A partir desta quinta-feira (1), a prefeitura de Rio Branco está sem garis e margaridas para a limpeza no Centro da capital do Acre e em todo o 1º Distrito da cidade, o que inclui parques, praças, vias estruturantes, bairros, córregos etc.

O contrato de garis que permanecerá é somente para o 2º Distrito. Máquinas e equipamentos locados ficarão ociosos pela falta de garis.

Em pandemia de coronavírus e epidemia de dengue, todo o 1º Distrito de Rio Branco ficará sem limpeza e recolhimento de entulho.

Mas para piorar, sem contratos, 162 garis e margaridas estão a partir desta data desempregados.

A gestão passada, preocupada com as necessidades de Rio Branco, prorrogou os contratos por mais três meses, para que a gestão sucessora dispusesse de tempo suficiente para conclusão de processos licitatórios.

Mas a equipe do prefeito Tião Bocalom (não se sabe se foi por incompetência ou pela falta de compromisso com a coisa pública) preferiu descartar as licitações em curso e até agora não conseguiu iniciar novos processos licitatórios.

E veja Também no Plantão 3 de Julho Notícias

Veja o Vídeo abaixo: Desta vez quem sentiu na pele foram os ambulantes que estavam nas proximidades do terminal urbano tentando comercializar suas mercadorias para levarem o sustento de suas famílias, mas com a repressão da prefeitura isso não tem sido possível.

Acompanhe nossas Redes Sociais

Twitter 3 de Julho Notícias

Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos

Página Facebook 3 de Julho Notíci

Veja o Vídeo:

Inscreva-se no Twitter 3 de Julho Notícias, seja membro e compartilhe.

Inscreva-se no Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos, seja membro e compartilhe.

Inscreva-se na Página Facebook 3 de Julho Notíci, seja membro e compartilhe.