Agentes da delegacia especializada no combate a corrupção (Deccor) cumprem mandados de busca e apreensão na Secretaria de Educação na manhã desta sexta-feira, 12. Ação tem como alvo a compra de cestas básicas supostamente superfaturadas no período da pandemia de Covid-19, em 2020. 

No ano passado a Secretária de Educação comprou 34 mil cestas básicas pelo preço de R$ 94,54. O valor total supera os R$ 3,2 milhões e supostamente seria superfaturado por meio de uma dispensa de licitação em favor de uma empresa cujo o capital social é de R$ 100 mil. Esses alimentos seriam distribuídos a famílias carentes.

Além da sede da SEE, também estão sendo cumpridos mandados de busca e apreensão em sedes de empresas e residências de supostos envolvidos no esquema.

A cúpula da Polícia Civil vai conceder entrevista coletiva às 10 horas, onde fornecerá detalhes da nova operação. Por ac24horas.

Veja Abaixo Matéria Relacionada:

Suspeito de matar idoso após confundi-lo com invasor tem prisão preventiva decretada após audiência de custódia

E veja também no Plantão 3 de julho noticias:

Veja o Vídeo: Coletiva de imprensa de Lula, sobre a recente decisão do ministro Edson Fachin, anulando o julgamento de Moro contra ele, e sobre a votação do julgamento da suspeição do ex-juiz.

Acompanhe nossas Redes Sociais

Twitter 3 de Julho Notícias

Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos

Página Facebook 3 de Julho Notíci

Veja o Vídeo:

Inscreva-se no Twitter 3 de Julho Notícias, seja membro e compartilhe.

Inscreva-se no Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos, seja membro e compartilhe.

Inscreva-se na Página Facebook 3 de Julho Notíci, seja membro e compartilhe.