Na manhã desta quinta-feira (20) a Assembleia Legislativa do Acre (Aleac) realizou uma sessão solene em homenagem aos 40 anos do Núcleo João Lango Moura – UDV/Ac. A solenidade foi transmitida através da plataforma digital da AleacTV no YouTube, e também contou com uma cerimônia presencial realizada na sede do Núcleo, obedecendo todas as normas de proteção indicadas pela Organização Mundial da Saúde (OMS).

Prestigiaram a solenidade, o presidente Nicolau Júnior (PP), o primeiro secretário, Luiz Gonzaga (PSDB), o governador Gladson Cameli (PP), deputados Jenilson Leite (PSB), Edvaldo Magalhães (PCdoB), representando o Ministério Público, o promotor Alekine Lopes, membros do Núcleo João Lango Moura, de núcleos de outros estados e países.

O presidente Nicolau Júnior falou sobre sua satisfação em participar da solenidade de homenagem ao Núcleo. Ele destacou a importância do grupo, principalmente nas ações de caridade. “É uma história que começou com duas pessoas que se tornaram tão importantes para a sociedade acreana, que construíram com muito respeito o histórico desse lugar, que semeia além da fé, o amor ao próximo e também a caridade. São 40 anos de lutas e contribuições com o nosso Acre”.

O primeiro secretário da Aleac, deputado Luiz Gonzaga, autor do requerimento que deu origem a sessão solene, agradeceu ao presidente Nicolau Júnior pela celebração de reconhecimento. “Esse é um momento histórico para nós. Todo o trabalho aqui foi na base de muito suor e dedicação de todos. Enquanto parlamentar, conseguir fazer com que nossa instituição se tornasse de utilidade pública e hoje, ver a Aleac promover essa sessão na nossa casa, deputado Nicolau Júnior,  nos faz muito feliz, eu lhe agradeço de coração por essa oportunidade. Da mesma forma, agradeço a presença do governador, por demonstrar o respeito que os poderes têm com o Núcleo.

O governador Gladson Cameli afirmou ser um exímio admirador do trabalho desenvolvido pelo Núcleo João Lango Moura, e os demais espalhados pelo Estado. “Luz, paz e amor, é isso que a União do Vegetal representa. Convivi desde criança observando o trabalho que a União faz com as famílias, o trabalho social, no interior do Estado, sempre atuando com compromisso com aqueles mais necessitadas. Essa homenagem é mais que merecida. Deixo minha afirmação do bem que a União faz pelas pessoas, ela nos faz melhorar como humanos.

O Mestre Central da 7° Região, Mário Marques Neto, falou sobre todos os incentivos, emendas parlamentares e reconhecimentos que o Poder Legislativo tem encaminhado para o Núcleo desde sua fundação. “Temos muito a agradecer a Aleac, de quem temos recebido a parceria e colaboração para manutenção de todo trabalho espiritual e de ajuda que realizamos. Nosso objetivo é trabalhar pelo ser humano, desenvolvendo seu lado moral e espiritual, contribuindo para construir uma sociedade mais justa, onde todos possam viver em paz”.

Durante a cerimônia, os fundadores da União do Vegetal no Acre, Luiz Maximo Chavez e sua esposa, Odailza Alexandrina Chavez foram homenageados com uma Moção de Aplausos pelos serviços que eles têm prestado ao longo dos anos no Núcleo.

O grupo, que primeiro foi instalado em Rio Branco, já possui sedes em Feijó, Tarauacá, Cruzeiro do Sul, Mâncio Lima, Jordão, Marechal Thaumaturgo, Capixaba, Epitaciolândia, Extrema (RO), Envira (AM), além de uma Distribuição Autorizada de Vegetal (DAV) nas cidades de Lima e Cusco, no Peru. Esses locais constituem atualmente unidades administrativas organizadas no âmbito da 7º e 17º Região. Somente na capital, existem cinco núcleos e em todo o Estado são 18 e quantro DAV.

O Núcleo João Lango Moura recebeu, por meio da Lei Estadual nº 801, de 20 novembro de 1984, de iniciativa do Poder Legislativo Estadual, o título de utilidade pública, pois desde a sua criação vem realizando junto com a Casa da União Lar Pequenina, ações beneficentes com o oferecimento de serviços médicos, odontológicos e práticas integrativas que tem como público alvo os seus sócios e a comunidade local carente.

Membros do Núcleo João Lango Moura afirmam que sua história é inseparável com a da vida do Mestre Luís Máximo, que por mais de 40 anos se dedicou a União do Vegetal. Ele era o responsável por trazer da sede de Porto Velho o vegetal para ser comungado com a irmandade de Rio Branco.

E veja Também no Plantão 3 de Julho Notícias

Veja o Vídeo Abaixo: O vereador Leomar Barbosa (PSD) foi convidado por alguns moradores do bairro Leonardo Barbosa e do bairro vizinho, Samaúma, para tomar ciência do abandono que os referidos bairros vêm sofrendo por parte da prefeitura de Brasileia.

Acompanhe nossas Redes Sociais

Twitter 3 de Julho Notícias

Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos

Página Facebook 3 de Julho Notíci

Veja o Vídeo: 

Inscreva-se no Twitter 3 de Julho Notícias, seja membro e compartilhe.

Inscreva-se no Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos, seja membro e compartilhe.

Inscreva-se na Página Facebook 3 de Julho Notíci, seja membro e compartilhe.