A iniciativa será realizada de forma gratuita com aulas e encontros semanais que resultarão na montagem do espetáculo Avental Todo Sujo de Ovo, que aborda questões ligadas à temática LGBTQIA+

O espetáculo Avental Todo Sujo de Ovo, escrito pelo dramaturgo cearense Marcos Barbosa, ganhará uma montagem inédita no Rio Grande do Sul. A peça, que aborda questões ligadas à temática LGBTQIA+, será produzida e encenada exclusivamente por travestis e transexuais que já podem se candidatar para participar. A iniciativa faz parte do Laboratório de Montagem Cênica, projeto de arte-educação que terá aulas e encontros gratuitos para residentes em Porto Alegre ou na Região Metropolitana, com ou sem experiência em teatro, que tenham interesse em aprender sobre interpretação, direção, produção, iluminação e cenografia.

A primeira etapa do projeto inicia em abril e se estende até julho com dois encontros semanais de três horas de duração cada, na capital gaúcha, com práticas de teatro e aulas técnicas para capacitar tanto quem quer estar em cima do palco como quem prefere atuar nos bastidores. O laboratório ainda inclui diversos ensaios para o espetáculo, previsto para estrear em agosto. Os participantes receberão cachê pelas apresentações da peça. As inscrições são gratuitas, exclusivas para travestis e transexuais, e podem ser feitas até o dia 23 de março com o preenchimento do formulário disponível em bit.ly/InscriçãoAventalSujo.

“Queremos que todes possam participar de tudo dentro da cena, da montagem à produção, para viabilizar também as viagens e turnês do espetáculo posteriormente. E o laboratório vai além da representação do texto. Também teremos reuniões para ouvir e entender os participantes procurado um novo olhar, vendo o que cada um pode acrescentar dentro da obra” explica o professor e ator brasiliense Xandre Martinelli, que ministra o laboratório e assina a direção do espetáculo. “Nossa ideia é incentivar a profissionalização nas artes cênicas e dar a possibilidade para que novas pessoas possam começar suas carreiras artísticas, servindo como uma porta de entrada para quem quer trabalhar com teatro”, completa o jornalista e ator gaúcho Jaques Machado, produtor do projeto.

O texto de Avental Todo Sujo de Ovo discute o amor e a tolerância de maneira simples, bem-humorada e emocionante. Na obra, Alzira e Antero esperam há quase duas décadas pelo filho que desapareceu até que, certo dia, a espera termina. Reencontros não só dos corpos, mas também de sentimentos e afetos que mudaram. Descobertas e aprendizados marcam a história dessa família com a chegada de quem faltava.

O projeto é financiado com recurso do Governo do Estado do Rio Grande do Sul por meio do Pró-Cultura RS – Fundo de Apoio à Cultura e será realizado com adaptações durante a pandemia, seguindo rígidos protocolos sanitários e as determinações dos decretos municipais e estaduais.

Serviço

Laboratório de Montagem Cênica do espetáculo Avental Todo Sujo de Ovo Inscrições gratuitas podem ser feitas até o dia 23 de março em bit.ly/InscriçãoAventalSujo

Pré-requisitos: Ser transexual ou travesti, residir em Porto Alegre ou Região Metropolitana, e ter interesse em interpretação, direção, produção, iluminação e cenografia na área teatral. Não é necessário ter experiência.

E veja também no Plantão 3 de julho noticias:

Veja o Vídeo Abaixo: Decreto foi publicado em uma edição extra do DOE e abrange as cidades de Rio Branco, Cruzeiro do Sul, Jordão, Rodrigues Alves, Mâncio Lima, Porto Walter, Feijó, Tarauacá, Sena Madureira e Santa Rosa do Purus.

Acompanhe nossas Redes Sociais

Twitter 3 de Julho Notícias

Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos

Página Facebook 3 de Julho Notíci

Veja o Vídeo:

Inscreva-se no Twitter 3 de Julho Notícias, seja membro e compartilhe.

Inscreva-se no Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos, seja membro e compartilhe.

Inscreva-se na Página Facebook 3 de Julho Notíci, seja membro e compartilhe.