Em sessão remota na manhã dessa terça-feira (2) o presidente da câmara fez um desabafo, reclamou das aglomerações da sociedade e disse que até agora o prefeito Tião Bocalom não atuou na guerra contra Covid-19.

As críticas dos vereadores é quase consenso, inclusive diversas delas relacionadas ao atendimento da maior unidade de saúde do município, o Barral y Barral. Segundo alguns parlamentares, a direção da Unidade tem deixado os pacientes do lado de fora, só abrindo a partir das 7 da manhã, sendo que muita gente vem de longe e chega nas primeiras horas do dia e não pode ficar do lado de dentro esperando.

O presidente N.Lima (PP), disparou contra o colega de partido e prefeito Tião Bocalom (PP). O Vereador disse que a prefeitura não faz sua parte, que não se viu até agora nenhuma ação de controle e fiscalização do cumprimento dos decretos.

“Bocalom precisa assumir seu papel, a prefeitura não executa uma ação sequer de enfrentamento ao Coronavírus, a reclamação é geral e não se ver nada ser feito”, disse o parlamentar.

N.Lima ainda cobrou atuação dos fiscais da vigilância epidemiológica nos estabelecimentos comerciais e suplicou da sociedade que tenham mais cuidados, quanto a prevenção do covid-19.

Veja Abaixo Matéria Relacionada:

Será que a câmara de Rio Branco terá que agir no seu direito constitucional para a prefeitura poder agir? Questiona N.Lima

E veja também no Plantão 3 de julho noticias:

Veja o Vídeo: Padre Adauto Tavares da cidade de Guaramira fez um desabafo durante uma missa, onde afirmou que o presidente Bolsonaro era um imoral, irresponsável e genocida que tem prazer em matar. ” Em Israel, o 1º Ministro sai nas ruas com um megafone pedindo para o povo ficar em casa, e esse irresponsável sai nas ruas sem máscaras, aglomerando, faltando o respeito com as leis do Brasil, é um homem que não tem moral nenhuma”, disse Padre Adauto. Já o Padre Edson Adélio Tagliaferro da paróquia Nossa Senhora das Dores, em Artur Nogueira – SP, chegou a chamar o presidente de ‘bandido’ e orientou que eleitores dele deviam se confessar. O Padre Edson recebeu apoio nas redes sociais após sofrer ataques de apoiadores de Bolsonaro e ter sido ‘enquadrado’ pelo bispo responsável pela região. O vídeo viralizou nas redes sociais. 

Acompanhe nossas Redes Sociais

Twitter 3 de Julho Notícias

Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos

Página Facebook 3 de Julho Notíci

Veja o Vídeo:

Inscreva-se no Twitter 3 de Julho Notícias, seja membro e compartilhe.

Inscreva-se no Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos, seja membro e compartilhe.

Inscreva-se na Página Facebook 3 de Julho Notíci, seja membro e compartilhe.