A Comissão Especial da Câmara dos Deputados que analisa a Proposta de Emenda à Constituição (PEC 32/2020), vai realizar na próxima segunda-feira, 16, em Rio Branco, das 9h às 12h, o Seminário Estadual para debater a Reforma Administrativa. O evento será realizado no Plenário da Assembleia Legislativa do Estado do Acre (Aleac), de forma presencial e transmitido pela internet.

O objetivo é discutir a matéria e apresentar considerações e subsídios acerca dos impactos da reforma administrativa. A PEC 32 propõe mudança na Constituição que altera disposições sobre servidores, empregados públicos e organização administrativa. O Diretor Técnico do Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos (Dieese), cientista social Fausto Augusto Júnior, fará uma exposição das principais mudanças propostas e seus impactos.

Segundo especialistas, a proposta em discussão, apresentada pelo Governo Federal ao Congresso ainda em 2020, introduz grandes mudanças na vida dos servidores públicos e impactará a prestação de serviços à população. Uma das mudanças mais debatidas é o fim da estabilidade dos servidores, que ficará restrita a poucas carreiras.

A iniciativa é dos deputados federais Leo de Brito (PT) e Perpétua Almeida (P C do B), membros da Comissão Especial da PEC 32, e dos deputados estaduais Edvaldo Magalhães (P C do B) e Daniel Zen (PT), e conta com apoio do presidente da Aleac, Nicolau Júnior (PP).

São convidados representantes de instituições públicas das três esferas – federal, estadual e municipal, empregados públicos de estatais, sindicatos profissionais e do setor privado e representantes da sociedade civil.

E veja também no 3 de Julho Notícias

Veja o Vídeo Abaixo: O município de Bujari se Limita ao norte com o Amazonas, ao sul com o município de Rio Branco, a leste com o município de Porto Acre e a oeste com o município de Sena Madureira. Sua área é de 3.467,681 km², com uma densidade demográfica (hab/km²) de 3,00 , sendo que em 2010 possuía um IDHM de 0,589.

O município de Bujari originou-se no início de 1968/1969, por remanescentes indígenas que se integraram a sociedade ali instalada, com a construção da BR 364, trecho Rio Branco/Sena Madureira. Povoado elevado à categoria de Vila, em 1986. Elevado à categoria de município e distrito com a denominação de Bujari, pela Lei Estadual nº 1031, de 28 de abril de 1992, alterado pela Lei Estadual nº 1066, de 9 de dezembro de 1992, que o desmembrou de Rio Branco, assim permanecendo em divisão territorial datada de 2007.

Acompanhe nossas Redes Sociais

Twitter 3 de Julho Notícias

Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos

Página Facebook 3 de Julho Notíci

Veja o Vídeo:

Inscreva-se no Twitter 3 de Julho Notícias, seja membro e compartilhe.

Inscreva-se no Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos, seja membro e compartilhe.

Inscreva-se na Página Facebook 3 de Julho Notíci, seja membro e compartilhe.