O primeiro-secretário da Assembleia Legislativa do Acre, deputado Luiz Gonzaga (PSDB), participou de duas reuniões na manhã desta terça-feira (4) com o objetivo de buscar melhorias para a BR-364 após a rodovia apresentar inúmeros problemas entre Rio Branco a Cruzeiro do Sul e para a estrada que liga Cruzeiro do Sul a Porto Walter.

Gonzaga convocou as reuniões com o presidente do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), Carlos Henrique, e o superintendente substituto Antônio Carlos, após percorrer a rodovia e constatar falhas na manutenção da BR-364.

O deputado tucano tem como uma de suas bandeiras desde o seu primeiro mandato a luta por melhorias na principal estrada que corta o Acre. Foi por causa das reivindicações do parlamentar que a rodovia tem sido recuperada constantemente e nunca mais precisou fechar durante o período de chuvas, evitando prejuízos milionários ao Estado.

Durante a reunião com o DNIT, o parlamentar pediu ao órgão uma atenção especial com os trechos que apresentam riscos a motoristas e passageiros, como é o caso do trecho entre Sena Madureira e Feijó. Em resposta à reivindicação de Gonzaga, o superintendente do DNIT garantiu que as obras de recuperação da rodovia serão iniciadas o quanto antes.

“A reunião com o DNIT foi muito proveitosa. O superintendente nos garantiu que as obras de recuperação nos trechos mais afetados serão iniciadas. Isso é importante para a produção e desenvolvimento da região do Juruá, além de evitar acidentes”, disse Gonzaga.

A segunda reunião foi entre o parlamentar e o presidente do Decracre, Petrônio Aparecido, para tratar sobre as demandas do Juruá e a estrada que liga Cruzeiro do Sul a Porto Walter.

“Nos reunimos também com o presidente do Deracre para tratarmos sobre melhorias dos ramais do Juruá e também sobre a estrada entre Cruzeiro e Porto Walter que já conta com 40 quilômetros abertos, faltando apenas 28 quilômetros para a conclusão. Vamos levar as demandas também ao ministro da Infraestrutura, Tarcízio Gomes, em Brasília, onde vamos buscar ainda mais melhorias para a nossa região”.

E veja Também no Plantão 3 de Julho Notícias

Veja o Vídeo Abaixo: Representantes de todas as centrais sindicais do Brasil afirmaram estar preocupados com o crescimento da miséria no Brasil e com isso resolveram se unir para reivindicar o valor do auxílio emergencial para que volte ao valor de R$ 600,00 como era desde o início. Com este valor de 600 é fundamentar para que as necessidades cresçam, pois o valor atual não está surtindo efeito pois o valor no mercado tem se elevado consideravelmente.

Acompanhe nossas Redes Sociais

Twitter 3 de Julho Notícias

Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos

Página Facebook 3 de Julho Notíci

Veja o Vídeo: 

Inscreva-se no Twitter 3 de Julho Notícias, seja membro e compartilhe.

Inscreva-se no Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos, seja membro e compartilhe.

Inscreva-se na Página Facebook 3 de Julho Notíci, seja membro e compartilhe.