Secretário de Finanças Tadeu Hassem e o vereador Leomar Barbosa – Foto: Assessoria PMB/Câmara de Brasileia

O vereador Leomar Barbosa (PSD) usou o seu tempo na tribuna, durante a sessão desta terça-feira (18), para fazer um discurso acalorado a respeito de assuntos questionáveis da gestão da prefeita Fernanda Hassem, como é o caso do veículo usado pelo irmão da gestora e atual secretário de finanças da prefeitura de Brasileia, Tadeu Hassem.

O vereador Leomar questionou a questão da cor do veículo ser diferenciado dos demais que compõe a frota da prefeitura, isso porque a placa do veículo em questão não é placa que simboliza que o veículo pertence ao poder público municipal e sim placa cinza que indica veículo particular.

O veículo em questão está há dois anos no município e desde então não foi colocado si quer a logomarca da prefeitura. Com qual objetivo de não identificaram o veículo? Questionou o parlamentar. 

Ainda se referindo a Tadeu, o vereador Leomar pediu para que a prefeita não associe seu irmão, que segundo ele é um homem honrado trabalhador e já está para se aposentar da secretaria de agricultura. De acordo com Leomar, seu irmão usa veículo público para se deslocar até a zona rural já que ele é técnico agrícola, reconhecido por qualquer administração como um excelente profissional.

“Agora prefeita, não queira comparar o meu irmão com este cidadão aqui que está sendo investigado pelo crime de peculato, por desvio de dinheiro público e aqui população, essa é a relação dos moradores de Brasileia que pagaram seus impostos e até hoje não caíram nos cofres públicos. Quem está pedindo isso é a justiça federal. Então até que prove a inocência, a administração não pode apontar o dedo na cara de nenhum cidadão aqui em Brasileia, pois é uma administração suspeita! Aonde a senhora, prefeita, já se tornou réu em processos movidos pelo Ministério Público e se existe processo, se existe denúncia é porque existe coisa errada”, destacou. 

Ainda na tribuna, o parlamentar solicitou que a gestão faça uma prestação de contas justa incluindo a da Covid-19,e citou essa questão do coffee break, que o vereador considerou uma imoralidade, onde quase meio milhão de reais foi reservado para tal fim. “Nós temos que bancar os mimos da prefeita!”, disse. 

O vereador sugeriu a gestora para usar os quase quinhentos mil na aquisição de medicamentos para não dar medicamentos vencidos, principalmente para crianças, e sugeriu mais uma opção que é para a prefeita comprar cestas básicas e distribua para quem realmente precisa e assim estará ajudando as pessoas carentes.

Exclusivo: Polícia Federal abre inquérito para investigar crime de peculato na Prefeitura de Brasileia. Tadeu Hassem é um dos investigados

E veja Também no Plantão 3 de Julho Notícias

Em seu segundo mandato de prefeita, Fernanda Hassem está deixando a desejar. Não está cumprindo os acordos firmado inclusive este na comunidade Quixadá no km 26, e também vários espaços públicos do município estão abandonado como é o caso da quadra do bairro José Moreira, conforme foi denunciado pelo Vereador Leomar Barbosa.

Acompanhe nossas Redes Sociais

Twitter 3 de Julho Notícias

Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos

Página Facebook 3 de Julho Notíci

Veja o Vídeo: 

Inscreva-se no Twitter 3 de Julho Notícias, seja membro e compartilhe.

Inscreva-se no Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos, seja membro e compartilhe.

Inscreva-se na Página Facebook 3 de Julho Notíci, seja membro e compartilhe.