Wajngarten atribuiu a falha ao Ministério da Saúde, então comandado por Eduardo Pazuello – Foto: Reprodução

“O bloco que une senadores oposicionistas e independentes na CPI da Covid vai avançar sobre dois pontos ainda inexplorados na comissão: o papel do ‘gabinete do ódio’, estrutura de apoio ao Palácio do Planalto nas redes sociais, na difusão de notícias falsas sobre a pandemia; e o impacto da falta de uma campanha clara de conscientização sobre os riscos do coronavírus no agravamento da doença no Brasil — até a noite de ontem, eram 422.418 mortes e mais de 15 milhões de casos.

O depoimento de Fabio Wajngarten, ex-titular da Secretaria de Comunicação Social (Secom) de Jair Bolsonaro, na quarta-feira, é considerado central pelos parlamentares para investigar ambas as frentes”, informam as jornalistas Julia Lindner e Natália Portinari, em reportagem publicada no Globo.

“A demora do governo em assinar o contrato para a compra de vacinas da Pfizer também será um assunto, já que Wajngarten atribuiu a falha ao Ministério da Saúde, então comandado por Eduardo Pazuello”, completam as jornalistas.

E veja Também no Plantão 3 de Julho Notícias

Veja o Vídeo Abaixo: Em seu segundo mandato de prefeita, Fernanda Hassem está deixando a desejar. Não está cumprindo os acordos firmado inclusive este na comunidade Quixadá no km 26, e também vários espaços públicos do município estão abandonado como é o caso da quadra do bairro José Moreira, conforme foi denunciado pelo Vereador Leomar Barbosa.

Acompanhe nossas Redes Sociais

Twitter 3 de Julho Notícias

Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos

Página Facebook 3 de Julho Notíci

Veja o Vídeo: 

Inscreva-se no Twitter 3 de Julho Notícias, seja membro e compartilhe.

Inscreva-se no Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos, seja membro e compartilhe.

Inscreva-se na Página Facebook 3 de Julho Notíci, seja membro e compartilhe.