CNN Brasil – O secretário de Saúde da cidade de São Paulo, Edson Aparecido, afirmou nesta sexta-feira (30) que o município discutiu com autoridades de Cuba a possibilidade de comprar um novo imunizante contra Covid-19 em desenvolvimento no país.

“A secretária Marta Suplicy, de Relações Internacionais, teve contato em duas reuniões com representantes do consulado cubano aqui em São Paulo tratando dessa vacina, ainda em processo de pesquisa lá em Cuba”, disse ele, em entrevista à CNN.

“Evidentemente, temos que aguardar o processo todo de aprovação. Na realidade, o que estamos fazendo é discutir com várias farmacêuticas e laboratórios a eventual compra de vacina”, completou.

O secretário afirmou que se trataram de “conversas muito preliminares”, que tem sido feitas com todos os laboratórios que, neste momento, só comercializam vacinas para o Ministério da Saúde “para no momento em que for possível [comprar as vacinas], a cidade já ter negociações avançadas”.

Ele destacou que foram enviadas cartas de intenção para a Johnson & Johnson, para a AstraZeneca e para a Pfizer e que o município aguarda resposta desses laboratórios.

Aplicação de vacinas da Pfizer

Aparecido disse que o sistema de saúde da cidade está preparado para receber os imunizantes da Pfizer e que, com as mudanças feitas na refrigeração dos depósitos municipais, será possível receber até 4 milhões de doses.

“Todas nossas Unidades Básicas de Saúde (UBS) tem condições de receber a vacina, que é de um manuseio muito específico. Aliás, já treinamos nossos profissionais para poder fazer a aplicação”, disse ele. 

“Vamos receber, na segunda-feira (3), 135.720 doses que, a partir da quinta-feira (6), serão administradas junto com a [vacina da] AstraZeneca em 600 mil pessoas na cidade, com idades de 60, 61 e 62 anos.”

Ele afirmou, também, que já comunicou ao Ministério da Saúde que São Paulo tem capacidade de receber um número maior dessa vacina. 

“Não são todas cidades que têm condições logísticas e de climatização. Então, São Paulo está preparada para administrar a aplicação da Pfizer na população paulistana.”

E veja Também no 3 de Julho Notícias

Veja o Vídeo Abaixo: Será distribuído gratuitamente nas escolas municipais de Bujari o livro infanto-juvenil “Bujari. De Seringal a Município” de autoria dos irmão, Tito Torres e Mário Torres, fruto de uma parceria entre a Fundação Elias Mansour, Governo do Acre e Governo Federal. Visando levar mais conhecimento sobre a origem da cidade aos alunos.

Acompanhe nossas Redes Sociais

Twitter 3 de Julho Notícias

Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos

Página Facebook 3 de Julho Notíci

Veja o Vídeo: 

Inscreva-se no Twitter 3 de Julho Notícias, seja membro e compartilhe.

Inscreva-se no Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos, seja membro e compartilhe.

Inscreva-se na Página Facebook 3 de Julho Notíci, seja membro e compartilhe.