Terceirizados em manifestação pelos salários. Imagem: Ecos da Notícia

Durante a sessão remota desta segunda-feira (4), Roberto Duarte afirmou que alguns trabalhadores tem lhe procurado e externam suas dificuldades diante do impasse entre governo e empresas prestadoras de serviços, que implica no não pagamento de salários que já se arrastam por quase quatro meses.

“Eu não sei quem é o culpado, mas esse é um problema que causa transtorno para centenas de pais de famílias. Constantemente sou procurado por pessoas desesperadas, que afirmam passar dificuldades básicas, por estarem com meses de salários atrasados. Uma caravana de trabalhadores estão se organizando para participar da inauguração da Ponte, onde querem mostrar na presença das autoridades, o tratamento recebido pelo estado”, finalizou Duarte.

O líder do Governo Pedro Longo (PV), disse que uma importante reunião realizada na tarde de segunda-feira, pode ter dado um rumo a solução do impasse e que acredita na solução do problema.

E veja Também no Plantão 3 de Julho Notícias

Veja o Vídeo Abaixo: Representantes de todas as centrais sindicais do Brasil afirmaram estar preocupados com o crescimento da miséria no Brasil e com isso resolveram se unir para reivindicar o valor do auxílio emergencial para que volte ao valor de R$ 600,00 como era desde o início. Com este valor de 600 é fundamentar para que as necessidades cresçam, pois o valor atual não está surtindo efeito pois o valor no mercado tem se elevado consideravelmente.

Acompanhe nossas Redes Sociais

Twitter 3 de Julho Notícias

Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos

Página Facebook 3 de Julho Notíci

Veja o Vídeo: 

Inscreva-se no Twitter 3 de Julho Notícias, seja membro e compartilhe.

Inscreva-se no Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos, seja membro e compartilhe.

Inscreva-se na Página Facebook 3 de Julho Notíci, seja membro e compartilhe.