A vice-líder do PCdoB na Câmara, deputada federal Perpétua Almeida (AC), apresentou emenda à MP estabelecendo auxílio emergencial extraordinário, no valor de R$ 600, para as famílias acreanas que viveram o drama da alagação no Acre. No mês passado, a congressista apresentou o Projeto de Lei  508/21 de mesmo teor.

Perpétua acredita que é possível fazer o debate na Câmara, porque existem muitos parlamentares sensibilizados com o que vem acontecendo no Acre. “Mas eu preciso, e quero muito, que o governo também se sensibilize. Uma coisa é você mandar recurso para reconstrução de estradas, pontes, escolas. Outra coisa é você atender às famílias que perderam tudo e, que, se não receberem um apoio financeiro, não terão como reconstruir suas vidas”, ressalta Perpétua Almeida.

Pela emenda da parlamentar, o benefício será concedido em seis parcelas. Na avaliação de Perpétua, o Acre continua passando por uma situação delicadíssima, com a pandemia descontrolada, poucas vacinas, e surtos de dengue, leptospirose e hepatite A. “O que mais precisamos neste momento é de vacinas para proteger a população e de um auxílio emergencial justo para dar a essas famílias a possibilidade de comprar o colchão, o fogão e a geladeira que a enchente estragou. A água vai embora, mas deixa lama e com ela as doenças. O Acre continua pedindo socorro”.

E veja também no Plantão 3 de Julho Noticias:

Veja o Vídeo Abaixo: A deputada federal Perpétua Almeida usou a tribuna da Câmara dos deputados para fazer um desabafo sobre a situação em que se encontra a saúde não só do Estado do Acre, como também em todo o Brasil. A parlamentar frisou a respeito das vacinas contra a Covid-19 e questionou quantas vidas poderia ter sido salvas se houvesse um plano de vacinação eficaz.

Acompanhe nossas Redes Sociais

Twitter 3 de Julho Notícias

Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos

Página Facebook 3 de Julho Notíci

Veja o Vídeo:

E veja também no 3 de Julho Noticias:

Veja o Vídeo Abaixo: “Já são cerca de 6 pessoas beneficiadas, com toda proteção da máquina do Estado. Enquanto as famílias do Brasil ficam sem auxílio, sem emprego e sem vacina, os beneficiários do Bolso Família já contam com: rachadinhas do salário de funcionários fantasma, 89 mil parcelados na conta da esposa, milhões em dinheiro vivo não declarado, dezenas de imóveis suspeitos e mansão própria de seis milhões de reais”, diz a narração.

Veja o Vídeo:

Inscreva-se no Twitter 3 de Julho Notícias, seja membro e compartilhe.

Inscreva-se no Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos, seja membro e compartilhe.

Inscreva-se na Página Facebook 3 de Julho Notíci, seja membro e compartilhe.