Após receber alerta de desmatamento de mais de 100 hectares na reserva Chico Mendes, PF cumpre ordens judiciais — Foto: Arquivo/PF-AC

Após receber alertas de pontos de desmatamento na Reserva Extrativista Chico Mendes, a Polícia Federal deflagrou, nesta sexta-feira (12), a segunda fase da “Operação Caiçara”, que investiga o desmatamento ilegal nessas áreas de conservação no interior do Acre.

A investigação começou a partir de alertas de desmatamentos emitidos pelo sistema usado pela Polícia Federal, o qual constatou duas áreas de desmatamentos de mais de 100 hectares localizadas na Reserva Extrativista Chico Mendes e em área do Projeto de Assentamento Agroextrativista, no município de Assis Brasil.

Ao todo são cumpridos três mandados de busca e apreensão por cerca de 10 policiais federais. As ordens judiciais foram determinadas pela 1ª Vara Federal Cível e Criminal da Seção Judiciária do Acre.

Ainda segundo a PF-AC, as investigações devem continuar em andamento para identificar outros alertas de desmatamentos emitidos pelo sistema. A tecnologia, adquirida pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública e usada pela Polícia Federal, permite o monitoramento de áreas de conservação com imagens de satélites em alta resolução e em tempo quase que real.

Outras ações

Somente esta semana, essa é a terceira ação deflagrada pela PF-AC de combate a crimes ambientais após alertas de desmatamento emitidos pela tecnologia.

A primeira foi na quarta (10), quando foi deflagrada a operação “Olho da Providência”, que investiga a prática de crimes de desmatamento e invasão de terras públicas. Ao todo, foram cumpridos cinco mandados de busca e apreensão na região do Baixo Acre.

Dessa vez, os alertas apontaram cinco áreas de desmatamentos de terras públicas na região do Plano de Assentamento Extrativista Antimary, na divisa do Acre e com o Amazonas.

A segunda operação ocorreu nessa quinta (11) em Rio Branco e cidades do Amazonas. Durante a “Operação Constantino”, que investiga uma organização criminosa que invade terras da União, localizadas na região sul do estado do Amazonas, desmata e comercializa madeira extraída ilicitamente, a polícia cumpriu quatro mandados de prisão preventiva e 22 de busca e apreensão. Do G1 Acre

Veja Abaixo Matéria Relacionada:

Jovem que atuava como Uber é executado e corpo é encontrado no ramal do km 10 da BR-317, em Brasileia

E veja também no Plantão 3 de julho noticias:

Veja o Vídeo: Coletiva de imprensa de Lula, sobre a recente decisão do ministro Edson Fachin, anulando o julgamento de Moro contra ele, e sobre a votação do julgamento da suspeição do ex-juiz.

Acompanhe nossas Redes Sociais

Twitter 3 de Julho Notícias

Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos

Página Facebook 3 de Julho Notíci

Veja o Vídeo:

Inscreva-se no Twitter 3 de Julho Notícias, seja membro e compartilhe.

Inscreva-se no Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos, seja membro e compartilhe.

Inscreva-se na Página Facebook 3 de Julho Notíci, seja membro e compartilhe.