Por Iryá Rodrigues – Um imigrante haitiano, de 36 anos, foi socorrido dez dias depois de cair da Ponte da Integração, que liga a cidade de Iñapari, no Peru, a Assis Brasil, no Acre. O resgate ocorreu no último sábado (24) e ele afirma que foi pressionado a se jogar pela polícia peruana.

Segundo o secretário de Assistência Social de Assis Brasil, Quedinei Correia, o imigrante relatou que chegou à cidade do interior do Acre no último dia 10 de julho com três companheiros para passar para o lado peruano e seguir viagem até o Chile. E, assim como tantos outros imigrantes, os dois tentaram fazer o percurso por rotas alternativas por meio de coiotes, já que a ponte está fechada pelo Peru.

Já na cidade peruana de Iñapari, ele se desencontrou dos companheiros e acabou perdendo o táxi. “Disse que foi várias vezes enganado por outras pessoas, por outros coiotes, e depois foi levado até a polícia peruana, que teria colocado ele em cárcere”, informou o secretário.

O imigrante relatou ainda que na noite do dia 14 de julho, os policias o teriam levado até a ponte e após muita pressão, ele pulou e caiu em uma área de mata.

“Na queda, ele ficou muito machucado e até agora está sem os movimentos das pernas, então, por isso teve dificuldade de se locomover pela mata. Ele foi se arrastando e conseguiu chegar até a praia e no sábado, dia 24, foi avistado por moradores que chamaram os bombeiros que estavam fazendo um treinamento lá perto e fizeram o resgate. Foi levado ao hospital, recebeu o atendimento necessário, mas precisou ser encaminhado para Rio Branco devido aos ferimentos graves”, disse Correia.

A vice-coordenadora da Pastoral do Migrante das Cáritas Diocesana, Aurinete Brasil, informou que teve conhecimento do caso e que vai acompanhar a situação.

A missionária católica Joaninha Honório, do grupo Cidadania e Mobilidade Humana, uma rede que trabalha no enfrentamento ao tráfico de pessoas com migrantes, disse que também está acompanhando o caso.

Assis Brasil recebe constantemente imigrantes que querem entrar no Peru — Foto: Arquivo/Prefeitura

E veja também no 3 de Julho Notícias

Veja o Vídeo Abaixo: Vazou nas redes sociais um vídeo do governador em frente a sua residência, no município de Cruzeiro do Sul, irritado com a morosidade como parte da equipe governamental que vem tratando o problema. Um dos que ouviu poucas e boas, foi o diretor da Casa Civil, Paulo Justino. Visivelmente incomodado com a cobrança dos servidores, Gladson disse que esse impasse que já dura dois anos pode comprometer sua reeleição, além disso, ele voltou a solicitar o cancelamento dos contratos com as empresas terceirizadas inadimplentes.

Acompanhe nossas Redes Sociais

Twitter 3 de Julho Notícias

Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos

Página Facebook 3 de Julho Notíci

Veja o Vídeo:

Inscreva-se no Twitter 3 de Julho Notícias, seja membro e compartilhe.

Inscreva-se no Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos, seja membro e compartilhe.

Inscreva-se na Página Facebook 3 de Julho Notíci, seja membro e compartilhe.