John Ratcliffe, ex-diretor de inteligência nacional dos Estados Unidos durante o governo Trump, disse que as autoridades de seu país têm uma grande quantidade de vídeos de objetos voadores não identificados. Segundo ele, os óvnis aparecem fazendo movimentos impossíveis para a tecnologia disponível atualmente na Terra.

Movimentos impossíveis para tecnologia humana

Além disso, ele afirmou que acredita na futura divulgação oficial dos relatos de ÓVNIs. Ratcliffe garantiu ainda que “há muito mais avistamentos do que os que foram divulgados”. Entre as declarações mais chocantes, ele destacou que os vídeos já divulgados são apenas parte do material gravado.

“Alguns (desses vídeos) foram liberados. E quando falamos de avistamentos, estamos falando de objetos que foram avistados por pilotos da Marinha ou da Força Aérea, ou que foram captados por imagens de satélite que participam de ações realmente difíceis de explicar. Movimentos difíceis de reproduzir, para os quais não há tecnologia disponíveis. Ou viajando em velocidades que excedem a barreira do som sem um estrondo sônico”, afirmou.

Em dezembro do ano passado, o governo dos Estados Unidos foi obrigado a divulgar as informações que possui sobre o fenômeno ÓVNI em 180 dias, o que deve acontecer em 1º de junho. Esse relatório, produzido pelo Pentágono e agências de inteligência, deve identificar qualquer ameaça que fenômenos aéreos não identificados representam para a segurança nacional.

As declarações de Ratcliffe se somam às de John Brennan, ex-diretor da CIA, que há poucos meses declarou durante a gravação de um podcast com o economista Tyler Cowen, que “alguns dos fenômenos que veremos permanecem sem explicação e poderia, de fato, ser algum tipo de fenômeno que é o resultado de algo que ainda não entendemos e que poderia envolver algum tipo de atividade que alguns poderiam dizer que constitui um modo de vida diferente”. Com informações de The Guardian / Imagens: Departamento de Defesa dos EUA e Shutterstock.com.

E veja também no 3 de Julho Notícias

Veja o Vídeo Abaixo: Durante depoimento da médica à CPI, o senador Otto Alencar revelou que a médica conselheira de Bolsonaro não tem apreço pela ciência: “A senhora apostou em uma droga que podia dar certo ou não. E a ciência, por mais que a senhora tenha curso, não admite isso: querer apostar no escuro”.

Acompanhe nossas Redes Sociais

Twitter 3 de Julho Notícias

Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos

Página Facebook 3 de Julho Notíci

Veja o Vídeo:

Inscreva-se no Twitter 3 de Julho Notícias, seja membro e compartilhe.

Inscreva-se no Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos, seja membro e compartilhe.

Inscreva-se na Página Facebook 3 de Julho Notíci, seja membro e compartilhe.