Hora 7 – Na Amazônia peruana, biólogos identificaram tarântulas com dietas até então desconhecidas. Um dos vídeos da pesquisa mostrou uma aranha gigantesca devorando um gambá, algo considerado inédito nos registros científicos.

A pesquisa revelou que essas aranhas gigantes caçam animais até três vezes maiores que elas. Em fotos e vídeos, os pesquisadores identificaram aranhas que caçam sapos, lagartos e cobras e o nosso pobre gambá, a vítima mostrada no vídeo.

A pesquisa feita há dois anos novamente foi discutida em redes sociais após a National Geographic divulgar novamente um vídeo da caçada. Os cientistas conheciam parte dessas interações predatórias, mas ainda não tinha ideia da extensão delas.

“Invertebrados atacarem vertebrados é comum, mas geralmente esses ataques não são considerados uma fonte importante de mortalidade para anfíbios e répteis”, afirmou Rudolf von May , biólogo da Universidade de Michigan, em entrevista à National Geographic.

“Nosso conhecimento dessas interações permanece limitado”, completou o pesquisador. Para os pesquisadores, o terror se misturou à fascinação de ver algo inédito.

“Ficamos muito extasiados e chocados, e não podíamos realmente acreditar no que estávamos vendo”, afirmou Michael Grundler, então estudante de doutorado em Biologia e pesquisador associado.

Durante as pesquisas, Rudolph e os outros estudiosos também acharam cobras mortas por centopeias gigantes. Uma das cobras era uma coral venenosa.

A predação ressalta o caráter das aranhas como caçadoras oportunistas, que simplesmente pegam o que conseguirem dominar.

Veja o Vídeo:

E veja também no 3 de Julho Notícias

Veja o Vídeo Abaixo: O município de Bujari se Limita ao norte com o Amazonas, ao sul com o município de Rio Branco, a leste com o município de Porto Acre e a oeste com o município de Sena Madureira. Sua área é de 3.467,681 km², com uma densidade demográfica (hab/km²) de 3,00 , sendo que em 2010 possuía um IDHM de 0,589.

O município de Bujari originou-se no início de 1968/1969, por remanescentes indígenas que se integraram a sociedade ali instalada, com a construção da BR 364, trecho Rio Branco/Sena Madureira. Povoado elevado à categoria de Vila, em 1986. Elevado à categoria de município e distrito com a denominação de Bujari, pela Lei Estadual nº 1031, de 28 de abril de 1992, alterado pela Lei Estadual nº 1066, de 9 de dezembro de 1992, que o desmembrou de Rio Branco, assim permanecendo em divisão territorial datada de 2007.

Acompanhe nossas Redes Sociais

Twitter 3 de Julho Notícias

Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos

Página Facebook 3 de Julho Notíci

Veja o Vídeo:

Inscreva-se no Twitter 3 de Julho Notícias, seja membro e compartilhe.

Inscreva-se no Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos, seja membro e compartilhe.

Inscreva-se na Página Facebook 3 de Julho Notíci, seja membro e compartilhe.