Uma denúncia anônima levou equipes da polícia até uma festa clandestina em uma casa no bairro Boa União com mais de 40 pessoas nesse domingo (11). A festa, que descumpria decreto estadual que proíbe aglomerações por conta da pandemia, foi encerrada e as pessoas dispersadas.

Esse foi o quarto final de semana de cumprimento do decreto estadual que prevê medidas mais restritivas e proíbe funcionamento do comércio em Rio Branco.

Um relatório divulgado nesta segunda-feira (12) pela Secretaria de Segurança Pública do Acre (Sejusp), mostra que entre a sexta (9) e o domingo (11) foram registradas 123 ocorrências nas três regionais da capital. O número de ocorrências foi menor do que no 3º final de semana, quando foram registradas mais de 291 ocorrências.

Conforme o documento, 12 pessoas foram abordadas por estarem sem máscaras, além disso, foram registradas 15 autuações. Não houve conduções por desobediência e nem notificações. Com relação aos estabelecimentos, 31 receberam orientações por parte das equipes de fiscalizações e 15 foram autuados.

A polícia fez rondas pelas cidades para coibir a circulação de pessoas em espaços públicos e possíveis aglomerações. Praças e parques foram isolados.

As ocorrências são de aglomerações, estabelecimentos comerciais abertos, abordagem a pessoas sem máscara e circulação de pessoas durante o toque de restrição.

Medidas restritivas

As medidas mais restritivas tomadas desde o início da pandemia começaram a valer no dia 13 de março. Elas foram adotadas pelo governo para tentar conter o avanço dos casos da Covid-19 no Acre.

Além do decreto que determina o fechamento do comércio aos finais de semana e feriados, desde o último dia 26 também passou a valer outra medida que é a proibição da circulação de pessoas em espaços e vias públicas no período de 22h às 5h.

Ao liberar o funcionamento dos supermercados e similares aos finais de semana, em um novo decreto publicado no último dia 7, o governo ampliou horário do toque de recolher aos fins de semana e feriados das 19h às 5h. Do G1 Acre.

E veja Também no Plantão 3 de Julho Notícias

Veja o Vídeo Abaixo: As pontes Internacional e da Amizade, que ligam, respectivamente, as cidades brasileiras de Epitaciolândia e Brasiléia a Cobija, capital do Departamento de Pando, na Bolívia, foram bloqueadas, por cidadãos brasileiros em protesto contra a prorrogação do decreto boliviano que manteve a fronteira entre os dois países fechada por mais uma semana.

Acompanhe nossas Redes Sociais

Twitter 3 de Julho Notícias

Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos

Página Facebook 3 de Julho Notíci

Veja o Vídeo: 

Inscreva-se no Twitter 3 de Julho Notícias, seja membro e compartilhe.

Inscreva-se no Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos, seja membro e compartilhe.

Inscreva-se na Página Facebook 3 de Julho Notíci, seja membro e compartilhe.