Duas pistolas, um revólver e munições foram achados enterrados dentro de um galpão desativado do Complexo Prisional de Rio Branco, maior do estado. Policiais penais receberam informações de que as armas estavam escondidas e começaram a cavar no local.

Após alguns minutos, o material foi achado enrolado em sacos plásticos. O flagrante ocorreu nessa quarta-feira (26).

Entre as armas achadas, uma era uma pistola calibre 380, uma pistola 9 milímetros e um revólver calibre 38, além de 62 munições. Devido ao tempo, as armas estão se deteriorando.

O Instituto de Administração Penitenciária do Acre (Iapen-AC) informou que o galpão onde foi achado o material era usado como marcenaria, mas está desativado há cerca de um ano. Desde a época da desativação que o instituto passou a levantar informações sobre o material enterrado.

O Iapen-AC abriu um procedimento administrativo para descobrir de quem eram e como as armas e as munições entraram no presídio. Com informações do G1 Acre.

E veja no Plantão 3 de Julho Notícias

Veja o Vídeo Abaixo: Uma moradora do Bairro Leonardo Barbosa, aparentando estar revoltada com a situação, resolveu gravar áudios nas redes sociais para denunciar o que ela considerou como humilhação praticada pela prefeitura municipal de Brasileia.

Acompanhe nossas Redes Sociais

Twitter 3 de Julho Notícias

Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos

Página Facebook 3 de Julho Notíci

Veja o Vídeo:

Inscreva-se no Twitter 3 de Julho Notícias, seja membro e compartilhe.

Inscreva-se no Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos, seja membro e compartilhe.

Inscreva-se na Página Facebook 3 de Julho Notíci, seja membro e compartilhe.