Uma cliente de um supermercado gravou o momento em que uma mulher retira a calcinha para colocar no rosto – Foto: Reprodução Facebook

Uma mulher foi filmada tirando a calcinha fio dental e colocando no rosto, como se fosse uma máscara de proteção contra o novo coronavírus (Covid-19). O caso aconteceu no meio do supermercado Pick n’ Pay, na África do Sul. As informações são do UOL. 

O registro foi amplamente divulgado na imprensa local, nesta semana, mas não foi informado quando aconteceu e nem em qual unidade do estabelecimento. Uma outra mulher, que também estava na fila, registrou a ação após uma funcionária do local informar que não poderia atendê-la sem a proteção.

A cliente chegou a alegar que não tinha uma máscara com ela e a funcionária ameaçou retirá-la da loja. Na mesma hora, a mulher coloca a mão por baixo do vestido e tira a calcinha.

Parabenizando a mulher pela atitude, uma outra compradora, que estava atrás dela na fila, começa a dizer “muito bem” e chega a afirmar que a “bactéria na calcinha é menor do que na máscara”.

Logo após toda a confusão, a pessoa que parabenizou a mulher por usar a calcinha como máscara foi flagrada falando com os funcionários do supermercado para que retirassem suas proteções faciais. Segundo o site local The Citzen News, ela ainda afirmou que não usaria o acessório por ser seu direito constitucional.

Desde o dia 1° de fevereiro é proibido ficar sem máscara em público no país africano e, quem descumprir a decisão, pode ser multado ou ainda ficar preso por até seis meses, de acordo com o site IOL. 

“Uma pessoa que não usa máscara pode ser presa e processada. Quando forem condenados, serão punidos com multa ou prisão por período não superior a seis meses ou tanto multa quanto prisão”, disse o presidente Cyril Ramaphosa ao site The South African, em dezembro.

Mesmo com toda a confusão do vídeo, não ficou claro se as duas mulheres vão ser punidas legalmente por não utilizar a proteção adequadamente. 

Veja o Vídeo:

E veja também no Plantão 3 de julho noticias:

Veja o Vídeo: Após a repercussão negativa da PEC 186 que tem como proposta a desvinculação de recursos da educação e da saúde criada pelo senador Márcio Bittar para ser aplicado no auxílio emergencial e que gerou uma repercussão negativa, pois querem retirar recursos de classes que já não dispõe de uma grande quantidade de verba, mas sim só do garantido por lei.

Acompanhe nossas Redes Sociais

Twitter 3 de Julho Notícias

Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos

Página Facebook 3 de Julho Notíci

Veja o Vídeo:

Inscreva-se no Twitter 3 de Julho Notícias, seja membro e compartilhe.

Inscreva-se no Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos, seja membro e compartilhe.

Inscreva-se na Página Facebook 3 de Julho Notíci, seja membro e compartilhe.