Sociólogo Tiago Costa Rodrigues está sendo investigado por dizer em outdoor que Jair Bolsonaro “não vale um pequi roído” – Foto: Reprodução

Brasil 247 – A deputada Gleisi Hoffmann, presidente nacional do PT, e os deputados Rui Falcão e Paulo Teixeira, além de dezenas de advogados e juristas, entraram com representação na Procuradoria-Geral da República (PGR) pedindo que o ministro da Justiça, André Mendonça, seja investigado pelo uso da Lei de Segurança Nacional contra manifestantes e críticos do governo.

Na petição endereçada ao PGR Augusto Aras, os parlamentares apontam o inquérito autorizado pelo ministro da Justiça, André Mendonça, contra o sociólogo Tiago Rodrigues, de Palmas, por fazer um outdoor que diz que Bolsonaro não vale “um pequi roído”.

“Parece insano que, no meio de uma pandemia que nos assola, a máquina pública tenha sido acionada para situação dessa natureza, apelando-se ao entulho autoritário da Lei de Segurança Nacional com a finalidade de censurar a crítica política”, diz o documento.

“A conduta do mandatário tem merecido críticas e a utilização do aparato estatal para constranger e coagir quem se dispõe a questioná-lo soa, em tese, como violadora do art. 30 da Lei de Abuso de Autoridade”, acrescenta o documento.

E veja também no Plantão 3 de Julho Noticias:

Veja o Vídeo Abaixo: A deputada federal Perpétua Almeida usou a tribuna da Câmara dos deputados para fazer um desabafo sobre a situação em que se encontra a saúde não só do Estado do Acre, como também em todo o Brasil. A parlamentar frisou a respeito das vacinas contra a Covid-19 e questionou quantas vidas poderia ter sido salvas se houvesse um plano de vacinação eficaz.

Acompanhe nossas Redes Sociais

Twitter 3 de Julho Notícias

Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos

Página Facebook 3 de Julho Notíci

Veja o Vídeo:

E veja também no 3 de Julho Noticias:

Veja o Vídeo Abaixo: “Já são cerca de 6 pessoas beneficiadas, com toda proteção da máquina do Estado. Enquanto as famílias do Brasil ficam sem auxílio, sem emprego e sem vacina, os beneficiários do Bolso Família já contam com: rachadinhas do salário de funcionários fantasma, 89 mil parcelados na conta da esposa, milhões em dinheiro vivo não declarado, dezenas de imóveis suspeitos e mansão própria de seis milhões de reais”, diz a narração.

Veja o Vídeo:

Inscreva-se no Twitter 3 de Julho Notícias, seja membro e compartilhe.

Inscreva-se no Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos, seja membro e compartilhe.

Inscreva-se na Página Facebook 3 de Julho Notíci, seja membro e compartilhe.