Em pronunciamento na sessão virtual da Assembleia Legislativa do Acre nesta terça-feira, 16, o deputado estadual Jenilson Leite, comparou o ato violento contra os trabalhadores da zeladoria como o tempo dos coronéis, “Parece as histórias antigas dos seringais, dos coronéis”.

“O trabalhador que cortava a seringa, quando tirava saldo e cobrava seu saldo, ele saia dali até amarrado e isso não se faz quando se administra para o povo, isso não se faz quando tem compromisso com a população”, destacou o deputado.

O parlamentar repudiou ato violento adotado pelo Prefeito Tião Bocalom e a permissão do Governador Gladson Cameli de ter permitido que as forças policiais agissem no ato pacífico.

“Cabe um pedido de desculpas do Prefeito Tião Bocalom e do Governador Gladson Cameli que liberou a tropa de choque para ir lá reprimir os trabalhadores que cuidam da limpeza da nosso cidade”, disse o deputado.

O finalizar, Jenilson ainda relembrou que essas pessoas arriscaram suas vidas e de suas famílias para poder ajudar a combater o momento na qual estamos passando.

Veja Abaixo Matéria Relacionada: 

Jenilson solicita Projeto Cidadão para pessoas que perderam documentos após cheias dos rios acreanos

E veja também no Plantão 3 de julho noticias:

Veja o Vídeo Abaixo: O prefeito de Rio Branco Tião Bocalom, permitiu o uso de sprays de pimenta e cassetetes contra trabalhadores que cobravam seu direito, pois estão com o salário atrasado e o prefeito não paga a empresa responsável. Diz Garis

Acompanhe nossas Redes Sociais

Twitter 3 de Julho Notícias

Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos

Página Facebook 3 de Julho Notíci

Veja o Vídeo:

Inscreva-se no Twitter 3 de Julho Notícias, seja membro e compartilhe.

Inscreva-se no Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos, seja membro e compartilhe.

Inscreva-se na Página Facebook 3 de Julho Notíci, seja membro e compartilhe.