Ministro Edson Fachin e Lula (Foto: STF | Ricardo Stuckert)

Brasil 247 – O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Edson Fachin decidiu nesta sexta-feira (12) encaminhar ao plenário da Corte o recurso apresentado pela Procuradoria-Geral da República (PGR) que pede a revogação da decisão que anulou as sentenças do ex-presidente Lula na Lava Jato.

Em despacho, Fachin mantém a anulação das sentenças e dá cinco dias para que os advogados se manifestem sobre o recurso da PGR.

“Mantenho as razões que levaram a conceder o habeas corpus, porquanto apliquei ao caso a orientação majoritária do colegiado, a ser ou não mantida no Pleno. Com a manifestação da Defesa Técnica ou escoado o prazo, sem apresentação de contrarrazões, remeta-se à Presidência, sem nova conclusão ao Relator, para inclusão em pauta, consoante a regra regimental”, escreveu o ministro.

Veja abaixo Matéria Relacionada:

Governo reconhece que mortes podem chegar a 3 mil por dia e que Bolsonaro “perdeu a narrativa”

E veja também no Plantão 3 de julho noticias:

Veja o Vídeo: Coletiva de imprensa de Lula, sobre a recente decisão do ministro Edson Fachin, anulando o julgamento de Moro contra ele, e sobre a votação do julgamento da suspeição do ex-juiz.

Acompanhe nossas Redes Sociais

Twitter 3 de Julho Notícias

Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos

Página Facebook 3 de Julho Notíci

Veja o Vídeo:

Inscreva-se no Twitter 3 de Julho Notícias, seja membro e compartilhe.

Inscreva-se no Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos, seja membro e compartilhe.

Inscreva-se na Página Facebook 3 de Julho Notíci, seja membro e compartilhe.