A cidade de Assis Brasil de apenas 7.534 habitantes é a passagem dos que entram no Peru por essa região do Brasil, mas não dispõe de estrutura nem logística para abrigar as centenas de pessoas que chegam e se deparam com a fronteira fechada.

Com a crise sanitária do Coronavírus, o Peru fechou o acesso e ninguém passa do lado Brasileiro para o país vizinho. O Transtorno é imenso, pois milhares de haitianos que chegaram no Brasil logo após o grande terremoto de 2010 que devastou o Haiti fez com que os imigrantes viessem para o Brasil por meio da fronteira aberta em Assis Brasil e a partir do Acre se espalharam por outros estados em busca de emprego, mas nos últimos anos a crise transformou seus sonhos de uma vida melhor em pesadelo e agora amargam o desemprego e a falta de oportunidade.

O Exército peruano fez barreira na ponte da Integração e ninguém atravessa, com isso centenas de haitianos e senegaleses se aglomeram em abrigos municipais, hotéis e até na beira das ruas, pois na cidade já não cabe mais ninguém.

O prefeito Jerry Correia pediu socorro ao governo do estado e ao governo federal, pois os casos de COVID-19 aumentaram na cidade e o risco de um caos sanitário é grande. Além disso, ele reclama da ausência de instituições federais que possam dialogar com autoridades peruanas e assim achar uma saída para o problema.

“Nós não sabemos mais o que fazer, aqui a cidade é pequena e não temos estrutura para manter toda essa logística. Eles querem retornar para outros países, mas a fronteira está fechada, agora faze greve de fome e a situação tende a piorar, o que posso fazer é pedir urgentemente a presença das autoridades brasileiras aqui”, desabafou Jerry Correia.

Os 400 estrangeiros continuam na ponte da integração e fazem manifesto para tentar entrar no Peru. Até o momento nenhuma autoridade do Itamaraty se manifestou sobre o caso.

E veja também no 3 de julho noticias:

Veja o Vídeo: O Transtorno é imenso. Centenas de haitianos fazem protesto na ponte da Integração em Assis Brasil tentando entrar no Peru, que se encontra com a Fronteira fechada. Segundo o Prefeito Jerry Correia, os mesmos já estão fazendo greve de fome. O Exército peruano fez barreira na ponte da Integração e ninguém atravessa.

Acompanhe nossas Redes Sociais

Twitter 3 de Julho Notícias

Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos

Página Facebook 3 de Julho Notíci

Veja o Vídeo:

E veja também no 3 de julho noticias:

Veja o Vídeo: Em Rodrigues Alves, as comunidades: Brasília, Sussuarana, Torre da Lua, Silêncio e São Jerônimo, foram as 1ªs a serem atingidas pelo grande volume das águas dos afluentes do rio Paraná, as comunidades ficam localizadas às margens do rio e por esse motivo acabam sendo um dos 1ºs locais a serem atingidos. Outro município atingido pela cheia dos rios é Sena Madureira que vem enfrentando grandes problemas com relação ao volume das águas do rio Iaco que transbordou. Já no município de Tarauacá, o rio que leva o mesmo nome da cidade também transbordou e pelo menos dois bairros já foram atingidos.

Inscreva-se no Twitter 3 de Julho Notícias, seja membro e compartilhe.

Inscreva-se no Youtube 3 de Julho Notícias Vídeos, seja membro e compartilhe.

Inscreva-se na Página Facebook 3 de Julho Notíci, seja membro e compartilhe.