“Na posição de ministro, seria mais adequado um conhecimento maior sobre gestão e saúde” – Foto: Jefferson Rudy/Agência Senado | ABr

Brasil 247 – O ex-ministro da Saúde Nelson Teich afirmou, durante seu depoimento à CPI da Covid, nesta quarta-feira (5), que Jair Bolsonaro foi o responsável pela indicação para que o general Eduardo Pazuello assumisse a secretaria-executiva da pasta. Apesar disso, Teich ressaltou que a decisão final pela nomeação foi dele.

“Parei para pensar (após a indicação), conversei com ele, ouvi o que ele tinha para falar. Me pareceu naquele momento que eu precisava ter uma agilidade muito grande na distribuição, me pareceu que ele poderia atuar bem”, disse o ex-ministro. “Eu decidi depois de falar com ele. Não foi porque o presidente sugeriu”, completou.

Ao ser questionado se Pazuello possuía capacidade para assumir a chefia do Ministério da Saúde, Teich disse que seria preciso alguém com maior conhecimento sobre a área de saúde. “Na posição de ministro, seria mais adequado um conhecimento maior sobre gestão e saúde”, afirmou. 

E veja Também no Plantão 3 de Julho Notícias

Veja o Vídeo Abaixo: Representantes de todas as centrais sindicais do Brasil afirmaram estar preocupados com o crescimento da miséria no Brasil e com isso resolveram se unir para reivindicar o valor do auxílio emergencial para que volte ao valor de R$ 600,00 como era desde o início. Com este valor de 600 é fundamentar para que as necessidades cresçam, pois o valor atual não está surtindo efeito pois o valor no mercado tem se elevado consideravelmente.

Acompanhe nossas Redes Sociais

Twitter 3 de Julho Notícias

Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos

Página Facebook 3 de Julho Notíci

Veja o Vídeo: 

Inscreva-se no Twitter 3 de Julho Notícias, seja membro e compartilhe.

Inscreva-se no Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos, seja membro e compartilhe.

Inscreva-se na Página Facebook 3 de Julho Notíci, seja membro e compartilhe.