Enquanto as pessoas comuns saem e chegam em Porto Walter e Marechal Thaumaturgo enfrentando a seca do Rio Juruá, o senador Márcio Bittar e sua comitiva descumprem determinação da ANAC e chega de avião

As pistas dos aeródromos de Porto Walter e Thaumaturgo, estão interditadas pela ANAC desde de dezembro de 2020, por conta das péssimas condições. Sem tempo para ir de motor de rabeta, Márcio Bittar – MDB ignorou as medidas adotadas pela Agência Reguladora e foi fazer uma visita a dois dos 4 municípios mais isolados do Acre, onde só tinha ido no pós campanha de 2018.

Acompanhado de sua ex-esposa Márcia Bittar, do subsecretário de educação Moises Diniz, do ex-vereador Romário Tavares e do irmão Edson Bittar, além de assessores próximos, a comitiva iniciou agenda em Porto Walter.

No perfil da rede social de um dos assessores de Bittar, um story mostrando a saída de Cruzeiro do Sul, com decolagem do Aeroporto Internacional, com destino a Porto Walter. Depois o próprio Márcio, postou a concentração de toda comitiva, com os integrantes se organizando para embarcar.

Nos comentários em grupos de whatzapp, populares criticam o privilégio com que alguns políticos e personalidades vem usando a pista, mesmo com os serviços em conclusão, sem autorização oficial para pousos e decolagens; que só estão sendo realizados para casos emergenciais.

Márcio faz uma verdadeira maratona pelo estado, na tentativa de difundir a pré-candidatura de sua ex-companheira Marcia Bittar (sem partido), que tenta viabilizar caminho para disputar o senado da república na eleição de 2021.

Sobre a utilização da pista interditada pela ANAC, tentamos contato com a direção da INFRAERO, mas até o fechamento da matéria não obtivemos resposta.

Separamos um vídeos postados nas redes por membros da comitiva, veja;

E veja Também no 3 de Julho Notícias

Deputado estadual Edvaldo Magalhães trouxe a tona e fez questão de escancarar na tribuna da ALEAC mais uma imoralidade do governo de Gladson Cameli, que desde o início de sua gestão resolveu priorizar empresas de fora e sufocar as pequenas empresas da Construção Civil do Acre. Em posse de documentos, o parlamentar enfatizou que o Governador Gladson quer fazer um registro de preço no valor de R$ 120.000.000,00 (cento e vinte milhões de reais) para obras, sendo que o mais adequado visando fortalecer a economia local, seria fazer licitação para cada obra.

Acompanhe nossas Redes Sociais

Twitter 3 de Julho Notícias

Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos

Página Facebook 3 de Julho Notíci

Veja o Vídeo:

Inscreva-se no Twitter 3 de Julho Notícias, seja membro e compartilhe.

Inscreva-se no Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos, seja membro e compartilhe.

Inscreva-se na Página Facebook 3 de Julho Notíci, seja membro e compartilhe.