que muitos empresários, frigoríficos, faculdades estão fazendo”.

O parlamentar explica que para investir e valorizar o servidor público, é preciso primeiro se fazer economia. “Se quisermos dialogar, num plano de valorização, precisamos pensar metas, estratégias para poder reduzir o custo operacional da máquina pública. Somos um estado que é pobre, mas que tem sol o ano inteiro e uma capacidade extraordinária de produzir energia solar”, disse.

O projeto apresentado por Jenilson estipula o prazo de 10 anos para que o Estado busque uma fonte financiadora ou mesmo que envie um projeto para a Aleac.

“Na casa da gente quando saímos do quarto apagamos a luz, mas no prédio público deixamos o ar ligado, na casa, só ligamos o chuveiro elétrico se de fato estiver frio, mas no prédio público, saímos e deixamos a luz acesa”.

O deputado disse ainda que sente falta, no atual Governo, de um programa consistente, pensando no futuro. “Não vemos sinalização, uma esperança viva no amanhã, então tenho trazido uma oposição propositiva ao Governo, entendo que uma forma de ajudar é apontar caminhos”, destacou.

E Veja Também no 3 de Julho Notícias

Veja o Vídeo Abaixo: O líder do Movimento Social Pró Ponte, Ralf Luiz, frisou que a obra da ponte de Rodrigues Alves é salutar mas, que o governador Gladson Cameli precisa fazer o ‘dever de casa’ primeiro. “Essa Interligação é importante mas, o debate precisa ser mais bem amadurecida pelos dois países. O governador não fez nem o dever de casa. Rodrigues Alves por exemplo, está precisando de uma ponte há anos. A nossa BR-364 até hoje não foi concluída. Portanto, discutir sobre a Interligação de Cruzeiro do Sul com Pucallpa é uma discrepância sem fim”, Concluiu.

Acompanhe nossas Redes Sociais

Twitter 3 de Julho Notícias

Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos

Página Facebook 3 de Julho Notíci

Página do Instagram 3 de Julho Noticias

Veja o Vídeo:

Veja-se no  Twitter 3 de Julho Notícias, seja membro e compartilhe

Veja-se no  Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos, seja membro e compartilhe.

Veja-se na  Página Facebook 3 de Julho Notíci, seja membro e compartilhe.

Veja-se na  Página do Instagram 3 de Julho Noticias, seja membro e compartilhe.