Assessoria – Para dar suporte ao Acre no enfrentamento à Covid-19, combate à dengue e apoio nas estratégias para enchentes, equipes do Ministério da Saúde (MS) e do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (CONASS), chegaram nesta terça-feira, 16, ao estado.

“O apoio do Ministério da Saúde e do Conselho Nacional de Secretários de Saúde, é fundamental no enfrentamento à Covid-19, dengue e enchentes. Buscamos essa força-tarefa, que prontamente atendeu ao nosso pedido”, afirma o secretário de Saúde, Alysson Bestene.

As equipes foram divididas, ficando uma em Rio Branco e a outra em Cruzeiro do Sul e Tarauacá. Permanecendo no estado nos dias 16, 17, 18 e 19, elas acompanham as atividades realizadas pela vigilância epidemiológica das arboviroses e controle do vetor e assistência aos pacientes.

O representante da Vigilância em Saúde Ambiental relacionada aos Desastres Naturais (Vigidesastres), do Ministério da Saúde, Rodrigo Rezende, enfatiza que o objetivo da vinda do Ministério é apoiar as ações desenvolvidas pela Sesacre junto aos municípios afetados pelas enchentes. “Viemos para definir um cronograma de trabalho, prioridades de apoio, para esse momento crítico que alguns municípios estão passando”, disse.

A visita técnica integrada das equipes ao estado terá também como objetivo a discussão do cenário de transmissão de dengue e apoio na elaboração e alinhamento das estratégias de controle das arboviroses.

“A presença do Ministério da Saúde é uma força-tarefa conjunta do Ministério com o Conselho Nacional de Secretários, e outras equipes dentro do próprio Ministério, Secretaria de Vigilância, Secretaria de Atenção Especializada e Secretaria de Atenção Primária. Vamos juntar esforços para traçar estratégias para diminuição do número de casos de Dengue nesse momento que o estado vive, não só epidemia de Dengue como também de Covid-19”, afirma a coordenadora-geral de Arboviroses do Ministério da Saúde, Noely Moura.

Para o representante do Conselho Nacional de Secretários, Fernando Evedanho, o momento é delicado e desafiante. “O desafio é grande, por isso estamos aqui, para com o olhar específico dos agravos, apoiar e ajudar os técnicos”.

Em Tarauacá, as equipes do MS se reuniram com representantes do município para ouvir as principais demandas, ações desenvolvidas e traçar um plano estratégico no enfrentamento às três frentes.

“A ideia é fazer um diagnóstico da situação de saúde do município, envolvendo, dengue, enchente e Covid, e assim possamos identificar as fragilidades que o Estado e o Ministério possam ajudar”, destaca o chefe de Divisão da Vigilância Ambiental da Sesacre, Gabriel Mesquita.

E veja também no Plantão 3 de julho noticias:

Veja o Vídeo: Acompanhando o nível do Rio Acre no Centro de Rio Branco, que de acordo com a medição da defesa civil, ainda no período da manhã, era de 15, 58 centímetros. Com todo este volume de água, o Rio e seus afluentes já desabriga inúmeras famílias de diferentes bairros da capital. 

Acompanhe nossas Redes Sociais

Twitter 3 de Julho Notícias

Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos

Página Facebook 3 de Julho Notíci

Veja o Vídeo:

Inscreva-se no Twitter 3 de Julho Notícias, seja membro e compartilhe.

Inscreva-se no Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos, seja membro e compartilhe.

Inscreva-se na Página Facebook 3 de Julho Notíci, seja membro e compartilhe.