As administrações de alguns prefeito acreanos estão piorando, principalmente na capital onde é administrada pelo ex-prefeito de Acrelândia – Foto Reprodução

A administração pública tem estado em evidência com a troca de prefeitos na última eleição, a expectativa das eleições era que os novo gestores trabalhassem para suprir as necessidades que os municípios enfrentam, porém nem todos se encacharam neste perfil.

Com isso, alguns conseguiram se destacar como piores prefeitos do estado, a nossa redação trouxe alguns nomes que mais se destacaram negativamente nestes primeiros cem dias de Gestão.

Prefeito de Rio Branco, Tião Bocalom, (PP) e sua vice, Marfisa Galvão, (PSD) – Foto: Reprodução Assessoria

Tião Bocalom (PP) e sua vice, Marfisa Galvão, (PSD): Eleito com quase 63% dos votos válidos, o prefeito da Capital derrotou Socorro Neri (PSB), depois de 16 anos tentando uma eleição majoritária.

Com sua vice Marfisa (PSD), Bocalom gerou grandes expectativas, pois sempre foi do discurso moralista e do homem trabalhador; depois da vaca mecânica Bocalom  passou mudou para “Produzir para Empregar. Ao assumir a gestão em Rio Branco, o prefeito, sem querer fazer transição, compôs seu secretariado boa parte no improviso, acumulando funções e tomando decisões polêmicas de cara. Os atrasos em pagamento de terceirizados, a polícia sendo chamada para bater em trabalhador e a má condução no enfrentamento a Pandemia, colocam Tião Bocalom, como o pior gestor acreano desses 100 primeiros dias.

Prefeito de Feijó Kiefer Cavalcante (PP) – Foto: Reprodução Assessoria

Prefeito Kiefer Cavalcante (PP) e o vice-prefeito Elson José, foram empossados para o quadriênio de 2021-2024 para administrar e cuidar da cidade de Feijó – Reeleito com 55,3% dos votos para um segundo mandato, o prefeito tinha apoio maciço de vários deputados estaduais, federais e senadores, talvez esse tenha sido o fator decisivo. Feijó foi mal administrada e por ser a 4ª maior cidade do Acre, o prefeito vem deixando a desejar, impossível acreditar que depois de uma gestão péssima conseguiu se reeleger.

Feijó é uma cidade com a infraestrutura maltratada, servidores desvalorizados e ausente de atenção nas políticas públicas, tanto na saúde, assistência social e educação. A sociedade já se mostra arrependida da escolha feita.

Prefeito de Santa Rosa do Purus, Tamir de Sá (MDB) – Foto: Reprodução

Tamir de Sá, foi reeleito ao cargo de prefeito em Santa Rosa do Purus-AC pelo MDB, na coligação 100% Popular 2020. Natural de Sena Madureira – AC, José Altamir Taumaturgo de Sá nasceu em 11/10/1972. – Eleito com 40,32% dos votos válidos o gestor não se diferencia muito de seu antecessor, por fazer o feijão com arroz apenas.

O que se espera de um novo gestor, são ações de impacto, que mecham com brio de sua gente, coisa que não aconteceu em Santa Rosa do Purus, um dos municípios isolados do estado. Santa Rosa sofreu com a enchente do Rio Purus e a prefeitura deixou a desejar nas ações de socorro às vítimas. Por isso, Tamir, se destaca como um dos piores gestores desses 100 primeiros dias.

Rosana Gomes e irmã do ex-prefeito de Senador Guiomard, James Gomes – Foto: Reprodução Assessoria

Rosana Gomes, foi candidata ao cargo de prefeita em Senador Guiomard-AC pelo PP, na coligação Juntos para reconstruir Avançar, Rosana Pereira da Silva – Eleita com 35,52% dos votos, a irmã do ex-prefeito James Gomes teve apoio em peso na sua campanha. Senadores Mailza Gomes (cunhada), Petecão e muitas outras lideranças estiveram em seu palanque.

O velho Quinari como é chamado, foi maltratado nas últimas administrações, isso fez com que a população acreditasse em dias melhores. Rosana tendo todo apoio que um prefeito sonha, não consegue dar um rumo e cara para sua gestão. Não tem conseguido se diferenciar do anterior que também não foi um bom gestor.

Prefeito do Bujari, Padeiro (PDT) Foto: Alemão Monteiro / 3 de Julho

Prefeito João Edvaldo Teles de Lima, tem 64 anos, é casado e tem ensino fundamental incompleto (PDT) foi eleito com 48,02% dos votos, para o seu 3º mandato no município de Bujari, derrotando seus adversários em uma disputa com muitos candidatos.

Com muita credibilidade na zona rural, Padeiro tem fama de trabalhador, humilde e honesto, mas parece ter ficado estagnado no tempo e não satisfez muito as expectativas que a população tinha entorno dele.

Sem grandes inovações para mostrar, o prefeito faz o básico, as vezes nem isso. Ganhou o descontentamento da população e fama dos que menos alegraram seu povo nesses primeiros 100 dias de gestão, da nova safra de prefeitos acreanos.

Lembrando aos que não gostaram de estar nesse seleto grupo, que estamos apenas com cem dias e tudo pode mudar, basta os senhores querer.

E veja Também no Plantão 3 de Julho Notícias

Veja o Vídeo: Os protocolos sanitários devido a pandemia, com o apoio do Prefeito de Porto Acre, Bené Damasceno, através da secretaria municipal de saúde, comandada pela Vice-prefeita Edna Cuiabano, foram realizados os primeiros atendimento do Programa Saúde Itinerante de 2021.

Acompanhe nossas Redes Sociais

Twitter 3 de Julho Notícias

Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos

Página Facebook 3 de Julho Notíci

Veja o Vídeo:

Inscreva-se no Twitter 3 de Julho Notícias, seja membro e compartilhe.

Inscreva-se no Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos, seja membro e compartilhe.

Inscreva-se na Página Facebook 3 de Julho Notíci, seja membro e compartilhe.